Veja Também

Veja Também

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

QUINTA-FEIRA 28/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
10h30 - Gross Domestic Product do 4º Trimestre (O PIB mede os bens e serviços produzidos na economia em determinado período. O indicador é formado por cinco componentes: consumo, investimento, gastos governamentais, nível de estoque e saldo de comércio exterior);
10h30 - Núcleo do Personal Consumption Expenditures do  4º trimestre (mostra a média de gastos pessoais dos americanos);
10h30 - Initial Jobless Claims (mede a quantidade de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos);
11h45 - Chicago Purchasing Managers’ Index de Fevereiro (nível de atividade industrial na região de Chicago).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Final Manufacturing PMI (nível de atividade de manufatura na zona do euro);
ALEMANHA: German Retail Sales (vendas no varejo alemão). PMI de Fabricação na Alemanha (mede o nível de atividade na indústria da construção).
REINO UNIDO: PMI Manufacturing (nível de atividade de manufatura no Reino Unido); Nationwide HPI (mede a variação mensal do preço médio de uma casa com hipoteca em todo Reino Unido. Ele serve como um indicador importante da condição do mercado imobiliário);
EUA: 10h30 - Personal Income (renda individual dos cidadãos norte-americanos) e Personal Spending (gastos dos consumidores), ambos de janeiro e também o núcleo do Personal Consumption Expenditures - PCE (gastos pessoais dos americanos - medida de inflação mais acompanhada pelo Fed); 11h55 - Michigan Sentiment (mede o sentimento do consumidor); 11h55: Michigan Inflation Expectations (mede o percentual pelo qual os consumidores es); 13h00 - ISM Index (mede o nível de atividade industrial no país); 12h00 - Construction Spending  (mede os gastos decorrentes da construção de imóveis); 12h00 - ISM Manufacturing Prices (expectativa dos negócios em relação à inflação futura, onde um número maior indica uma maior expectativa de inflação); 12h00 - Final PMI Manufacturing (número final da pesquisa referente ao nível de atividade industrial nos Estados Unidos);


ÁSIA:  Principais índices acionários da Ásia avançaram forte neste último pregão de Fevereiro, com alívio em relação às preocupações com a Itália, depois de um leilão de dívida italiana melhor do que o esperado  e com o compromisso do Federal Reserve de manter o programa de estímulo monetário e que o banco central tem munição necessária para reduzir o estímulo para evitar um aumento da inflação. Nikkei do Japão subiu 2,7%, Xangai China Composite subiu 2,3% e Hang Seng de Hong Kong adicionou 2%, S & P / ASX 200  da Austrália adicionou 1,3% e Kospi da Coreia do Sul avançou 1,1%. Contrariando a tendência, Sensex da Índia caiu 0,8% em Mumbai. No desempenho mensal,  Nikkei registrou alta de 3,8% em fevereiro, enquanto S & P ASX / 200 saltou 4,6% e o Kospi subiu 3,3%. Em sentido oposto, o índice Hang Seng encerrou o mês 3% menor, enquanto o índice Xangai Composite caiu 0,8%. Sensex da Índia teve um dos piores desempenhos da região, com perdas de 4,6% em fevereiro. Ações de propriedade e finanças lideraram o rali na China. Em Hong Kong, HSBC subiu 2,2%, Bank of China subiu 3,1% e New World Development avançou 3,8%. As ações da Citic Pacific caravaram 7,6%, após a empresa postar lucro melhor do que o esperado em 2012. Nas bolsas do continente, China Vanke subiu 6% em Shenzhen, enquanto Gemdale subiu 3,7% em Xangai.  Ações de exportadores do Japão ganharam com a fraqueza de ienes. Advantest subiu 4,5%, Toshiba subiu 5,2%, Toyota Motor adicionou 3,5 % e Nissan Motor avançoou 3,9%. As três fabricantes de automóveis aumentaram a produção de janeiro na China pela primeira vez desde o ano passado, depois da disputa territorial entre Pequim e Tóquio. A empresa de máquinas Komatsu subiu 3,7%, após um jornal informar que a empresa deve divulgar um lucro operacional de mais de ¥ 300.000.000.000 ($ 3250000000) no ano que termina em março 2014. Na Austrália, empresas de energia e bancos registraram ganhos. Woodside Petroleum disparou 3,6% e Commonwealth Bank of Australia avançou 1,9%. Asset Manager Perpétuo adicionou 4,2% depois de postar um aumento de 19% no lucro líquido do primeiro semestre. A varejista Harvey Norman subiu 9,2% depois de ter um aumento nas vendas, embora seu lucro do primeiro semestre tenha caído 36%.

EUROPA: As bolsas europeias sobem pelo segundo dia consecutivo, depois que Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve dos EUA,  reiterou a política monetária e que aliviará se necessário para apoiar a economia e com a defesa de Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu, apoiando as políticas monetárias do BCE. Os comentários estimularam o apetite dos investidores por ativos mais voláteis como ações, tradicionalmente sensíveis ao risco e os bancos estão entre os principais destaques. HSBC sobe 1,77% em Londres, Société Générale avança 1,2% em Paris e na Espanha, o Banco Santander sobe 0,4%. O índice Stoxx Europe 600 avança 0,5%, somando-se ao ganho de 0,9% de quarta-feira. Na Alemanha, DAX 30 avança, com alta de 2,4% para a empresa química Bayer. Na França, a companhia de água e resíduos Veolia Environnement dispara 4%, após postar lucro anual acima das expectativas e disse que vai acelerar seu plano de corte de dívida.  As ações da GDF Suez sobe 1,1%, depois que a empresa registrou receita acima das expectativas dos analistas em 2012.  CAC 40 sobe. O índice de ações referência do Reino Unido também avança, impulsionada por bancos e balanços corporativos otimistas. Lloyds Banking sobe 1,3% e Barclays ganha 1,1%. As ações do Royal Bank of Scotland cai 2,1%, após dizer que sua perda aumentaram para 5,97 bilhões de libras (9,05 bilhões dólares) em 2012, ante £ 2 bilhões em 2011 e anunciou novas medidas para aumentar o capital, incluindo a diminuição 20% de ativos em seu banco de investimentos. Também em declínio, as empresas de mineração, seguem os preços de metais. As ações da Anglo American perdem 1,4%, Rio Tinto cai 0,5% e BHP Billiton recua 0,4%. Entre as empresas de petróleo, as ações da BP cai 0,4%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h30):

ÁSIA
Austrália: +1,34%
Nikkei: +2,11%
Hang Seng: +1,96%
Xangai Composite: +2,26%

EUROPA
London - FTSE: +0,24%
Paris Cac 40: +0,32%
Frankfurt - Dax: +0,50%
Madrid IBEX: +0,52%
Milão MIB 40: -0,11%

COMMODITIES
BRENT: -0,01%
WTI: -0,37%
OURO: -0,37%
COBRE: -0,09%
NÍQUEL: -0,67%
SOJA FUTURO: +0,75%
ALGODÃO FUTURO: 0,00%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,05%
SP500: +0,06%
NASDAQ: +0,16%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: ACI Worldwide, Aixtron, Cablevision, Deutsche Telekom, Domino's Pizza, Kohl's, Sears Hldg, Valeant Pharmaceuticals, Visteon, Gap, Northern Oil & Gas, OmniVision, Palo Alto Networks, Tesco
BRASIL: Autometal, Grendene, MULTIPLUS, Paranapanema, Randon Part

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

QUARTA-FEIRA 27/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
10H00 - MBA Mortgage Applications (número de solicitações de empréstimos hipotecários);
10h30 - Durable Goods Orders de Janeiro (números mensais de pedidos de bens duráveis para a indústria nos Estados Unidos, além de destacar o indicador se excluídos as encomendas no setor de transportes);
12h00 - Pending Home Sales de Janeiro (contratos assinados de venda de imóveis usados nos Estados Unidos, porém ainda sem conclusão do negócio);
12h00 - Discurso do Chairman do FED Ben Bernanke;
12h30 - Relatório de Estoques de Petróleo dos Estados Unidos.

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Consumer Price Index (CPI) de Janeiro (indicador mensal da inflação ao consumidor europeu).
ALEMANHA:  Unemployment Rate de Janeiro (taxa de desemprego na Alemanha);
10h00 - Consumer Price Index (CPI)  de Janeiro (indicador da inflação ao consumidor alemão).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 10h30 - Gross Domestic Product do 4º Trimestre (O PIB mede os bens e serviços produzidos na economia em determinado período. O indicador é formado por cinco componentes: consumo, investimento, gastos governamentais, nível de estoque e saldo de comércio exterior); 10h30 - Núcleo do Personal Consumption Expenditures do  4º trimestre (mostra a média de gastos pessoais dos americanos); 10h30 - Initial Jobless Claims (mede a quantidade de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos); 11h45 - Chicago Purchasing Managers’ Index de Fevereiro (nível de atividade industrial na região de Chicago).


ÁSIA:  As bolsas na Ásia subiram em sua maioria nesta quarta-feira, com  dados econômicos dos Estados Unidos e comentários de Ben Bernanke, chefe do Federal Reserve, ajudando a elevar o humor nos mercados globais. Hang Seng de Hong Kong avançou 0,3% e Xangai China Composite  subiu 0,9%. Kospi da Coreia do Sul subiu 0,2%, S  & P / ASX 200 da Austrália avançou 0,7% e TAIEX de Taiwan adicionou 0,2%, enquanto Nikkei do Japão desafiou a tendência com declínio de 1,3%. Ações japonesas continuaram a sofrer, mesmo com o dólar atingindo ¥ 91,72, abaixo dos ¥ 91,88 no comércio norte-americano da terça-feira e bem longe do nível de ¥ 94 atingido na segunda-feira. Exportadores ficaram sob pressão de venda em Tóquio. Panasonic caiu 1,8%, enquanto no setor automobilístico, a Nissan Motor perdeu 1,5% e Honda Motor caiu 2,5%. O resto da região avançou. AIA Group saltou 4,1% em Hong Kong após a seguradora registrar resultados sólidos em 2012, China Construction Bank subiu 0,2% entre os bancos, enquanto no setor imobiliário, Hang Lung Properties subiu 0,5%. O secretário das finanças de Hong Kong, John Tsang,  disse que o PIB da cidade deve crescer entre 1,5% e 3,5% em 2013, segundo relatos do Dow Jones Newswires. O PIB cresceu 1,4% em 2012, superior apenas às previsões do governo que era de um crescimento de 1,2%. No continente chinês, Banco Agrícola da China subiu 2,1% e Poly Real Estate subiu 3,9% em Xangai. No  mercado da Coreia do Sul, Kia Motors avançou 1,7% e Hyundai Motor adicionou 0,7%. Na Austrália, o grupo de materiais de construção Boral subiu 4,2% após dados de habitação de terça-feira nos EUA. A concessionária de energia AGL Energy saltou 4,5% depois de informar que seu lucro líquido no primeiro semestre mais do que triplicou.

EUROPA: As  bolsas europeias mostram otimismo, recuperando das perdas acentuadas do dia anterior, após os resultados das eleições inconclusivas na Itália, incitando medo com novas instabilidades políticas na zona euro. O índice Stoxx Europe 600 avança 0,09%, reduzindo parte das perda de 1,3% da terça-feira.  Entre os destaques do pan-índice, as ações da cervejaria InBev  cai 0,9%, após informar queda no lucro do quarto trimestre.  O índice FTSE MIB  que afundaram quase 5% na terça-feira, opera em alta. O discurso de Ben Bernanke, chairman do Federal Resere dos EUA, que defendeu a política de flexibilização e disse que os benefícios de compras de ativos são compatíveis com o ambiente econômico atual e disse que os riscos são controláveis. O CAC 40 da França sobe. As ações da European Aeronautic Defence & Space ou EADS, salta 5,7%, após a companhia relatar receita e crescimento nos lucros de dois dígitos em 2012, devido à atividade mais forte em sua divisão da Airbus. As ações da Bouygues sobe 7,2%, após a empresa de construção bater as expectativas de lucro em 2.012. DAX 30 da Alemanha opera entre altas e baixas, suportada pelas ações da gigante de software SAP, que avança 0,9% e no Reino Unido, as ações da empresa de engenharia Weir sobe 2%, após registrar um aumento no lucro ante  impostos. Os bancos Barclays sobe 0,67% e HSBC Holdings avança 1,02%. As mineradoras BHP Billiton recua 0,53% e Rio Tinto cai 1,03%. Entre as empresas de energia, BP sobe 0.43% e Royal Dutch Shell avança 0,35%. O índice FTSE 100 do Reino Unido sobe.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: +0,66%
Nikkei: -1,27%
Hang Seng: +0,25%
Xangai Composite: +0,87%

EUROPA
London - FTSE: +0,30%
Paris Cac 40: +0,55%
Frankfurt - Dax: +0,18%
Madrid IBEX: +0,72%
Milão MIB 40: +0,51%

COMMODITIES
BRENT: +0,33%
WTI: +0,22%
OURO: -0,24%
COBRE: -0,32%
NÍQUEL: -0,30%
SOJA FUTURO: +0,12%
ALGODÃO FUTURO: +1,21%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,12%
SP500: +0,11%
NASDAQ: +0,02%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: AES , Continental Resources, Groupon, Hansen Medical, ITC Holdings, J. C. Penney, Kraton Performance Polymers
BRASIL: AmBev , Fras-Le, Iochpe-Maxion, OSX Brasil, Paraná Banco, Sul América, Vale, Weg.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

TERÇA-FEIRA 26/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
11h00 - S&P/Case-Shiller Home Price de Dezembro (trajetória dos preços das casas nos EUA por meio de uma média móvel trimestral);
12h00 - Consumer Confidence de Fevereiro (mede a confiança dos consumidores americanos);
12h00 - New Home Sales de Janeiro (vendas de imóveis novos nos Estados Unidos); 12h00 - Existing Home Sales de Janeiro (vendas de imóveis usados nos Estados Unidos);
12h00 - Richmond Fed Manufacturing de Fevereiro (atividade de manufatura na região),
12h00 - Discurso do Chairman do FED Ben Bernanke;

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: GFK Consumer Confidence Survey de Março (mede o nível de confiança do consumidor alemão sobre o futuro da economia local); Economic Confidence de Fevereiro (confiança dos consumidores na atividade econômica da Zona do Euro); Industrial Confidence de Fevereiro (confiança dos executivos na indústria da Zona do Euro);| Services Confidence de Fevereiro (confiança dos executivos no setor de serviços da Zona do Euro); Consumer Confidence de Fevereiro ( nível de confiança do consumidor na Zona do Euro).
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Import Prices de Janeiro (mostra os preços de bens importados);  GFK Consumer Confidence de Fevereiro (nível de confiança do consumidor britânico sobre o futuro da economia local);  Gross Domestic Product do| 4º Trimestre (estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido).
EUA: 10H00 - MBA Mortgage Applications (número de solicitações de empréstimos hipotecários); 10h30 - Durable Goods Orders de Janeiro (números mensais de pedidos de bens duráveis para a indústria nos Estados Unidos, além de destacar o indicador se excluídos as encomendas no setor de transportes); 12h00 - Pending Home Sales de Janeiro (contratos assinados de venda de imóveis usados nos Estados Unidos, porém ainda sem conclusão do negócio); 12h00 - Discurso do Chairman do FED Ben Bernanke; 12h30 - Relatório de Estoques de Petróleo dos Estados Unidos.


ÁSIA:  Os mercados asiáticos terminaram em baixa nesta terça-feira, seguindo a queda em Wall Street e com temores da possibilidade de uma eleição inconclusiva na Itália, podendo provocar outro capítulo da crise da dívida na Europa. Nikkei do Japão caiu 2,3%, enquanto S & P / ASX 200 da  Austrália caiu 1%, TAIEX de Taiwan perdeu 0,8% e Kospi da Coreia do Sul recuou 0,5%. Hang Seng de Hong Kong caiu 1,3%, enquanto Xangai China Composite caiu 1,4%. O iene recuperou acentuadamente, especialmente contra o euro em queda, com os investidores buscando a moeda japonesa  como porto-seguro, em face da incerteza europeia. O dólar comprou ¥ 92,15 na terça-feira, mas bem abaixo da máxima intraday de 94,76 ¥ da segunda-feira. O euro, que caiu 4% em relação ao iene na segunda-feira, também recuperou um pouco. Os ganhos do iene derrubou ações de exportadoras como Nikon que caiu 3,4%,  Honda Motor que perdeu 3,1% e Nissan Motor que recuou 2,6%.  Em Hong Kong, a empresa de vestuário com grande exposição na Europa, Esprit Holdings caiu 1,4%, enquanto companhia aérea Cathay Pacific Airways declinou 2,6%. Tanto em Hong Kong, quanto na China continental, tiveram perdas para setor de recursos.  Aluminum Corp of China caiu 2,9% em Hong Kong e 3% em Xangai, Jiangxi Copper  caiu 2,6% em Hong Kong e em Xangai, enquanto Angang Steel caiu 2% em Hong Kong e 2,2% em Shenzhen. O setor de recursos, que é sensível às percepções de crescimento econômico também perdeu em Sydney. Fortescue Metals caiu 3% e Atlas Iron caiu 3,4%. Na Coreia do Sul, os exportadores recuaram, embora não por tanto quanto seus rivais em Tóquio.

EUROPA:  As bolsas europeias recuam forte, com os resultados incertos da eleição italiana alimentando temores de um governo fragmentado,  sem nenhuma coalizão vencedora, levantando preocupações de que um novo conjunto de eleições possa estar em curso nos próximos meses e trazer nova instabilidade política para a zona euro. Com a maioria dos votos apurados, a coalizão de centro-esquerda liderada por Pier Luigi Bersani estava na liderança na Câmara, mas nem a esquerda, nem a direita teve a maioria na câmara alta. Somando-se à incerteza, o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, disse que não vai se aliar à Mario Monti.  FTSE MIB da Itália recua forte, com bancos postando as maiores perdas. As ações da Banca Popolare di Milano cai 8,3% e Intesa Sanpaolo opera 6,9% menor. Rendimentos dos títulos do governo italiano disparou. O papel de 10 anos subiu 36 pontos-base, para 4,71%, de acordo com a plataforma de negociação eletrônica Tradeweb. O índice Stoxx Europe 600 cai 1,2%, para 284,92, somando-se uma ligeira queda de segunda-feira. Em outros lugares bancos também apresentam as maiores quedas. Na Alemanha, o Deutsche Bank cai 3,57% e Commerzbank  recua 2,02%, derrubando o índice DAX 30. Na França, o Société Générale cai 3,64% e BNP Paribas perde 3,77%. O índice CAC 40 cai.  FTSE 100 do Reino Unido recua com as ações do HSBC perdendo 2,1%.  Entre as mineradoras, BHP Billiton cai 2,0%, Rio Tinto perde 0.52% e Vedanta Resources cai 3,36% e entre as petrolíferas, BG Group cai 1,15% e BP perde 1,6%.

EUA:  Dennis Lockhart, presidente do Fed de Atlanta, disse que o FED deve manter o atual programa de compras de títulos de $ 85 bilhões por mês, pelo menos até a segunda metade do ano. Os comentários de Lockhart vieam antes do depoimento do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke  no Congresso.


ÍNDICES MUNDIAIS (6h40):

ÁSIA
Austrália: -1,03%
Nikkei: -2,26%
Hang Seng: -1,32%
Xangai Composite: -1,40%

EUROPA
London - FTSE: -1,40%
Paris Cac 40: -2,27%
Frankfurt - Dax: -1,70%
Madrid IBEX: -2,78%
Milão MIB 40: -4,32%

COMMODITIES
BRENT: -0,19%
WTI: +0,18%
OURO: +0,16%
COBRE: -0,32%
NÍQUEL: -1,22%
SOJA FUTURO: -0,54%
ALGODÃO FUTURO: +0,42%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,25%
SP500: +0,28%
NASDAQ: +0,22%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: A.M. Castle, Akorn, Amedisys, Astec Industries, AutoZone, Bank of Montreal, Cobalt International Energy, Ecolab, Home Depot, Macy's, RadioShack, Dreamworks Animation, First Solar, Healthstream , ZAGG
BRASIL: AES Tiete, Cia Providência, Eletropaulo, Lojas Renner, OdontoPrev, Porto Seguro.

ATENÇÃO: Amanhã será divulgado o balanço da VALE.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

SEGUNDA-FEIRA 25/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
10h30 - Chicago Fed National Activity Index de Janeiro (análise de indicadores já divulgados para avaliar o nível de atividade econômica de Chicago);
12h30 - Dallas Fed Manufacturing deFevereiro (atividade de manufatura na região).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 11h00 - S&P/Case-Shiller Home Price de Dezembro (trajetória dos preços das casas nos EUA por meio de uma média móvel trimestral); 12h00 - Consumer Confidence de Fevereiro (mede a confiança dos consumidores americanos); 12h00 - New Home Sales de Janeiro (vendas de imóveis novos nos Estados Unidos); 12h00 - Existing Home Sales de Janeiro (vendas de imóveis usados nos Estados Unidos); 12h00 - Richmond Fed Manufacturing de Fevereiro (atividade de manufatura na região).

ÁSIA:  A maioria das bolsas da Ásia fechou em alta, com destaque para o  Nikkei Stock Average que saltou de 2,4%, terminando em seu nível mais alto desde setembro de 2008, após boatos de que Haruhiko Kuroda provavelmente dirigirá o Banco do Japão e que Kikuo Iwata será um dos seus dois vice-presidentes. Ambos os candidatos, acreditam serem favoráveis à  medidas para combater a deflação no Japão. O setor de finanças estão entre os setores que podem se beneficiar dessas medidas. Sumitomo Mitsui Financial subiu 1,6%, Mitsubishi UFJ Financial  adicionou 2,7% e Mizuho Financial ganhou 2%. Exportadores subiram com a queda do iene. Sony subiu3,4%,  Olympus avançou 3,1%,e Advantest saltou 3,8%. O dólar comprou ¥ 94,14 no final da tarde, em comparação com ¥ 93,43 na sexta-feira. No resto da região, S  & P / ASX 200 da Austrália subiu 0,8%, Hang Seng de Hong Kong avançou 0,2% e Xangai Composite Index subiu 0,5%. TAIEX de Taiwan e Kospi da Coreia do Sul caíram 0,5% cada.  O PMI  preliminar da China,divulgado pelo HSBC mostrou que a atividade diminuiu para 50,4, ante 52,3 em janeiro. No fim de semana, a Agência de Notícias Xinhua informou a China vai mudar em breve, regras para permitir que mais recursos no exterior possa investir no mercado de ações local. Vários papeis do setor financeiro avançaram em Xangai. China Citic Bank subiu 2,2% e a  corretora Citic Securities ganhou 1%. O governo também disse que vai aumentar os preços dos combustíveis pela primeira vez desde setembro, beneficiando ações de energia.  PetroChina  subiu 0,3% e China Petroleum & Chemical Corp, ou Sinopec,ganhou 2,7%. Promotores imobiliários caíram em Hong Kong, após o governo local impôr restrições sobre novas transações. Sun Hung Kai Properties caiu 1,3% e Cheung Kong Holdings recuou 0,6%. Na Coréia do Sul, alguns dos maiores exportadores do país foram prejudicadas com a queda de iene e a consequente melhoria de seus rivais japoneses. Hyundai Motor caiu 2,1% e Kia Motors caiu 0,9%. As ações da Samsung Electronics pouco  alterou depois que a companhia lançou um novo tablet de oito polegadas, chamado de Galaxy Note 8, que deve chegar as lojas no segundo trimestre. Ações que pagam dividendos elevados, tiveram ganhos em Sydney. A fabricante de aparelho auditivo Cochlear avançou 1%, enquanto National Australia Bank  adicionou 1,5%.      

EUROPA:  As bolsas europeias sobem antes dos resultados eleitorais na Itália para escolher um novo primeiro-ministro. O índice Stoxx Europe 600 sobe 0,2%, somando-se aos ganhos de 0,4% da sexta-feira. As ações da Nokia sobem 1,90%, depois da fabricante de celulares lançar uma nova gama de smartphones com o novo Windows, nos segmentos de preços mais baixos, num esforço para impulsionar as vendas. As ações da Reckitt Benckiser, por outro lado, cai 4% depois que a empresa de bens de consumo disse que estava desapontado com a FDA dos EUA, após ter um pedido de atividade farmacêutica negado. É ilegal a publicação de pesquisas nas últimas semanas que antecedem a eleição na Itália, mas reportagens sugerem que o Partido Democrático de centro-esquerda, liderada por Pier Luigi Bersani, vai ganhar a maioria dos votos na câmara baixa do Parlamento. FTSE MIB da Itália sobe. Entre outros índices, o DAX 30 da Alemanha e CAC 40 da França sobem. FTSE 100 do Reino Unido tambem avança, mesmo com o Moodys Investors Service cortar na sexta-feira o rating de crédito  do país  de Aaa para Aa1.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h30):

ÁSIA
Austrália: +0,75%
Nikkei: +2,43%
Hang Seng: +0,17%
Xangai Composite: +0,50%

EUROPA
London - FTSE: +0,77%
Paris Cac 40: +0,51%
Frankfurt - Dax: +1,76%
Madrid IBEX: 1,07%
Milão MIB 40: 1,19%

COMMODITIES
BRENT: +0,80%
WTI: +0,55%
OURO: +0,69%
COBRE: +0,42%
NÍQUEL: -0,71%
SOJA FUTURO: +1,01%
ALGODÃO FUTURO: -024%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,33%
SP500: +0,41%
NASDAQ: +0,55%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: 3D Systems, CommonWealth REIT, Cooper Tire, Donaldson , FirstEnergy, General Cable, Hertz Global, Lowe's, Quicksilver Resrcs, Aegion, Autodesk, Caesars Entertainment, DealerTrack, Gulfmark Offshore, Legacy Reserves, MercadoLibre, Oasis Petroleum, Stone Energy, Wilson Greatbatch
BRASIL: Banco Indusval, Contax , Copasa, Metalfrio, Telefonica Brasil

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

SEXTA-FEIRA 22/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: German Import Prices (mede a variação de preços de bens importados pela Alemanha).
REINO UNIDO: BBA Mortgage Approvals (número de empréstimos hipotecários ou cas aprovados pelos membros da British Bankers Association).
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.


ÁSIA:   As ações na Japão e Austrália se recuperaram nesta sexta-feira, com compradores voltando depois de uma forte queda na sessão anterior, enquanto as bolsas do continente chinês e Hong Kong recuaram ainda mais em meio à preocupações com o aperto de novas políticas econômicas. Analistas acreditam que quem espera por uma aceleração contínua no crescimento da China pode se decepcionar, pois os esforços desta semana do banco central chinês para drenar o excesso de liquidez dos mercados, sinalizou a intenção da China de apertar as suas políticas.  Hang Seng de Hong Kong e  Xangai Composite caíram 0,5% cada, enquanto TAIEX de  Taiwan adicionou 0,1%. Banco Agrícola da China perdeu 1,4%, Anhui Jianghuai Automobile derrapou 6,7% e a empresa imobiliária  Gemdale caiu 2% em Xangai. Em Hong Kong, o Bank of China perdeu 1,6%, a mineradora de carvão China Shenhua Energy caiu 1,9% e a empresa de energia Cnooc deslizou 1,2%. No resto da região, S & P / ASX 200  da Austrália fechou 0,8% maior, Nikkei do Japão subiu 0,7% e Kospi da Coreia do Sul avançou 0,2%. No semanal os benchmarks regionais fecham com desempenho misto. Nikkei e Kospi subiu 1,9% cada, enquanto o índice Xangai Composite caiu 4,9% e o índice Hang Seng recuou 2,8%. No Japão, ações da ​​Fanuc e Fast Retailing  subiram 1,4% e 1%, respectivamente. Os investidores também abocanharam ações defensivas nos setores de telecomunicações e de alimntos, como a operadora de telefonia móvel Softbank, que subiu 1,1% e a cervejaria Kirin Holdings, que subiu 4 %. Tosoh subiu 4,3% depois de uma reportagem dizer que a fabricante química tinha desenvolvido materiais que iria fazer as baterias de íon-lítio parar de pegar fogo. O risco de combustão é um tema atual para as baterias, principalmente depois que foram responsabilizados por problemas que afetaram os jatos Dreamliner, da Boeing. Houve perdas no setor financeiro, que caiu frente à provável indicação de um novo presidente do Banco do Japão, Sumitomo Mitsui Financial caiu 0,7%, Mitsubishi UFJ Financial  caiu 1,4% e Nomura Holdings recuou 0,4%. Na Austrália, a principal empresa  de cuidados à saúde CSL subiu 1,8% e a gigante das telecomunicações Telstra  subiu 1,3%.

EUROPA: As bolsas europeias apresentam ganhos, com os investidores voltando para ativos de risco, após pesadas vendas nos últimos dias, após pesquisa alemã Ifo Business Climate surpreender positivamente, saltando para 107,4 em fevereiro, superando as expectativas de uma leitura 104,7. Os investidores também direcionam suas atenções para as eleições gerais na Itália no fim de semana, com preocupações de que um novo governo  não irá seguir as medidas reformistas do governo atual. FTSE MIB da Itália registraram perdas acentuadas nesta semana, caíndo 1,7%, mas sobe nesta sexta-feira. Na França, o índice CAC 40 da França sobe, com bancos em ascensão. Société Générale sobe 1,9% e Credit Agricole avança 1,7%. Ainda em Paris, as ações da Alcatel-Lucent avançam 1,93%, após a fabricante de equipamentos de telecomunicações, nomear Michel Combes, ex-chefe do Vodafone Group para operações europeias como novo executivo-chefe. Além disso, o HSBC elevou o papel de underweight para neutro. Na Alemanha, o Deutsche Bank sobe 1,2%, impulsionando o índice DAX 30 e no E no Reino Unido, J Sainsbury ganha 2%, depois  que o Citigroup elevou a varejista supermercado de neutro para comprar. Mineradoras também sobem em Londres, seguindo ganhos para os preços dos metais. As ações da Rio Tinto sobem 1,92% e BHP Billiton avança 1,41%. As ações da Elan Corporation sobe 3,1%. A empresa de biotecnologia disse que irá comprar de volta US $ 1 bilhão de suas próprias ações, usando o dinheiro da venda de sua droga para esclerose múltipla Tysabri.  O FTSE 100 do Reino Unido sobe.O índice Stoxx Europe 600 sobe 0,84%, após uma queda de 1,5% na quinta-feira.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h00):

ÁSIA
Austrália: +0,76%
Nikkei: +0,69%
Hang Seng: -0,54%
Xangai Composite: -0,51%

EUROPA
London - FTSE: +0,70%
Paris Cac 40: +1,19%
Frankfurt - Dax: +0,55%
Madrid IBEX: 0,79%
Milão MIB 40: 0,47%

COMMODITIES
BRENT: +0,55%
WTI: +0,16%
OURO: +0,24%
COBRE: +0,29%
NÍQUEL: +0,12%
SOJA FUTURO: +1,72%
ALGODÃO FUTURO: +0,16%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,14%
SP500: +0,27%
NASDAQ: +0,24%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: Abercrombie & Fitch, Barnes Group, Cheniere Energy, Cyberonics, Pinnacle West
BRASIL: Duratex, Klabin

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

QUINTA-FEIRA 21/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
10h30 - Consumer Price Index (CPI) de Janeiro (indicador mensal da inflação ao consumidor dos Estados Unidos);
10h30 - Initial Jobless Claims (mede a quantidade de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos);
11h00 - Purchasing Managers Index (PMI preliminar) de Fevereiro (nível de atividade industrial nos Estados Unidos);
12h00 - Existing Home Sales de Janeiro (vendas de imóveis usados nos Estados Unidos);
12h00 - Leading Indicators de Janeiro (ou Índice de Indicadores Antecedentes, relatório que compreende 10 índices já divulgados no país e que resumem a situação da economia americana e servem como prévia para o desempenho da economia).
13H00 - Estoque de Petróleo Americano

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA:  Consumer Price Index (CPI Estimate) de Janeiro (indicador mensal da inflação ao consumidor europeu).
ALEMANHA: Gross Domestic Product do 4º Trimestre (Produto Interno Bruto - PIB da Alemanha);  Import Prices do 4° Trimestre (mede os preços de bens importados na Alemanha); IFO - Business Climate de Fevereiro (pesquisa de “clima do mercado”, mostra um agrupamento de estudos com indústrias, construtores, atacadistas e varejistas da Alemanha); IFO – Expectations de Fevereiro (mostra as condições correntes e as expectativas de negócios para os próximos seis meses na Alemanha).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.


ÁSIA:  As bolsas da Ásia caíram nesta quinta-feira após a ata da reunião  do Federal Reserve trazer divergência de opinião entre os membros do conselho do banco central em relação ao programa de compras de ativos, levando a uma queda acentuada nos stocks dos EUA. Hang Seng de Hong Kong caiu 1,7%, enquanto o índice Xangai Composite mergulhou 3%, com investidores preocupados com as medidas de aperto sobre a liquidez, divulgados pelo banco central chinês após os preços dos imóveis subirem a uma taxa excessivamente rápida. No Japão, o índice Nikkei  perdeu 1,4%, Kospi da Coreia do Sul recuou 0,5% e S  & P / ASX 200 da Austrália  derrapou 2,3%. O dólar dos EUA subiu na quarta-feira, refletindo um ambiente de aversão ao risco, enquanto o preço do ouro e ações relacionadas à commodities caíram ainda mais na Ásia nesta quinta-feira. Rio Tinto recuou 3%, BHP Billiton caiu 3,8% e a produtora de ouro Newcrest Mining perdeu 3,7% em Sydney.  Entre os produtores chineses, Aluminum Corp of China ou Chalco, caiu 2,5% em Hong Kong e caiu 3,7% em Xangai. Jiangxi Copper afundou 5,9% e a produtora de ouro Zijin Mining recuou 2,9%. Em Seul, as produtoras de aço Posco e Hyundai Steel recuaram 1,8% e 1,7% respectivamente. Fornecedores de peças para máquinas pesadas sofreram no Japão após a Caterpillar dos EUA reportar uma queda de 4% na venda de equipamentos para mineração e construção nos últimos três meses. Hitachi Construction Machinery caiu 3,4% e Fanuc recuou 2,2%. Em Sidney, a produtora de petróleo, gás e eletricidade Origin Energy afundou 8,5% depois que divulgou uma queda de 34% no lucro do primeiro semestre de lucro e cortar a sua previsão de lucro anual.   Em Tókio, Sony caiu 1,8% depois de revelar seu mais novo videogame, o PlayStation 4, num evento em Nova York, mas não exibiu o console, levantando rumores de que o novo videogame não incluirá unidade óptica. A fabricante japonesa anunciou que o videogame chegará às lojas norte-americanas no fim de 2013. A rival Nintendo viu suas ações subir 1,2%. Entre outros ganhadores, Qantas Airways subiu 2,8% depois que a transportadora australiana registrou que o lucro mais do que o dobrou no primeiro semestre em relação à um ano atrás.

EUROPA: As bolsas europeias abriram em queda nesta quinta-feira, refletindo a divulgação da minuta do último encontro do FED dos EUA, que ilustrou diferentes pontos de vista sobre o fim do programa de compras de ativos. As leituras preliminares do índice PMI das principais economias roubaram os holofotes. O PMI de produção da Alemanha foi de 50,1, enquanto a mesma leitura para a França subiu para 43,6, no entanto, abaixo das expectativas. A crise da zona do euro pareceu tornar-se mais íngreme em fevereiro, com o PMI para a região caindo para 47,3, a mínimo em dois meses, a partir de uma leitura de 48,6 janeiro. Economistas consultados pela Dow Jones previam uma leitura de 48,5 em fevereiro. O PMI de serviços em fevereiro caiu para 47,3, contra o nível de Janeiro que foi de 48,6, enquanto que o PMI de fabricação para a região recuou ligeiramente  de 47,9 para para 47,8. As leituras indicam que a região está em curso para um quarto trimestre consecutivo de contração, embora o declínio pareça ser menos grave do que a queda de 0,6% no PIB visto no quarto trimestre de 2012. O índice Stoxx Europe 600 cai 1,21%, com bancos e empresas de mineração postando as maiores quedas. Na França, o Société Générale cai  2,6% e as ações da AXA recuam 3,7%, após a empresa de seguros apresentar uma queda no lucro em 2012, derrubando o índice CAC 40. DAX 30 da Alemanha cai, com o Deutsche Bank recuando 3,32% e Commerzbank perdendo 3,93%. FTSE 100 do Reino Unido também perde. As ações da HSBC caem 1,7%. As ações da gigante de mineração BHP Billiton caem 4,23%, depois que o Citigroup cortou a empresa de comprar para neutro, alegando que os catalisadores positivos, tais como despesas de capital e cortes de custos agora estão dentro do preço. A rival Rio Tinto recua  2,5%.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h55):

ÁSIA
Austrália: -2,33%
Nikkei: -1,39%
Hang Seng: -1,72%
Xangai Composite: -2,97%

EUROPA
London - FTSE: -1,29%
Paris Cac 40: -1,50%
Frankfurt - Dax: -1,40%
Madrid IBEX: -1,08%
Milão MIB 40: -2,26%

COMMODITIES
BRENT: -0,55%
WTI: -1,03%
OURO: +0,40%
COBRE: -1,10%
NÍQUEL: -2,20%
SOJA FUTURO: -0,23%
ALGODÃO FUTURO: -0,57%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,28%
SP500: -0,27%
NASDAQ: -0,34%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: Chesapeake Energy, Dana Holding, Denbury Resources, Dillard's, Host Hotels, Lexington, Marriot Vacations, Medidata Solutions, PG&E, Wal-Mart,
Westport Innovations, AVG Tech, Hewlett-Packard, Marvell, Nordstrom
BRASIL: Banco do Brasil, Bic Banco, Cia Hering, Gerdau, Marcopolo, T4F Entretenimento, CCX.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

QUARTA-FEIRA 20/02/2013

AGENDA  DE HOJE :

EUA:
10h00 - MBA Mortgage Applications (número de solicitações de empréstimos hipotecários);
11h30 - Housing Starts de Janeiro (índice mensal de construção de novas casas nos Estados Unidos);
11h30 - Building Permits de| Janeiro (índice mensal de permissão para novas construções nos Estados Unidos);
11h30 - Producer Price Index (PPI) de Janeiro  (indicador de inflação dos Estados Unidos);
13h30 - Relatório de Estoques de Petróleo dos Estados Unidos;
16h00 - Ata do Fomc da última reunião em que decidiu pela manutenção da taxa de juros nos Estados Unidos entre zero e 0,25%.

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA:  Purchasing Managers Index Manufacturing de Fevereiro (nível de atividade de manufatura na Europa).
ALEMANHA:  Purchasing Manager Index Manufacturing de Fevereiro (nível de atividade de manufatura na Alemanha).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 11h30 - Consumer Price Index (CPI) de Janeiro (indicador mensal da inflação ao consumidor dos Estados Unidos); 11h30 - Initial Jobless Claims (mede a quantidade de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos); 12h00 - Purchasing Managers Index (PMI preliminar) de Fevereiro (nível de atividade industrial nos Estados Unidos); 13h00 - Existing Home Sales de Janeiro (vendas de imóveis usados nos Estados Unidos); 13h00 - Leading Indicators de Janeiro (ou Índice de Indicadores Antecedentes, relatório que compreende 10 índices já divulgados no país e que resumem a situação da economia americana e servem como prévia para o desempenho da economia).


ÁSIA:  As bolsas asiáticas avançaram nesta quarta-feira, seguindo a alta em Wall Street, que por sua vez, subiu com  especulações com fusões e aquisições, além das esperanças de melhoria nas perspectivas econômicas na Europa. O sentimento econômico alemão e da zona do euro mais forte do que o esperado é um bom presságio para a recuperação do crescimento, o que irá aumentar a estabilidade dos mercados emergentes e as exportações para o  bloco [da zona euro].  A União Europeia é o principal destino das exportações da Coréia do Sul. Kospi da Coreia do Sul  saltou 2%, seu melhor ganho percentual em 2013. O índice de referência, que está entre os de pior desempenho da Ásia nas últimas semanas, tornou-se positivo no acumulado deste ano. Nikkei do Japão subiu 0,8%, S & P / ASX 200 da Austrália  adicionou 0,3%, Hang Seng de Hong Kong ganhou 0,7%, Xangai China Composite avançou 0,6% e  TAIEX de Taiwan subiu 0,9%.  Em Seul, Hyundai Motor ganhou 3,1% e sua afiliada Kia Motors subiu 1,9%, enquanto Samsung Electronics adicionou 3,6%.  Em Tóquio, Isuzu Motors subiu 1,8%, enquanto Toyota Motor subiu 1,7% após uma reportagem  esclarece que a empresa  pretende aumentar a  produção doméstica, além do que originalmente planejado. Dados mostraram que as exportações japonesas cresceram mais rápido do que o esperado em janeiro, com destaque dos embarques para a China voltando a crescer, embora o déficit comercial do país tenha atingido um recorde.  As ações da Sony subiu 0,3%, frente a um evento em que deve lançar sua próxima geração de console de videogame PlayStation. No continente chinês, as empresas de propriedade recuperaram parte do terreno perdido na sessão anterior. Poly Real Estate subiu 1,4%, após Standard & Poor revisar sua perspectiva de negativa para estável. Na quarta-feira, dados mostraram que o investimento estrangeiro direto no país caiu 7,3% em janeiro em relação ao mesmo período ao ano anterior, no entanto, o Crédit Agricole disse que a leitura fraca foi amplamente esperado. Na Austrália,  o grupo Suncorp  caiu 0,9% depois que a empresa de seguros registrou um aumento de 48% no lucro líquido do primeiro semestre, mas ficou aquém das previsões dos analistas.  As mineração BHP Billiton caiu 0,9%, após a notícia de aposentadoria do Chefe do Executivo Marius Kloppers e a nomeação do chefe de operações não-ferrosos da empresa,  Andrew McKenzie. A nomeação significa que não trará "nenhuma mudança significativa, mas talvez haverá uma mudança cultural para se adaptar a um ambiente de crescimento menos intenso". BHP também postou uma forte queda nos lucros do primeiro semestre.  Fortescue Metals caiu 5% após a produtora de minério de ferro, informar uma queda de 40% no  lucro líquido de 478 milhões dólares do primeiro semestre e que não vai pagar  dividendos. Woodside Petroleum avançou 3,1% após a empresa de petróleo e gás elevar o pagamento de dividendos e informou que seu lucro líquido anual quase que dobrou.

EUROPA: As bolsas europeias mostram movimentos mistos, depois de postar sólidos ganhos no dia anterior, com os investidores cautelosos  frente à vários dados nos EUA e Europa. O índice Stoxx Europe 600  cai 0,1%, para 289,70, recuando da 1,1% na terça-feira. As ações da  empresa de telecomunicações holandesa Royal KPN cai 7,13%, após anunciar que seu maior acionista, a mexicana América Móvil, concordou em fazer um aumento de capital de quatro bilhões de euros (5,37 bilhões dólar americano).  As ações da Akzo Nobel recua 4,5%. A empresa holandesa de tintas e revestimentos disse que delineou novas metas financeiras para 2015, depois de postar uma perda líquida no quarto trimestre. Entre índices na Europa, o DAX 30 da Alemanha  sobe, com ações da HeidelbergCement avançando 2,31%. Na França, o índice CAC 40 recua ligeiramente. Société Générale avança 0,7% após uma atualização do HSBC, que elevou o banco de neutro para overweight. O FTSE 100 do Reino Unido avança.  As ações da BHP Billiton recua 2,26%, após reportar uma queda de 58% no  lucro do primeiro semestre  e  o Chefe do Executivo Kloppers Marius vai se aposentar. Rio Tinto cai 1,49%. Em contrapartida, empresa de energia avançam. BG Group sobe 0,44% e BP avança 0,62%. O Banco da Inglaterra, em reunião no início deste mês votou  pelo placar de 6-3, para deixar o programa do banco central compra de ativos em 375 bilhões de libras (579000000 mil dólares), acordo com a ata da reunião. A comissão votou unanimemente para deixar a taxa de empréstimos  inalterada em 0,5%.



ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: +0,33%
Nikkei: +0,84%
Hang Seng: +0,71%
Xangai Composite: +0,60%

EUROPA
London - FTSE: +0,36%
Paris Cac 40: -0,15%
Frankfurt - Dax: +0,26%
Madrid IBEX: -0,53%
Milão MIB 40: -0,21%

COMMODITIES
BRENT: +0,11%
WTI: +0,17%
OURO: -0,09%
COBRE: +0,02%
NÍQUEL: -0,94%
SOJA FUTURO: +1,15%
ALGODÃO FUTURO: +0,08%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,04%
SP500: +0,06%
NASDAQ: +0,11%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: Avista, Cinemark, Clean Harbors, Dentsply, Devon Energy , Dixie, Eaton Vance, Garmin, Leap Wireless, Lithia Motors, MGM Resorts, Six Flags, SodaStream, Ternium, Crocs, Forest Oil, Goodrich Petroleum, Skullcandy, Sunoco Logistics , Tesla Motors
BRASIL: Ultrapar, Paraná Banco

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

TERÇA-FEIRA 19/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
13h00 - NAHB Housing Market Index de Fevereiro (venda de imóveis e a expectativa para novas construções no mercado imobiliário americano).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA:  Consumer Confidence de Fevereiro (nível de confiança do consumidor na Zona do Euro);
ALEMANHA:  Producer Price Index (PPI) de Janeiro (indicador de inflação da Alemanha); Consumer Price Index (CPI) de Janeiro (indicador mensal da inflação ao consumidor alemão).
REINO UNIDO:  Claimant Count Rate de Janeiro (desemprego no Reino Unido); ILO Unemployment Rate de Dezembro (taxa de desemprego).
EUA: 10h00 - MBA Mortgage Applications (número de solicitações de empréstimos hipotecários); 11h30 - Housing Starts de Janeiro (índice mensal de construção de novas casas nos Estados Unidos); 11h30 - Building Permits de| Janeiro (índice mensal de permissão para novas construções nos Estados Unidos); 11h30 - Producer Price Index (PPI) de Janeiro  (indicador de inflação dos Estados Unidos); 13h30 - Relatório de Estoques de Petróleo dos Estados Unidos; 17h00 - Ata do Fomc da última reunião em que decidiu pela manutenção da taxa de juros nos Estados Unidos entre zero e 0,25%.


ÁSIA:  O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 1%, enquanto o índice Xangai Composite derrapou 1,6%, sua queda pior percentual desde a queda de 1,8% em 11 de janeiro.  Empresas imobiliárias chineses foram duramente atingidas após notícias de que governos locais na China deverão restringir o acesso à compra de imóveis. Ações da Gemdale mergulhou 7,9% e Poly Real Estate afundou 5,1% em Xangai e China Vanke perdeu 4,3% em Shenzhen. Em Hong Kong, as ações da China Resources Land e China Overseas Land & Investment caíram 4,4% e 3,3%, respectivamente. Num outro movimento, o Banco Popular da China ofereceu para recomprar 30 bilhões de yuans ($ 4,8 bilhões), seu primeiro movimento para retirar liquidez dos mercados em oito meses. No resto da região, Nikkei do Japão caiu 0,3%, devolvendo parte dos ganhos feitos na sessão anterior, quando o benchmark subiu 2,1%. Kospi da Coreia do Sul ganhou 0,2%, TAIEX de Taiwan subiu 0,2% e S  & P / ASX 200 da Austrália subiu de 0,4%, terminando em seu ponto mais alto desde setembro 2008.  As perdas em Tóquio vieram depois que o ministro das finanças do Japão, Taro Aso, disse que o governo não está considerando a compra de títulos estrangeiros, ou mudar a lei que rege o Banco do Japão, negando o primeiro-ministro Shinzo Abe, que disse na segunda-feira, que se o Banco do Japão não conseguir atingir sua meta de inflação,  ele pode mudar a lei do banco central. Empresas sensíveis ao câmbio perderam terreno, entre elas, empresas de tecnologia. Tokyo Electron caiu 2,5%, enquanto a empresa de robótica Fanuc caiu 4,1%. Entretanto Renesas Electronics subiu 2%, após uma reportagem dizendo que a fabricante de chips vai nomear um novo presidente ainda este mês. A fabricante de pneus Bridgestone disparou 10,4%, depois de mais do que duplicar seus lucros trimestrais e fazer previsão de lucro recorde em 2013. A produtora de ferro australiana Mount Gibson Iron caiu 3,9%, após de anunciar que seu lucro do primeiro semestre caiu para 37,1 milhões de dólares australianos ($ 38,2 milhões), ante 129,9 milhões dólares americanos no mesmo período do ano passado.  APN News & Media caiu 8,3%, como a saída em massa de presidente da empresa e três diretores independentes depois de discordar sobre o aumento de capital.  

EUROPA: As bolsas europeias postam ganhos no inicio do pregão. O índice Stoxx Europe 600 sobe 0,60%, em vias de quebrar uma sequência de três dias de perdas.  O sentimento econômico ZEW para avaliar otimismo da economia alemã em fevereiro está melhorando ao registrar 48,2, ante expectativa de 35,3 e  31,5 do mês de janeiro, quando o índice saltou para o nível mais alto desde maio de 2010, alimentando esperanças de que a maior economia da Europa está saindo da crise. As ações da Danone saltam 5,4% após a fabricante de iogurte anunciar planos de cortar cerca de 900 postos de trabalho na Europa em resposta à crise da região e as ações do HSBC recuam 0,4%, após o Morgan Stanley cortar o banco de overweight para equalweight. Na mesma linha, o Morgan Stanley elevou Standard Chartered de equalweight  para overweight, ajudando a elevar as ações em 2,3%.  DAX 30 da Alemanha sobe. As ações da Bayer sobe 2,8%. Na França, o índice CAC 40 também sobe. Ações do Carrefour ganha 1,3%, após o JP Morgan Cazenove iniciar cobertura  com uma classificação overweight. O banco também iniciou cobertura da varejista do Reino Unido Tesco com uma recomendação overweight, ajudando na alta de 0,6% em suas ações. O índice FTSE 100 do Reino Unido avança. As empresas petrolíferas sobem. A Royal Dutch Shell  ganha 0,5% e BG Group sobe 0,4%.  Entre mineradoras, BHP Billiton avança 1,17% e Rio Tinto cai 0,19%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h20):

ÁSIA
Austrália: +0,37%
Nikkei: -0,31%
Hang Seng: -1,02%
Xangai Composite: -1,66%

EUROPA
London - FTSE: +0,30%
Paris Cac 40: +0,99%
Frankfurt - Dax: +0,72%
Madrid IBEX: +0,49%
Milão MIB 40: +0,82%

COMMODITIES
BRENT: -0,14%
WTI: +0,02%
OURO: +0,11%
COBRE: -0,32%
NÍQUEL: -1,58%
SOJA FUTURO: +2,20%
ALGODÃO FUTURO: +0,68%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,19%
SP500: +0,16%
NASDAQ: +0,16%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: Allison Transmission, ICON, Windstream, Wolverine, Amyris, Dell, Financial Engines, Healthstream, Herbalife, Marriott, Zix Corp
BRASIL: BMFBovespa, BTG Pactual, Pão de Açucar

ATENÇÃO: Com o fim do horário de verão no Brasil, os horários de negociação na Bovespa seguirão inalterados, com o pregão regular iníciando às 10 horas da manhã (horário de Brasília) e com encerramento às 17h30. Assim, o mercado de ações norte-americano, iniciará as operações às 11h30, encerrando as atividades às 18h. A partir do dia 9 de março, haverá o início do horário de verão nos Estados Unidos.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

SEGUNDA-FEIRA 18/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:  Washington's Birthday (Aniversário de Washington) e as bolsas dos EUA permanecerão fechadas.
BRASIL: Vencimento de Opções sobre Ações da BM&F Bovespa.

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA:  ZEW Survey – Economic Sentiment de Fevereiro (sentimento do investidor institucional na Zona do Euro);  Construction Output de Dezembro (atividade da indústria de construção na Zona do Euro, tanto no setor público como privado).
ALEMANHA:  ZEW Survey – Economic Sentiment de Fevereiro (sentimento no longo prazo do investidor institucional na Alemanha);  ZEW Survey – Current Situation de Fevereiro (sentimento atual do investidor institucional na Alemanha).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 13h00 - NAHB Housing Market Index de Fevereiro (venda de imóveis e a expectativa para novas construções no mercado imobiliário americano).

ÁSIA:  A maioria dos mercados asiáticos encerrou em alta nesta segunda-feira, após stocks dos EUA  terminarem em baixa na sexta-feira, com investidores fazendo uma pausa para um feriado prolongado, devido ao Dia da Família no Canadá e Dia dos Presidentes nos EUA.  Nikkei do Japão saltou 2,1%, S & P / ASX 200 da Austrália  subiu 0,6%, Kospi da Coreia do Sul fechou  0,04% maior e Hang Seng de Hong Kong caiu 0,3%.  TAIEX de Taiwan ganhou 0,5% e Xangai China Composite caiu 0,5%,  após voltar de uma semana inteira de comemorações do Ano Novo Lunar. Destaque para as ações japonesas, depois que os ministros das finanças e presidentes de bancos centrais do Grupo das 20 maiores economias, optarem na reunião do final da semana passada, por não mencionar as medidas agressivas do Japão por enfraquecer sua moeda em detrimento a outras regiões, como alguns temiam. A política do BC do Japão ajudou a alimentar um avanço de 15% para o dólar contra o iene nos últimos três meses, levando à ganhos correspondentes para o mercado de ações japonês. Exportadores tiveram alta em Tóquio após os movimentos cambiais. A fabricante dos veículos Subaru, Fuji Heavy Industries ganhou 2,2%, Toshiba adicionou 2,5% e Bridgestone subiu 2,8%. Após o fechamento do pregão, a Bridgestone reportou um lucro líquido mais que o dobro de seus ganhos em relação ao ano anterior. O dólar comprou ¥ 93,97, acima do fechamento de ¥ 93,52 da sexta-feira e quase 2 ¥ maior do que a mínima intraday de ¥ 92,19. Entre os três  "megabancos" do Japão, Mizuho Financial saltou 4,1%, Sumitomo Mitsui Financial subiu 5% e Mitsubishi UFJ Financial avançou 4,9%, em meio a melhoria das perspectivas econômicas.  No setor imobiliário, Mitsui Fudosan subiu 3,8%, enquanto a Mitsubishi Estate avançou 4%. Em contrapartida, os exportadores sul-coreanos sentiram o efeito da fraqueza iene, especialmente no setor automobilístico, onde a Kia Motors perdeu 2,4% e Hyundai Motor caiu 1,9%. Na Austrália, destaque para os balanço da fabricante de aço BlueScope Steel, que disparou 15,4% após relatar uma perda menor no primeiro semestre fiscal, após reestruturação. O índice australiano está sendo negociado em níveis observados antes do colapso do Lehman Brothers em setembro de 2008. Stocks de recursos levaram um golpe em Hong Kong. Aluminum Corp of China ou Chalco, recuou 1,7%, seguindo a queda nos preços dos metais na London Metal Exchange, enquanto a PetroChina caiu 1,1%. Na China continental, as ações da Chalco caíram 0,9%, enquanto Jiangxi Copper recuaram 3,8%. Empresas do ramo imobiliário eram fracos. Gemdale caiu 5,2% em Xangai e a rival China Vanke  perdeu  2,7% em Shenzhen.

EUROPA: As bolsas europeias caem, com  destaque para bancos e empresas de mineração. O Stoxx Europe 600 recua 0,3%, para 286,59, caminhando  para o terceiro dia de perdas. As ações da Carlsberg caem  4,7% após a cervejaria dinamarquesa anunciar que a dinâmica do mercado em 2013 serão semelhantes às de 2012. Em uma nota otimista, as ações da Natixis dispara 19% em Paris, após o banco francês anunciar que planeja vender participações avaliadas em 12,1 bilhões de euros (16,2 bilhões dólares) e que irá realizar  uma distribuição excepcional para os acionistas de € 2 bilhões, além disso, o Citigroup elevou o banco para comprar, a partir de neutro. O Société Générale cai 0,65%  e BNP Paribas  perde 0,8%, derrubando o índice CAC 40. No Reino Unido, a mineradora Rio Tinto recua 1,06%, enquanto Antofagasta recua 1,79%. O índice FTSE 100 do Reino Unido cai ligeiramente. DAX 30 da Alemanha contraria a tendência negativa e sobe. Destaque para as ações da Deutsche Lufthansa que sobe 3,45%, após o Deutsche Bank elevar a companhia aérea  de esperar, para comprar.  Daimler sobe1,1%, após o UBS adicionar a montadora em sua lista de preferidos.  As ações da BMW recuam 0,43% , após o UBS cortar a empresa de comprar para neutro.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h50):

ÁSIA
Austrália: -0,06%
Nikkei: +2,09%
Hang Seng: -0,27%
Xangai Composite: -0,45%

EUROPA
London - FTSE: -0,16%
Paris Cac 40: -0,37%
Frankfurt - Dax: +0,07%
Madrid IBEX: -1,49%
Milão MIB 40: -0,85%

COMMODITIES
BRENT: -0,06%
WTI: -0,44%
OURO: +0,22%
COBRE: -1,18%
NÍQUEL: -1,24%
SOJA FUTURO: +0,69%
ALGODÃO FUTURO: +0,32%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,04%
SP500: +0,04%
NASDAQ: -0,01%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
BRASIL:  Banco Panamericano, BR Properties, Daycoval, OI, Usiminas.

ATENÇÃO: Com o fim do horário de verão no Brasil, os horários de negociação na Bovespa seguirão inalterados, com o pregão regular iníciando às 10 horas da manhã (horário de Brasília) e com encerramento às 17h30. Assim, o mercado de ações norte-americano, iniciará as operações amanhã às 11h30, encerrando as atividades às 18h. A partir do dia 9 de março, haverá o início do horário de verão nos Estados Unidos.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

SEXTA-FEIRA 15/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
09h30 - NY Empire State Manufacturing Index de Fevereiro (mede a atividade manufatureira no estado de Nova York. As indústrias respondem um questionário com os principais índices econômicos e com as perspectivas para o país nos próximos seis meses);
12h00 - Net Long-Term TIC Flows de Dezembro (entradas e saídas de recursos financeiros nos Estados Unidos);
12h15 - Industrial Production (produção de fábricas dos Estados Unidos) e Capacity Utilization (capacidade utilizada pela indústria americana), ambos de Janeiro;
12h55 - Michigan Sentiment de Fevereiro (índice que mede o sentimento do consumidor).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA:  Current Account de Janeiro (saldo da conta corrente na Zona do Euro);
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: Washington's Birthday (Aniversário de Washington) e as bolsas dos EUA permanecerão fechadas.

ÁSIA: A maioria dos principais mercados de ações da Ásia tiveram poucas oscilações nesta sexta-feira, com solicitações de desemprego nos EUA surpreenderam positivamente, porém  o PIB da zona euro contraiu 0,6% durante o quarto trimestre. Essa combinação levou a um desempenho medíocre em Wall Street .  Kospi da Coreia do Sul subiu 0,08%  e S & P / ASX 200 í da Austrália recuou 0,06%, enquanto Hang Seng de Hong Kong caiu 0,1%. No Japão,  Nikkei caiu 1,2%. O iene ganhou força antes da reunião de ministros das Finanças  das grandes economias  que devem se reunir ainda hoje em Moscou e poderá fazer algumas referências às medidas agressivas recentemente tomadas pelo Japão para enfraquecer sua moeda. O dólar caiu para ¥ 92,44, abaixo dos ¥ 92,85 da quinta-feira, depois de passar boa parte da semana acima ¥ 93. Um iene mais forte tende a deprimir o apetite dos investidores por empresas japonesas que tenham parcela significativa de lucros originários no exterior, como a Mazda Motor, que recuou 5,6% e Subaru Fuji Heavy Industries com queda de 1,7%.  Entre as techs exportadoras, Casio Computer caiu 2% e Panasonic perdeu 1,2%. As ações da Sony recuaram 1,9%, após as vendas  em janeiro de console de videogames e softwares nos EUA caírem, de acordo com o NPD Group.  Sony deve desvendar seu novo videogame em um evento 20 de fevereiro. No setor de metais, a  Nippon Steel & Sumitomo Metal  declinou 1,9%, após a empresa registrar um lucro trimestral e metas para o ano mais fraco que o esperado e Sumitomo & Metal Mining recuou 2,9%.  Nikkei do Japão caiu 1,2%.   Na Austrália, grupo bancário Australia & New Zealand Banking caiu 1,03%, após o credor reportar uma queda de 20% no  lucro líquido do primeiro trimestre em meio à condições econômicas fracas. As mineradoras tiveram o pior desempenho por setor. Rio Tinto recuou 2,7%,  depois de postar perdas na quinta-feira e a rival BHP Billiton caiu 0,8%, enquanto  Newcrest Mining declinou 1,1%. Compensando essas perdas, a operadora de supermercado Wesfarmers subiu 1,5% e Westpac Banking avançou 1,4% WEBNF 3,68%  subiu 1,7%. No comércio sul coreano, a gigante do aço Posco avançou 0,14%, enquanto  Samsung Electronics subiu 0,5%.  Em Hong Kong, a operadora de portos Cosco Pacific caiu 0,5%, enquanto a empresa de vestuário Esprit Holdings que possui grande exposição na Europa, recuou 1,2%. A gigante bancária HSBC, que é baseada em Londres e possui operações significativas em toda a Europa, caiu 0,1%.  As bolsas da China continental permaneceram fechadas por conta de feriado.

EUROPA: As bolsas europeias operam perto da estabilidade, com os investidores optando por aguardar o fim da reunião do G-20, em Moscou. Procura-se quaisquer declarações sobre as taxas de câmbio, com preocupações de uma possível guerra cambial global. O índice Stoxx Europe 600 recua 0,03%.  As ações da Fresnillo perde 2,6% e Randgold Resources cai 2,5%, depois de ambos serem rebaixados pelo Citigroup. Ainda entre as mineradoras britânicas, Rio Tinto recua 0,4% e  BHP Billiton sobe 0,1%. Entre os bancos londrinos, Barclays cai  0,7% e HSBC perde 0,3%, derrubando o FTSE 100 do Reino Unido. Em Frankfurt, Commerzbank perde 1,4% e derruba o DAX 30 da Alemanha. Em Paris, Credit Agricole recua 1,9%, mas Renault sobe 4,3% e BNP Paribas avança 0,5%, sustentando o  CAC 40 da França em terreno positivo.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h05):

ÁSIA
Austrália: -0,06%
Nikkei: -1,18%
Hang Seng: +0,07%
Xangai Composite: ---%

EUROPA
London - FTSE: -0,14%
Paris Cac 40: +0,17%
Frankfurt - Dax: -0,19%
Madrid IBEX: -0,42%
Milão MIB 40: +0,16%

COMMODITIES
BRENT: -0,54%
WTI: -0,44%
OURO: -0,19%
COBRE: +0,07%
NÍQUEL: +0,11%
SOJA FUTURO: +0,15%
ALGODÃO FUTURO: -0,37%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,17%
SP500: -0,23%
NASDAQ: -0,12%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: Burger King, Campbell Soup, Kraft Food, TRW Automotive, Ultra Petroleum, Ventas, Hyster-Yale.
BRASIL: Banco do Nordeste do Brasil, Natura Cosméticos, Metalfrio Solutions, Ferrovia Centro Atlantica, Equatorial Energia, Elekeiroz, Cia Energética do Maranhão,
Comgás, Banco Mercantil do Brasil, Banco Industrial e Comercial

ATENÇÃO: Sábado, dia 17 acaba o horário de verão. Atrase 1 hora de seu relógio.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

QUINTA-FEIRA 14/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
11h30 - Initial Jobless Claims  (quantidade de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Trade Balance de Dezembro (números da balança comercial na Zona do Euro).
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Retail Sales de Janeiro (números de vendas no varejo britânico).
EUA: 09h30 - NY Empire State Manufacturing Index de Fevereiro (mede a atividade manufatureira no estado de Nova York. As indústrias respondem um questionário com os principais índices econômicos e com as perspectivas para o país nos próximos seis meses); 12h00 - Net Long-Term TIC Flows de Dezembro (entradas e saídas de recursos financeiros nos Estados Unidos); 12h15 -Industrial Production (produção de fábricas dos Estados Unidos) e Capacity Utilization (capacidade utilizada pela indústria americana), ambos de Janeiro; 12h55 - Michigan Sentiment de Fevereiro (índice que mede o sentimento do consumidor).


ÁSIA:  As bolsas da Ásia subiram nesta quinta-feira, ignorando as incertezas em Wall Street, onde 2 dos 3 principais benchmarks terminaram com ganhos na quarta-feira, apesar de estarem em uma trajetória ascendente. As bolsas de Hong Kong subiram na volta das comemorações do feriado do Ano novo chinês, com o Índice Hang Seng de Hong Kong subindo 1% e começando o ano da serpente com uma nota otimista. Nikkei do Japão  subiu 0,5%, S & P / ASX 200 da  Austrália  subiu 0,7%,  seu melhor resultado desde 08 de setembro de 2008, uma semana antes da  falência do Lehman Brothers e Kospi da Coreia do Sul adicionou 0,2%. Mercados chineses do continente e  taiwaneses permanecem fechados.  Em Hong Kong, destaque para bancos e promotores imobiliários. HSBC subiu 1,5% e Banco Industrial e Comercial da China avançou 2,5%, enquanto China Overseas Land & Investment Ltd.  e China Resources Land subiram 2,5% e  3,3% respectivamente. Empresa de energia Cnooc subiu 1,9% depois de ter recebido a aprovação dos órgãos reguladores dos EUA para a aquisição da Nexen Inc. do Canadá por US $ 15 bilhões. Na Austrália,  Alumina saltou 7,5% após Citic Resources anunciar que vai assumir uma participação de 13% na empresa por 452 milhões de dólares australianos ($ 468 milhões). As ações da Citic Resources avançaram 1,7% em Hong Kong. As ações da mineradora Rio Tinto subiram 2,2%, aguardando o balanço a ser divulgado  ainda hoje, enquanto a rival BHP Billiton subiu 2,6%. No Japão,  a cervejaria Asahi saltou  5,8% depois de postar lucro recorde no ano corrente e Yokohama Rubber disparou 12,3% depois de reportar que seu lucro foi de  ¥ 32,6 bilhões no ano, mais do que dobrou. A economia do Japão, permanece em recessão no último trimestre de 2012, segundo dados, o país cravou o terceiro trimestre consecutivo de contração, com o PIB encolhendo 0,1%, abaixo das previsões dos economista, que era de um aumento de 0,1%. A disputa do ano passado entre a China e o Japão sobre um grupo de ilhas no Mar da China Oriental - que tiveram boicote de alguns produtos japoneses por parte dos consumidores chineses -  foi uma das responsáveis pelo resultado negativo. Além disso, "vai demorar algum tempo para que as políticas do primeiro-ministro Shinzo Abe tenham impacto". Abe colocou o Banco do Japão sob pressão para introduzir novas políticas monetárias para estimular a economia e conter a deflação, no entanto, o Banco do Japão fez uma avaliação mais otimista da economia japonesa após a sua reunião de política monetária mensal. O banco elevou sua avaliação econômica para fevereiro, dizendo que a economia parece ter acabado com o  enfraquecimento. Como esperado, o Banco do Japão manteve a sua taxa inalterada em um nível ultra-baixo e manteve seu plano de comprar ¥ 101000000000000 em ativos até o final do ano. Após a reunião, o dólar chegou a ¥ 93,48, pouco abaixo de 93,42 ienes registrados na quarta-feira. No comércio sul coreano, Kia Motors subiu 0,2% e  Hyundai Motor ficou no zero a zero e o setor de energia avançou. S-Oil Corp avançou 1,9% e Hankook Shell Oil  saltou 8,1%.

EUROPA:  As  bolsas europeias recuam, após dados piores que o esperado do PIB da França e da Alemanha no quarto trimestre. O PIB alemão caiu 0,6% no quarto trimestre de 2012, após um crescimento de 0,2% no trimestre anterior. Economistas esperavam queda de 0,5% no ano. Na França, o PIB caiu 0,3% no quarto trimestre, ante alta de 0,1% no terceiro trimestre. Os economistas previam uma queda de 0,2%. A notícia empurrou o euro para baixo contra o dólar, sendo negociado em torno de  US$ 1,3405, contra 1,3440 dólar, antes dos dados. Investidores aguardam dados do PIB para toda a zona do euro no final do dia. O índice Stoxx Europe 600 oscilando entre pequenos ganhos e perdas. As ações da Nestlé caem 2,2% depois de relatar crescimento mais lento em 2012, em comparação com o ano passado, com vendas na Europa e  EUA, prejudicados com os consumidores apertando seus gastos. O DAX 30 da Alemanha recua. As ações da InBev Anheuser-Busch saltam 5,9%,após a  gigante de cerveja e  a concorrente Constellation Brands anunciarem  novos termos de desinvestimento no grupo mexicano Modelo SAB.  As ações da Renault sobem 6%, após a montadora divulgar uma queda no lucro em 2012, mas previu que as vendas mundiais de automóveis vai continuar a crescer este ano. CAC 40 da França sobe. FTSE 100 do Reino Unido recua ligeiramente. Entre as mineradoras, BHP Billiton avança 1,3%,  mas Rio Tinto recua 0,03%, após a mineiradora divulgar uma perda líquida de US $ 3 bilhões, ante lucro de US $ 5,8 bilhões no mesmo período do ano passado, mas reafirmou planos de cortar custos em pelo menos US $ 5 bilhões até o final de 2014. Entre os bancos, Barclays recua 0,7% e HSBC sobe 0,15%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h50):

ÁSIA
Austrália: +0,66%
Nikkei: +0,50%
Hang Seng: +0,85%
Xangai Composite: ---%

EUROPA
London - FTSE: -0,12%
Paris Cac 40: +0,07%
Frankfurt - Dax: -0,01%
Madrid IBEX: -0,65%
Milão MIB 40: +0,06%

COMMODITIES
BRENT: +0,17%
WTI: +0,07%
OURO: -0,01%
COBRE: +0,07%
NÍQUEL: +0,27%
SOJA FUTURO: +0,12%
ALGODÃO FUTURO: +0,37%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,09%
SP500: -0,14%
NASDAQ: -0,20%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: ABB, Apache, DIRECTV, General Motors, Genesis Energy, Koppers Holdings, Lufkin Industries, Manchester United, Molson Coors Brewing, NorthWestern, PepsiCo, SkyWest, Ultralife, Vulcan Materials, Watsco, CBS, Datalink, Elli Mae.
BRASIL: Banco Alfa de Investimento, Banco do Estado do Rio Grande do Sul, Elektro Eletricidade e Serviços, Financeira Alfa

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

QUARTA-FEIRA 13/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
11h30 - Retail Sales de janeiro (mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços) e o Retail Sales ex-auto (ignora as vendas de automóveis);
11h30 - Export Prices (preços de bens exportados, excluindo produtos agrícolas) e o Import Prices (preços de bens importados, excluindo petróleo), ambos de janeiro;
13h00 - Business Inventories (relatório sobre as vendas e os estoques do setor atacadista);
13h30 - Estoques de Petróleo norte-americano.

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Gross Domestic Product (Prévia) do 4º Trimestre ( Produto Interno Bruto (PIB) da Zona do Euro e de todos os países que integram a União Europeia).
ALEMANHA:  Gross Domestic Product (Prévia) do 4º trimestre (Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 11h30 - Initial Jobless Claims  (quantidade de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos).


ÁSIA: A maioria dos mercados na Ásia fecharam em alta nesta quarta-feira, após Dow Jones terminar a sessão de terça-feira, em um nível não visto em mais de cinco anos.  S & P / ASX 200 da Austrália subiu 0,9%, terminando o dia em 5,003.70 - seu melhor fechamento desde 22 de setembro de 2008, uma semana após o decretação de falência do Lehman Brothers,  Kospi da Coreia do Sul subiu 1,6% e Sensex da Índia subiu 0,4%.  Nikkei do Japão, que na semana passada atingiu seu melhor fechamento desde setembro de 2008, terminou o dia com uma perda de 1%. As bolsas de Hong Kong, Taiwan e China continental, ficaram fechados por conta do feriado do Ano Novo Lunar. Lucros corporativos ajudaram o mercado australiano. As ações da gigante bancária Commonwealth Bank of Australia chegaram a marcar um novo recorde à 67,38 dólares australianos (69,41 dólares) no início da sessão, para depois voltar para A $ 67,11, um avanço de 2,4%, após o banco registrar um aumento de 6% no lucro, superando as expectativas dos analistas e elevando a distribuição de dividendo. A empresa de engenharia Leighton Holdings disparou 11,2%, após reportar retorno aos lucros em 2012.  No Japão, Pioneer fechou em queda de 10,7% depois de ter dito que planeja cortar empregos e que espera por perdas no ano. As ações da Olympus caiu 2,7% após a empresa de tecnologia registrar prejuízo trimestral e reduzir sua previsão para o ano devido às vendas fracas de câmeras. Tokyo Electric Power caiu 8,5% depois de anunciar que vai abrir licitação para construção de usinas de energia movidas a fósseis. A rival Kansai Electric Power caiu 4,2%. As incertezas sobre moeda ajudou na queda do preços das ações de algumas empresas sensíveis ao câmbio. O dólar caiu 0,1693% em relação ao iene. Um funcionãrio do G 20 sinalizou que o bloco não endossou as políticas de Tóquio para enfraquecer o iene, como esperado anteriormente. Sony perdeu 5,6%,  Panasonic caiu 3,4%,  Mitsubishi Motors declinou 1,8 % e Mazda Motor caiu 2,8%. Ao mesmo tempo, os exportadores sul-coreanos, tiveram ganhos. Kia Motors subiu 3,9% e Hyundai Motor avançou 2,4% no setor automobilístico.  Samsung Electronics, concorrente da  Apple Inc. subiu 1,3%, enquanto a fabricante de chips Hynix SK avançou 2%.

EUROPA:  As bolsas europeias registram movimentos mistos, com investidores aguardando números da produção industrial da zona do euro e vendas no varejo nos EUA, enquanto balanços corporativos estavam em evidencia. As ações da Heineken salta 5,2%, depois de anunciar que receitas e lucros de  2012 foram impulsionados por mercados emergentes e espera a continuidade em 2013. Em uma nota pessimista, ING Groep cai 1,5%. O banco holandês relatou resultados do quarto trimestre abaixo das expectativas e disse que vai cortar 2.400 empregos para reduzir custos. As ações do grupo petrolífero francês Total ganham 0,9%, após anunciar que seus lucros no quarto trimestre foram impulsionados por maiores margens de refino e preços do petróleo. Ainda em Paris, as ações do Société Générale perde 3,2%, após reportar prejuízo no quarto trimestre e prometeu a implantação de um plano de reestruturação neste ano, que vai aumentar a receita. O índice CAC 40 opera ligeiramente inferior. Na Alemanha, o índice DAX 30 sobe, enquanto o FTSE 100 do Reino Unido cai. Em Londres, os bancos caem. Barclays perde 0,5%, HSBC recua 0,4% e Lloyds Banking cai1,4%. Mineradoras registram ganhos. BHP Billiton sobe 1,2% e Rio Tinto avança 1,4%. Na noite de ontem, o presidente dos EUA, Barack Obama falou sobre os esforços dos Estados Unidos para se tornar independente de energia, dizendo que o país produz mais energia doméstica agora do que em 15 anos atrás. Disse também que o país irá iniciar conversações sobre um acordo de livre-comércio com a União Europeia.

ADRs: Enquanto a Bovespa permeneceu fechada, as ADRs tiveram sua comercialização normal no mercado dos EUA. Destaque para os papeis da Petrobras, que tiveram valorização de 2,5%, enquanto as da Vale recuaram 0,5%.

ÍNDICES MUNDIAIS (8h05):

ÁSIA
Austrália: +0,90%
Nikkei: -1,04%
Hang Seng: ---%
Xangai Composite: ---%

EUROPA
London - FTSE: -0,42%
Paris Cac 40: -0,25%
Frankfurt - Dax: +0,08%
Madrid IBEX: +0,25%
Milão MIB 40: -0,16%

COMMODITIES
BRENT: -0,03%
WTI: +0,07%
OURO: -0,30%
COBRE: +0,21%
NÍQUEL: +0,70%
SOJA FUTURO: -0,34%
ALGODÃO FUTURO: -0,60%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,11%
SP500: +0,09%
NASDAQ: +0,20%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: AVEO Pharma, Dean Foods, Deere, Dr Pepper Snapple, Duke Energy, Euronet, EZchip, FirstService, Hyatt Hotels, Imation, Pinnacle, Pioneer Energy, Sonoco Products, The Jones Group, Thomson Reuters, Avis Budget, Cisco , EOG Resources, Equinix, Ingram Micro, InnerWorkings, MetLife, NVIDIA, TripAdvisor, Zillow
BRASIL: Banco Panamericano, Souza Cruz, T4F Entretenimento.

ATENÇÃO: A Bovespa reabre às 13h00 no dia 13, quarta-feira de cinzas.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

SEXTA-FEIRA 08/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
11h30 - Trade Balance de Dezembro (saldo mensal da balança comercial dos Estados Unidos);
13h00 - Wholesale Inventories de Dezembro (dados de vendas e estoques no atacado americano).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA:  Industrial Production de Dezembro (números da produção industrial da Zona do Euro).
ALEMANHA:
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 11h30 - Retail Sales de janeiro (mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços) e o Retail Sales ex-auto (ignora as vendas de automóveis); 11h30 - Export Prices (preços de bens exportados, excluindo produtos agrícolas) e o Import Prices (preços de bens importados, excluindo petróleo), ambos de janeiro; 13h00 - Business Inventories (relatório sobre as vendas e os estoques do setor atacadista); 13h30 - Estoques de Petróleo norte-americano.



ÁSIA:  As bolsas asiáticas firmaram em terreno positivo nesta sexta-feira, com dados chineses gerando certo otimismo sobre a saúde econômica da gigante asiática. O índice de preços ao consumidor em janeiro  subiu 2%, ante um ano atrás, menos que a taxa de 2,5% de aumento em dezembro, atendendo às expectativas de economistas. As exportações mensais cresceram 25% e as importações subiram 28,8% em relação ao mesmo período do ano passado, dando ao país um superávit comercial de 29,2 bilhões dólares. Todos os três números superaram as expectativas do mercado. Os números evidencia que a economia chinesa está em uma tendência de crescimento, no entanto, os números também devem ser interpretados com cautela, dadas certas distorções causadas pelas comemorações do Ano Novo chinês. No ano passado, o Ano Novo Chinês, que dura uma semana, chegou em janeiro, mas este ano, cai no domingo que vem, no início de fevereiro. Hang Seng de Hong Kong subiu 0,2% e o Xangai Composite Index avançou 0,6%. Em Tóquio, o foco recaiu sobre a Sony, que caiu 10,1%, após reportar uma perda de 10,8 bilhões de ienes ($ 115.650.000), no trimestre findo em 31 de dezembro, pressionando o Nikkei do Japão, que caiu 1,8%.  Ainda assim, as ações da Sony avançam mais de 40% até agora, neste trimestre e outros exportadores também recuaram devido a um iene forte. Ações do setor de tecnologia também foram pressionados. Panasonic registrou queda de 5,4% e Pioneer recuou  6,86%. Fujitsu subiu 5,1%, depois de anunciar na quinta-feira que espera cortar cerca de 5.000 postos de trabalho e também reduziu sua previsão de perdas para ¥ 95000000000 no ano fiscal, devido à reestruturação das suas operações de semicondutores.  Na Coreia do Sul, Kospi subiu 1%, apoiadas por fabricantes de automóveis, recuperando um pouco de perdas recentes. Kia Motors avançou 4,4% e Hyundai fechou 5% maior. No comércio australiano,  Newcrest Mining saltou 5%, após apresentar uma queda de 51% no lucro do primeiro semestre, mas superou as expectativas dos analistas. S & P / ASX 200 da Austrália subiu 0,7%. Em Hong Kong, a operadora de portos Cosco Pacific subiu 3,2% e o grupo de seguro  AIA subiu 2,1%, no entanto, o fornecedor de serviços móveis China Unicom caiu 4,3%. No continente,  SAIC Motor disparou 9,3% e Jiangxi Copper avançou 2,7%. As bolsas chinesas estão fechadas toda a semana no continente e no mercado de Hong Kong estará fechada de segunda a quarta-feira, em comemorações ao feriados do Ano Novo Lunar. Mercados japoneses estarão fechados nesta segunda-feira .  

EUROPA: As bolsas europeias sobem, inspirando-se nos ganhos durante a noite na Ásia, onde uma leitura otimista sobre os números do comércio chinês melhoraram o sentimento dos investidores. O índice Stoxx Europe 600 ganha 0,5%, para 285,19. As ações da Vodafone avançam 1,8%, após o Bank of America Merrill Lynch elevar a empresa de telecomunicações de neutro para comprar. Os bancos também mostram avanços positivos, com as ações do HSBC subindo 0,96% em Londres, o BNP Paribas  sobe 1% em Paris e Banco Santander sobe 0,74% em Madrid. Entre os índices, o FTSE 100 do Reino Unido, CAC 40 da França e DAX 30 da Alemanha registram ganhos.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h05):

ÁSIA
Austrália: +0,72%
Nikkei: -1,80%
Hang Seng: +0,16%
Xangai Composite: +0,57%

EUROPA
London - FTSE: +0,48%
Paris Cac 40: +0,58%
Frankfurt - Dax: +0,42%
Madrid IBEX: +0,38%
Milão MIB 40: +0,13%

COMMODITIES
BRENT: +0,15%
WTI: -0,07%
OURO: +0,01%
COBRE: +0,29%
NÍQUEL: +0,75%
SOJA FUTURO: +0,18%
ALGODÃO FUTURO: +0,23%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,06%
SP500: +0,11%
NASDAQ: +0,06%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: AOL, Apollo Global Management, Moody's, Sirona Dental Systems, Cameco.
BRASIL: Embratel Participações, Multiplus, NET.

ATENÇÃO: Não haverá negociação na Bovespa nos dias 11 (segunda-feira) e 12 (terça-feira), reabrindo às 13h00 no dia 13 (quarta-feira de cinzas).

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

QUINTA-FEIRA 07/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
REINO UNIDO: 10h00 - Decisão da Reunião do Banco da Inglaterra (BoE) de Fevereiro, para deliberar sobre a taxa básica de juros britânica fixada em 0,50% ao ano.
EUROPA: 10h45 - Decisão da Reunião do Banco Central Europeu (BCE) de Fevereiro, para deliberar sobre a taxa básica de juros fixada em 0,75% ao ano.
EUA:
11h30 - Initial Jobless Claims (mede a quantidade de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos);
18h00 - Consumer Credit de Dezembro (volume total de crédito ao consumidor americano).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Trade Balance de Dezembro (saldo mensal da balança comercial germânica); Current Account de Dezembro (saldo da conta corrente do país); Consumer Price Index (CPI) de Janeiro (indicador mensal da inflação ao consumidor).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 11h30 - Trade Balance de Dezembro (saldo mensal da balança comercial dos Estados Unidos); 13h00 - Wholesale Inventories de Dezembro (dados de vendas e estoques no atacado americano).


ÁSIA: A maioria dos mercados asiáticos fechou em baixa nesta quinta-feira. As ações japonesas recuaram após subir  acentuadamente na sessão anterior, enquanto que as ações chinesas caíram antes do feriado do Ano Novo Lunar, que começa no domingo. As bolsas da China continental, Taiwan e Vietnã ficarÕ fechadaA a semana toda, enquanto o mercado em Hong Kong ficará fechado de segunda a quarta-feira. Nikkei do Japão perdeu 1%. Apesar do movimento de baixa, O índice ainda está com valorização de 9% desde o início do ano. Na China, Hang Seng de Hong Kong perdeu 0,4%, enquanto o índice Xangai Composite recuou 0,7% e  Kospi da Coreia do Sul caiu 0,23%. Em direção contrária, TAIEX de Taiwan  avançou 0,25%  e S & P / ASX 200  da Austrália subiu 0,3%, por conta de alguns balanços corporativos positivos. A gigante de telecomunicações Telstra subiu 1,3% depois de postar modesto lucro, mantendo a sua distribuição de dividendos e as metas inalteradas para 2013. National Australia Bank subiu 1,9%, ajudado por um aumento de 4% no lucro trimestral. News Corp caiu 2,6%, depois de cortar sua perspectiva para o exercício fiscal, ao mesmo tempo que informou que seu lucro líquido no segundo trimestre mais que dobrou. Em Tóquio,  Sony subiu 2,6% depois de anunciar um acordo para formar uma joint venture com a fabricante de máquina de costura Juki. As ações da Juki subiram 5%. Vários exportadores, que tiveram forte desempenho no dia anterior, recuaram diante da possibilidade do dólar subir acima de ¥ 100, o que "vai aumentar a preocupação com uma possível guerra cambial". A guerra cambial refere-se a desvalorização da moeda de nações que tentam aumentar a competitividade de suas exportações. Citizen caiu 2,3% e Advantest recuou 2,7%. Algumas ações de empresas japoneses foram duramente castigadas por balanços fracos. Nikon recuou 19% após cortar sua perspectiva para o ano e postando resultados abaixo da previsão dos analistas. Por outro lado,  Mazda Motor disparou 12%, depois de um balanço com lucros. Alguns exportadores estavam firmes na Coréia do Sul, onde as preocupações com a concorrência de empresas japonesas mantiveram o mercado sob pressão desde o início do ano. LG Electronics subiu 2%, enquanto a fabricante de chips Hynix SK subiu 2%. Em Hong Kong, a fabricante de computadores Lenovo saltou de 5,2% após notícias que estará incluídos no índice Hang Seng no próximo mês. Ao mesmo tempo, as ações da Aluminum Corp of China, na qual a Lenovo substituirá no benchmark, caiu 2,8%. Na China continental, os bancos tiveram os piores desempenhos. China Merchants Bank recuou 2,9% e China Citic Bank perdeu 2,8%.      

EUROPA: As bolsas europeias abriram com bastante volatilidade nesta manhã, com investidores cautelosos, aguardando a reunião do Banco Central Europeu, onde espera-se pela manutenção de suas taxas e logo a seguir a conferência com o presidente do BCE, Mario Draghi, que deverá falar entre outros assuntos, sobre a improvável guerra cambial. Os investidores esperam o anúncio por parte do Banco da Inglaterra que também deve deixar suas taxas inalteradas e também o resultado do leilão de títulos do governo espanhol. Os rendimentos dos títulos espanhóis tem aumentando nos últimos dias em meio à crise política após alegações de que o primeiro-ministro Mariano Rajoy teria aceito pagamento de propina. O IBEX 35 avança, com ações do Banco Santander subindo 1,4%.  O índice Stoxx Europe 600 sobe  0,1%, para 284,66.  As ações da Alcatel-Lucent salta 10% em Paris, após  a fabricante de equipamentos de telecomunicações anunciar que  o CEO Ben Verwaayen junto com a diretoria entregarão seus cargos após queda no lucro e receita  no quarto trimestre. Também em ascensão, a empresa de telecomunicações Vodafone registra alta de 1,9%, mesmo depois de divulgar seu balanço anual com uma queda de 2% no terceiro trimestre. Na França, o índice CAC 40 também sobe. As ações da fabricante de medicamentos Sanofi recua 3,2% após anunciar que o lucro do quarto trimestre caiu 72%, atingidos pela concorrência de medicamentos genéricos. Entre as ações do Reino Unido, as da empresa de artigos de luxo Burberry desliza 4,13%. A empresa disse que o  Vice-Presidente Executivo e Diretor Financeiro Stacey Cartwright deixarão o cargo para perseguir outros interesses, depois de mais de nove anos com Burberry. DAX 30 da Alemanha avança. Vestas Wind Systems dispara 8,7%, HeidelbergCement sobe 5,1% e Deutsche Bank cai 1,3%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h40):

ÁSIA
Austrália: +0,30%
Nikkei: -0,93%
Hang Seng: -0,34%
Xangai Composite: -0,66%

EUROPA
London - FTSE: +0,10%
Paris Cac 40: +0,24%
Frankfurt - Dax: +0,18%
Madrid IBEX: +0,65%
Milão MIB 40: +0,55%

COMMODITIES
BRENT: +0,35%
WTI: +0,07%
OURO: -0,08%
COBRE: -0,12%
NÍQUEL: -0,57%
SOJA FUTURO: -0,32%
ALGODÃO FUTURO: +0,20%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,04%
SP500: +0,05%
NASDAQ: +0,16%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: Alcatel-Lucent
BRASIL: Braskem, Eletropaulo, Indústrias Romi, Tarpon Investimentos, Tractebel Energia,

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

QUARTA-FEIRA 06/02/2013


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
13h30 - Relatório de Estoques de Petróleo (relatório sobre o nível das reservas americanas de petróleo).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Trade Balance de Dezembro (saldo mensal da balança comercial germânica); Current Account de Dezembro (saldo da conta corrente do país); Consumer Price Index (CPI) de Janeiro (indicador mensal da inflação ao consumidor).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA:  11h30 - Initial Jobless Claims (mede a quantidade de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos); 18h00 - Consumer Credit de Dezembro (volume total de crédito ao consumidor americano).


ÁSIA:  As ações japonesas foram destaque no pregão regional desta quarta-feira, com o iene recuando em meio a esperanças de que o banco central do país possa adotar medidas de flexibilização agressiva. Nikkei do Japão saltou 3,8%, a maior valorização desde março do ano passado, terminando o dia em 11,463.75, nível que não era visto desde setembro de 2008. O dólar dos EUA superou brevemente os ¥ 94 e o euro atingiu ¥ 127,69, nível que não era visto desde 2010. A queda do iene ocorreu depois que o presidente do Banco Central do Japão, Masaaki Shirakawa, disse que renunciará ao cargo em 19 de março, três semanas antes do fim de seu mandato que termina em 8 de abril, coincidindo com a saída de seus dois vice-diretores. O fato ocorre depois que o BoJ e o novo governo do Japão se desentenderem com questões políticas. Analistas acreditam que o fato acelere o processo de implementação das medidas de afrouxamento político econômico prometido pela nova gestão do novo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe. Bancos e exportadores se beneficiaram. Mizuho Financial e Sumitomo Mitsui Trust dispararam 5,7% e 6,7% respectivamente. Toyota Motor subiu 6,1%, após a montadora registrar um aumento de 23% no lucro trimestral e elevou sua meta para o ano. Outras montadoras também avançaram. Subaru Fuji Heavy Industries saltou 5,1%, Isuzu Motors subiu 5,2% e Honda Motor subiu 3,3%. A maioria dos outros mercados regionais terminaram com ganhos modestos, na esteira de dados econômicos otimistas dos EUA e da Europa. S  & P / 200 da Austrália ganhou 0,8%, Hang Seng de Hong Kong subiu 0,5%, TAIEX de Taiwan subiu 0,3% e China Xangai Composite Index subiu 0,1%. Os bancos também ganharam em Hong Kong, onde banco com exposição na Europa como HSBC subiu 1,1%, enquanto o Bank of Communications acrescentou 0,5%. Ações de jogo caíram após relatos de que a China está planejando acabar com alguns cassinos em Macau, supostamente ligadas ao crime organizado. Sands China afundou 5,2%, Wynn Macau derrapou 6,8% e Melco International Development perdeu 5,5%. Na Austrália, os setores com foco no mercado interno lideraram as altas. Sonic Healthcare subiu 1,4%, enquanto gigante de supermercado Woolworths avançou 2,7%. Kospi da Coreia do Sul recuou 0,1% em meio a temores de que a fraqueza do ienes aumente a competitividade dos rivais exportadores japoneses. Kia Motors caiu 2,1%, enquanto a filial Hyundai Motor terminou 2% menor.                

EUROPA: As bolsas europeias abriram em queda, mas avançam com bancos e empresas de mineração liderando as altas, com os investidores se inspirando nos ganhos na Ásia. O índice Stoxx Europe 600 sobe 0,4% para 286,61, depois de marcar seu melhor desempenho diário desde Janeiro na terça-feira.  As ações da Royal KPN NV perde 2,8%, após o Bank of America Merrill Lynch cortar a empresa holandesa de telecomunicações de comprar para underperform. As ações caíram 16% na terça-feira, depois que a empresa informou que vai levantar 4 bilhões de euros ($ 5,4 bilhões) para reduzir sua dívida. Em uma nota otimista, as ações da Hargreaves Lansdown salta 5,6%. O gestor de investimentos registrou um aumento de 30% no lucro líquido no primeiro semestre e elevou os dividendos a 6,3 pence (9,87 centavos de dólar), ante 5,1 pence. Invesitdores aguardam ainda, um relatório sobre pedidos às fabricas da Alemanha. As empresas petrolíferas BP recua 0,5%, BG Group e Royal Dutch Shell avançam
0,3% cada no Reino Unido. As mineradoras BHP Billiton e Rio Tinto avançam 1,1% e 1,5% respectivamente. Os bancos Barclays, HSBC e Lloyds Banking avançam 0,9%, 0,7% e 1,9% respectivamente, ajudando FTSE 100 a operar em alta.  As ações do Royal Bank of Scotland sobe 1,6%, após o banco anunciar que está em discussões finais com as autoridades, em relação às acusações de manipulação com taxa de juros. Em Paris, Total recua 0,13%, France Telecom e Alcatel-Lucent caem 0,6% cada. Destaque para a alta da Veolia Environnement que sobe 1,9%, Renault que avança 1,8% e Lafarge subindo 1,8%, sustentando o índice francês CAC 40. Em Frankfurt, destaque e alta para Vestas Wind Systems que avança 8,3%, Deutsche Bank sobe  0,5%  e ArcelorMittal que sobe 2,9%, depois que a siderúrgica informou que seu prejuízo aumentou no quarto trimestre, mas vê melhoras na rentabilidade em 2013. DAX 30 sobe.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h30):

ÁSIA
Austrália: +0,78%
Nikkei: +3,77%
Hang Seng: +0,47%
Xangai Composite: +0,06%

EUROPA
London - FTSE: +0,40%
Paris Cac 40: +1,04%
Frankfurt - Dax: +0,06%
Madrid IBEX: +0,41%
Milão MIB 40: -0,02%

COMMODITIES
BRENT: -0,22%
WTI: - 0,48%
OURO: -0,15%
COBRE: -0,37%
NÍQUEL: -0,89%
SOJA FUTURO: -0,43%
ALGODÃO FUTURO: +0,11%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,24%
SP500: +0,18%
NASDAQ: +0,20%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
EUA: Aeroflex, AGL Resources, Ameristar Casinos, ArcelorMittal, Cummins, CVS Caremark, Dupont Fabros Tech, Elan, Kraft Foods, Madison Square Garden, Marathon Oil, Medical Action, Polo Ralph Lauren, Scorpio Tankers, Steris, Time Warner, Vical, Virgin Media, Accuray, Advisory Board, CB Richard Ellis, Cincinnati Fincl, Digital River, Eagle Materials, Equifax, FMC, Genomic Health, Geospace Tech., Globecomm Systems, IRobot, Matrix Service, Mid-America Aptmt, News Corp, O'Reilly Auto, PartnerRe, Prudential, QuickLogic, RenaissanceRe, Visa, Yelp

BRASIL: Banco ABC Brasil, Banco Pine, Cielo, Cosan, Natura

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com. Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader