Veja Também

Veja Também

segunda-feira, 30 de abril de 2012

SEGUNDA-FEIRA 30/04/2012


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
 9h30 - Personal Income (renda individual dos cidadãos norte-americanos) e Personal Spending (gastos dos consumidores), ambos de março e também o núcleo do Personal Consumption Expenditures - PCE (gastos pessoais dos americanos - medida de inflação mais acompanhada pelo Fed);
10h45 - Chicago PMI de abril (mede o nível de atividade industrial na região).

BRASIL: Amanhã  BOVESPA ficará fechada por conta do feriado em comemoração ao dia do trabalho.

AGENDA DE QUARTA-FEIRA
EUROPA:  Purchasing Managers Index Manufacturing - PMI (nível de atividade de manufatura); Unemployment Rate (taxa de desemprego).
ALEMANHA: German Unemployment Change (mede a variação do desemprego alemão);
REINO UNIDO: Construction PMI (negócios no setor de construção);  Net Lending to Individuals (mede a variação no valor de crédito novo dado aos consumidores); M4 Money Supply (mede o valor de todos os ativos em moeda e líquidos de caixa em poder do público); BBA Mortgage Approvals (Aprovações Hipotecárias).
EUA: 9h15 - ADP Employment de abril (número de postos de trabalho no setor privado dos EUA); 11h00 - Factory Orders de março (mede o volume de pedidos feitos à indústria como um todo, de bens duráveis e bens não duráveis); 11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano.



RESUMO DA MADRUGADA:    As bolsas de Hong Kong lideraram o rali na Ásia, neste último pregão do mês, na esteira de um fechamento otimista em Wall Street na sexta-feira, quando fortes relatórios corporativos ajudaram a compensar o crescimento econômico mais fraco do que o esperado dos EUA e um downgrade do rating de crédito de Espanha pela Standard & Poors, mas alguns analistas estavam céticos em relação ao sentimento do investidor para a semana, pois o comércio deverá ser relativamente tranquilo devido a uma semana curta para muitos mercados asiáticos, por conta de feriado, bem como dados de abril sobre a atividade manufatureira da China, que deve sair na terça-feira. Hang Seng de Hong Kong saltou 1,7%, S  & P / ASX 200 da Austrália subiu 0,8%, Kospi da Coreia do Sul avançou 0,3% e TAIEX de Taiwan  ganharam 0,3%. No desempenho mensal,  Hang Seng Index e S & P / ASX 200 subiram cerca de 2,6% e 1,4%, respectivamente em abril. O TAIEX encolheu 5,4%, enquanto o Kospi perdeu 1,6% durante o mês. Os mercados  japoneses e da China continental estiveram fechados por  conta de feriado nesta segunda-feira e o Nikkei Stock Average fechou abril encolhendo 5,6% e o índice Xangai Composite subiu 5,9% no mês.

RX DA ÁSIA: Os lucros das empresas deram  impulso para ações de empresas listadas em Hong Kong, com destaque para as ações financeiras como Bank of Communications que saltou 3,6%, Banco Agrícola da China que subiu 1,9%, China Merchants Bank que adicionou 2,6%, China Citic Bank que ganharam 3,1% e China Construction Bank que fechou 2,2% maior. Analistas do Morgan Stanley elevaram suas estimativas de ganhos para os bancos chineses de 0 a 14% para 2012 e 2013, após os resultados, impulsionado por menores custos de crédito. Ainda em relação aos balanços, China Shenhua Energy subiu 2,2%, enquanto  China Coal Energy saltou 4%. As ações da Air China subiu 3,9% após o Citigroup atualizar a empresa  de vender para comprar, dizendo que o pior já passou e que a tendência de ganhos se estabilizará gradativamente nos meses seguintes. Um forte desempenho do futuros de metais em Nova York na sexta-feira ajudou empresas de mineração, como o produtor de ouro Newcrest Mining que subiu 2,3% e BHP Billiton com alta de 1,9% em Sydney. Em Seul, Coréia Zinc  subiu 0,6%.   Exportadores também  foram destaques em Seul após o desempenho de sexta-feira em Wall Street. Hyundai Motor subiu 3,1%, enquanto a afiliada Kia Motors ganhou 3,4%, também ajudada por fortes resultados anunciados sexta-feira. A pesopesada Samsung Electronics subiu 1,2%, mas SK Innovation caiu 3,4%, depois que aproprietária da refinaria de petróleo, informou na sexta-feira que seu lucro líquido no primeiro trimestre caiu 28% em relação ao período do ano passado. Em Taipei, Hon Hai Precision Industry caiu no limite de 7% no dia, depois que seu lucro líquido no primeiro trimestre subiu 3,6%, mas ficou aquém das expectativas dos analistas. A fabricante de iPad e iPhone da Apple Inc., disse altos salários diluíram os ganhos, mesmo com o aumento nas vendas.

EUROPA: As bolsas europeias abriram em alta, mas perdem terreno num pregão instável. O Stoxx Europe 600 cai 0,16%, com destaque para  fabricantes de medicamentos. Actelion sobe 18% depois de anunciar que sua droga para pulmão Macitentan alcançou o seu objetivo primário em um teste clínico.  Empresas farmacêuticas estavam também em ascensão em Londres, onde GlaxoSmithKline sobe 0,8% e AstraZeneca sobe 0,9%. O índice FTSE 100 do Reino Unido cai, pressionadas pelo desempenho dos bancos.  Barclays  cai 0,64%, HSBC Holdings perde 0.16%, Lloyds Banking cai 0.95%, mas Royal Bank of Scotland ainda  tem alta de 0.16%. Entre os destaques de queda no índice, Randgold Resources perde 1,9% após um downgrade da Nomura de neutro para reduzir , citando riscos políticos em Mali, onde a empresa tem operações. Outras mineiradoras seguem o desempenho e Fresnillo cai 1,4%, Xstrata perde 0,8% e Rio Tinto cai 0,7%, apesar dos preços dos metais estarem, em sua maioria mais elevada. Contrariando a tendência negativa em Londres, a AstraZeneca avançam 1,1% depois que a JP Morgan Cazenove elevou o stock de underweight para o neutro. GlaxoSmithKline sobe 0,6%. Bancos da Espanha caem, após rebaixamento de 16 bancos pela Standard & Poors Ratings. Bankinter cai 1,42%, Bankia cai 1,1%, Banco Santander  cai 0,76% e BBVA cai 0,84%.O índice IBEX 35 opera em queda, após dados mostrando que a economia espanhola entrou em recessão oficialmente no primeiro trimestre. Os bancos sobem na França. Société Générale  ganham 1,6% e Credit Agricole avançam 1,10%. Veolia Environnement sobe 0,95%, depois que o HSBC elevou o stock de neutro para overweight. O índice CAC 40, no entanto, cai, ponderada pelo produtora de bebidas Pernod-Ricard que cai  1,4%. Na Alemanha, a Adidas salta 5%,  após relatar um aumento de 38% lucro do primeiro trimestre, acima das expectativas dos analistas, apoiando o índice DAX 30 no terreno positivo. Volkswagen sobe 1,9%, depois que JP Morgan Cazenove reiterou sua classificação de overweight e levantou o preço-alvo de € 202, para € 206 .

PIB ESPANHA: A economia espanhola contraiu 0,3% no primeiro trimestre de 2012, o segundo trimestre consecutivo, colocando oficialmente a economia em recessão. No quarto trimestre de 2011, o PIB caiu 0,3%. O governo tem como meta um aumento de 0,2% do PIB para 2013, mas espera que a economia contraia 1,7% este ano. Economistas previam uma contração de 0,4% no primeiro trimestre, coincidindo com a estimativa do Banco de Espanha.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h30):

 ÁSIA
Austrália: +0,79%
Nikkei: ---%
Hong Kong: +1,70%
Xangai Composite: ---%

EUROPA
London - FTSE: -0,44%
Paris Cac 40: -0,72%
Frankfurt - Dax: +0,08%
Madrid IBEX: -0,47%
Milão MIB 40: -0,43%

COMMODITIES
BRENT: -0,28%
WTI: -0,41%
OURO: -0,11%
COBRE: -0,65%
SOJA FUTURO: -0,26%
ALGODÃO FUTURO: -0,60%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,05%
SP500: -0,10%
NASDAQ: -0,12%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: Anadarko Petroleum, McKesson Corporation, Loews Corporation, Humana Inc., Watson Pharmaceuticals,  FMC Corp., NYSE Euronext,  Plum Creek Timber, Flowserve, Jacobs Engineering Group, Masco Corporation, Harman International Industries Inc.

BRASIL: AmBev , Sul América.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 27 de abril de 2012

SEXTA-FEIRA 27/04/2012


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
9h30 - Employment Cost Index do primeiro trimestre (mede o custo da mão-de-obra e é muito utilizado pelo mercado como medida de inflação);
 9h30 - Prévia final do PIB e de seu deflator, todos baseados no primeiro trimestre;
10h55 - Versão final do Michigan Sentiment de abril (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: M3 Money Supply (informações de meios de pagamento incluindo moeda em circulação, fundos mútuos e depósitos de curto e longo prazos) e Private Loans (taxa de empréstimos concedidos ao setor privado); CPI Flash Estimate (mede a estimativa para a evolução dos preços de bens e serviços - inflação para a Zona do Euro);
ALEMANHA: German Retail Sales (mede variação de preços de todos os produtos vendidos pelos varejistas, excluindo auto);
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 9h30 - Personal Income (renda individual dos cidadãos norte-americanos) e Personal Spending (gastos dos consumidores), ambos de março e também o núcleo do Personal Consumption Expenditures - PCE (gastos pessoais dos americanos - medida de inflação mais acompanhada pelo Fed);  10h45 - Chicago PMI de abril (mede o nível de atividade industrial na região).


RESUMO DA MADRUGADA:   As bolsas de Tóquio abriram em alta nesta sexta-feira após o Banco do Japão anunciar novas medidas de flexibilização, mas Nikkei do Japão fechou com uma perda de 0,4%. S  & P / ASX 200 da Austrália fechou em queda de 0,3%, enquanto Xangai China Composite e Hang Seng de Hong Kong caíram 0,3%. Kospi da Coreia do Sul subiu 0,5% após resultados recordes da Samsung Electronics.

EUROPA: Os  mercados europeus abriram em baixa mas avança num pregão instável, depois do rebaixamento do rating de longo prazo da Espanha, pela Standard & Poor's em dois graus para BBB+, com perspectiva negativa, citando preocupações com a dívida pública, uma economia que está encolhendo e a necessidade de apoio para o setor bancário.  O S & P confirma o rating da Irlanda em BBB +, mantendo perspectiva negativa. O Stoxx Europe 600 sobe 0,11%.  O IBEX 35 estava entre as maiores perdas na abertura, mas opera positivo. BBVA perde 1,44%, o Banco Santander cai 1,05% e Bankinter  cai 0,55%. Na França, os bancos também sofrem pressão e BNP Paribas  cai 0,96%, Société Générale perde 2,1% e Credit Agricole está 0,05% negativo. O grupo petrolífero Total cai 2,1% após noticiar que  a produção será diminuída no segundo trimestre, devido a vazamentos em suas operações no Mar do Norte e na Nigéria. O índice CAC 40 que estava negativo, opera em alta neste instante. A empresa de engenharia Vinci sobe 4,22%, depois de bater as estimativas de receita no primeiro trimestre. A  fabricante  de medicamentos Sanofi  apoiam o índice francês e sobe 2,9% após superar as expectativas de lucros no primeiro trimestre.  A farmacêutica alemã Bayer segue o rastro de alta da Sanofi  e sobe 1,5%.  O índice DAX 30, que também abriu no vermelho,, pesada pelo Deutsche Bank que cai 1,2% e Commerzbank, 0,8% menor, opera ligeiraente positivo. BASF que sobe 0,65%, liderava as perdas, com queda de 2,3% na abertura, depois de reportar queda no lucro no primeiro trimestre e reiterou que os lucros semestrais será abaixo do nível do ano passado. O índice FTSE 100 do Reino Unido sobe com CRH ganhando 2,5% depois do JP Morgan Cazenove elevar o stock de equalweight para overweight. As mineradoras também apoiam o índice.  BHP Billiton sobe  0,8% e Antofagasta  adiciona 0,6%.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h30):

 ÁSIA
Austrália: -0,30%
Nikkei: -0,43%
Hong Kong: -0,33%
Xangai Composite: -0,34%

EUROPA
London - FTSE: +0,32%
Paris Cac 40: +0,56%
Frankfurt - Dax: +0,22%
Madrid IBEX: +0,72%
Milão MIB 40: +0,66%

COMMODITIES
BRENT: -0,17%
WTI: +0,07%
OURO: -0,12%
COBRE: +0,17%
SOJA FUTURO: +0,83%
ALGODÃO FUTURO: -0,05%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,05%
SP500: -0,02%
NASDAQ: +0,16%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: Chevron, Procter & Gamble, Merck & Co., Simon Property, Ford Motor, Covidien, Newmont Mining, V.F. Corporation, Ventas, International Paper, Weyerhaeuse, DTE Energy, Newell Rubbermaid, Coventry Health Care, Goodyear Tire & Rubber Co.

BRASIL: Brasil Foods, Vanguarda Agro (após o pregão).

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 26 de abril de 2012

QUINTA-FEIRA 26/04/2012


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
9h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego);
11h00 - Pending Home Sales de março (mede a venda de casas existentes nos EUA com contrato assinado, mas ainda sem transação efetiva).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA:  Gfk German Consumer Climate (mede o nível de confiança dos consumidores na atividade econômica e é feita a partir de um levantamento com cerca de 2.000 consumidores. É um indicador importante, pois ele pode prever o gasto do consumidor, que é uma parte importante da atividade econômica total. Quanto mais pontos, maior o otimismo do consumidor; German Import Prices (Mede a variação dos preços de bens importados pela Alemanha).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 9h30 - Employment Cost Index do primeiro trimestre (mede o custo da mão-de-obra e é muito utilizado pelo mercado como medida de inflação); 9h30 - Prévia final do PIB e de seu deflator, todos baseados no primeiro trimestre; 10h55 - Versão final do Michigan Sentiment de abril (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana).


RESUMO DA MADRUGADA:  A maioria dos mercados da Ásia terminaram em alta nesta quinta-feira, seguindo os ganhos de Wall Street e com os investidores ainda entusiasmados com o resultado da Apple Inc., que havia impulsionado os mercados asiáticos ontem. A declaração do Presidente do Fed, Ben Bernanke, também ajudou. Ele disse que o crescimento econômico irá retomar gradualmente e que o BC irá apoiar a economia com mais flexibilização, se necessário. Nikkei do Japão fechou estável. Hang Seng de Hong Kong subiu 0,8%, mas o Xangai Composite  perdeu 0,1%.   Kospi da Coreia do Sul subiu 0,1%, S  & P / ASX 200 da Austrália subiu 0,3%, na volta de feriado.

RX DA ÁSIA: Em Tóquio,  Canon  caiu 2,2%, depois que a fabricante da câmera anunciou que seu lucro trimestral cresceu 11%. Fanuc  caiu 6,1% depois de divulgo aquém das expectativas. Outras empresas japonesas também sofreu quedas.  Kawasaki Heavy Industries caiu 3,6% e Hitachi Construction Machinery  caiu 3,7%.  Fast Retailing  perdeu 1,1%. Eletrônicos tiveram desempenho fraco em Seul. LG Electronics afundou 5,8% e LG Display caiu 3,7%. As ações da China Life Insurance subiu 1,5%, depois de reportar uma queda de 29% no lucro líquido, em meio a expectativas de melhoras nos próximos trimestres. A empresa de telefonia móvel China Unicom  saltou de 4% depois de postar um ganho sete maior no lucro do primeiro trimestre. Em Tókio, a empresa de telecomunicações KDDI subiu 1,5%, apesar de uma queda no lucro e em Seul, as ações da segunda maior fabricante de memoria DRAM no mundo, SK Hynix subiram 0,6%. A empresa relatou prejuízo no primeiro trimestre, mas disse que espera recuperar no mercado de computadores e smartphones. Os ganhos para as empresas de propriedade também apoiou as bolsas em Hong Kong. Agile Property Holdings  saltou 2,8% e China Overseas Land & Investment subiu 2%. Algumas empresas de recursos avançaram em Sydney. Rio Tinto subiu 0,9%, enquanto a empresa de energia Santos subiu 1,5%. As ações da Atlas Iron subiu 0,7%, após anunciar que vai realizar um estudo com a QR National em uma nova ferrovia na rica região de Pilbara na Austrália Ocidental. Ações da QR National aumentou 1,7%.

EUROPA: Os mercados europeus apagam os ganhos da abertura, depois que a Comissão Europeia anunciou que o seu indicador de sentimento econômico caiu mais que o esperado em abril.  O Stoxx Europe 600 é negociado 0,5% menor, a 255,79, caindo de uma alta de 258,53 no início da sessão. Liderando as perdas para o índice, a Alcatel-Lucent perde 11% depois de reportar uma queda de 12% nas receitas no primeiro trimestre e advertiu que as perspectivas para a Europa e América do Norte permanecem incertas. Apontando para a outra direção, em Paris, a Vivendi sobe 4,54%, após um relatório no Bloomber News, dizendo que a empresa pode se dividir em duas unidades, mas a Vivendi negou quaisquer relatos de uma possível cisão. O francês CAC 40 opera em queda. Em Londres, a Unilever sobe 2,89%,depois de bater as expectativas de vendas no primeiro trimestre. O índice FTSE 100 do Reino Unido opera ligeiramente positivo, ainda impulsionado pelos ganhos de empresas petrolíferas. BP sobe 1,41%, seguindo os preços do petróleo. BG Group sobe 1,9% e a holandesa Shell salta 3,2%. BHP Billiton cai 0,44% e Rio Tinto perde 1,49%. AstraZeneca cai 4,24%, após o presidente-executivo David Brennan anunciar sua demissão, na sequência da divulgação de um balanço mais fraco do que o esperado no primeiro trimestre. Na Alemanha, a Bayer sobe 2,6%. A fabricante de medicamentos reiterou sua confiança para o resto do ano, após o aumento das vendas de 6,8% no primeiro trimestre, superando as expectativas dos analistas. O índice DAX 30 cai, pesada pelo Deutsche Bank, que  cae 2,5% após reportar uma queda de 33% no lucro do primeiro trimestre. Na Espanha, o IBEX 35 cai, após o Banco Santander (que cai 2,66%), relatar uma queda de 24% no lucro e que  aumentaram as suas provisões para empréstimos ruins. Em Lisboa, o índice PSI 20 também cai,  após varejista Jeronimo Martins  perder 2,1%, após anunciar que o balanço do primeiro trimestre ficou aquém das expectativas dos analistas.

ÍNDICE DE CONFIANÇA DA ZONA DO EURO:   O indicador de sentimento econômico em abril caiu mais que o esperado, para 92,8 a partir de uma leitura de 94,5 no mês anterior. É a menor desde dezembro, onde economistas previam uma leitura de 94,2. O índice comissão confiança da indústria caiu para - 9, a partir de -7,1 em março, enquanto o índice de serviços caiu para -2,4,  de -0,3. O índice de varejo subiu para -11,4, de -12,0, enquanto o índice de construção caiu para -27,4, de -26,7. O índice de confiança do consumidor CE caiu para -19,9, a partir de -19,1.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h50):

 ÁSIA
Austrália: +0,34%
Nikkei: +0,01%
Hong Kong: +0,93%
Xangai Composite: -0,08%

EUROPA
London - FTSE: +0,07%
Paris Cac 40: -0,59%
Frankfurt - Dax: -0,54%
Madrid IBEX: -1,76%
Milão MIB 40: -0,95%

COMMODITIES
BRENT: +0,34%
WTI: +0,07%
OURO: +0,43%
COBRE: +0,54%
SOJA FUTURO: +0,27%
ALGODÃO FUTURO: +0,88%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,08%
SP500: -0,08%
NASDAQ: -0,13%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: Exxon Mobil, Pepsico,  Amazon.com, United Parcel Service, Occidental Petroleum Corporation, Altria Group, Bristol-Myers Squibb, Colgate-Palmolive, Starbucks, The Dow Chemical, Gilead Sciences, Celgene Corporation, Lockheed Martin, Dominion Resources, Time Warner Cable, Tyco International, CME Group, Kellogg Company, Raytheon, Aetna.

BRASIL: Daycoval, Confab,  Duratex, Embraer, Klabin, Lojas Renner, OdontoPrev, Santander, Santos - Brasil, Souza Cruz, TIM Participações.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 25 de abril de 2012

QUARTA-FEIRA 25/04/2012


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
 9h30 - Durable Good Orders de março (avalia o volume de pedidos e entregas de bens duráveis no período);
11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano, semanal;
13h30 - Segundo dia da reunião do Fed, onde decidirá o novo patamar do juro básico norte-americano, atualmente na faixa entre 0% ao ano e 0,25% ao ano;
15h15 - Discurso do Presidente do FED, Ben Bernanke;
18h15 - Discurso do Secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: German Prelim CPI (expectativa do preco ao consumidor alemão).
REINO UNIDO:  BBA Mortgage Approvals (Aprovações Hipotecárias); CBI Distributive Trades Survey ( mede a saúde do setor de varejo medido pela Confederation of British Industry); GFK Consumer Confidence (nível de confiança do consumidor britânico sobre o futuro da economia local).
EUA: 9h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego);
11h00 - Pending Home Sales de março (mede a venda de casas existentes nos EUA com contrato assinado, mas ainda sem transação efetiva).
RESUMO DA MADRUGADA:  A maioria das bolsas asiáticas fecharam em alta. As bolsas do Japão e de Taiwan subiram impulsionadas com o forte resultado da Apple Inc., que ajudou empresas de tecnologia, enquanto a ações chinesas subiram nas expectativas de que Pequim possa afrouxar sua política monetária. Nikkei do Japão subiu 1%,  TAIEX  de Taiwan subiu 0,9% e Xangai China Composite fechou 0,8% maior. As bolsas da Austrália e Nova Zelândia ficaram fechadas por conta de feriado.  Hang Seng de Hong Kong caiu 0,2% e Kospi da Coreia do Sul perdeu 0,07%. As bolsas chinesas fecharão na segunda e terça-feira por conta de feriado e já é tradição por lá, o governo anunciar mudanças em sua política monetária nestes recessos e assim sendo, o mercado espera por redução de taxas de juros para melhorar sua liquidez, visto que a economia chinesa está abrandando, apesar do mercado esperar por uma recuperação no segundo trimestre.

RX DA ÁSIA: Ações do setor imobiliário chinês foi destaque de alta.  Gemdale  saltou de 4% em Xangai e China Vanke  subiu 2,9% em Shenzhen e em Hong Kong, China Overseas Land & Investment subiu 2,4%, enquanto China Resources Land subiu 4,3%. Ainda em Hong Kong, as ações da empresa de internet Tencent Holdings caiu 4,7%. O papel tem ainda quase 46% de alta no ano. As perdas vieram depois que o braço chinês da Baidu Internet Inc., divulgou  previsão aquém das expectativas  para o segundo trimestre . Ações do Baidu caíram nos EUA, embora tenha relatado um aumento de 76% de lucro no primeiro trimestre. Outro destaque de alta ficaram por conta das ações de tecnologia,  após o balanço trimestral da Apple superar as expectativas do mercado e são positivas para sua cadeia de suprimentos na Ásia, mas analistas ainda veem certa volatilidade antes do lançamento do iPhone 5 (previsto para setembro / outubro). Em Taipei, as ações da Hon Hai Precision Industry subiram 2,4% e Foxconn Technology tiveram alta de 2,5%.  Em Seul, Samsung Electronics subiu 1,7% e LG Display subiu 1,9%, embora o mercado sul coreano tenha terminado menor. Os ganhos em Tóquio também foram ajudados por um iene enfraquecido. Entre ações de tecnologia, Advantest Corp subiu 2,9% e Tokyo Electron ganharam 1,5%. Entre exportadores,  Nissan Motor  subiu 1,1% e a fabricante de robôs Fanuc Corp subiu 2,7%.

EUROPA: A maioria das bolsas europeias sobem pelo segundo dia consecutivo, com destaque para os bancos espanhóis, enquanto os ganhos surpreendentemente fortes da Apple Inc. impulsiona ações de tecnologia. O Stoxx Europa 600 sobe 0,85%.  A suíça Temenos sobe 14% após o Barclays Capital  elevar a empresa de tecnologia da informação de equalweight para overweight e UBS elevar de neutro para comprar.  Na Espanha, o BBVA salta 2,9% depois  reportar uma ligeira queda no lucro do primeiro trimestre, mas bateu  as previsões do mercado, além disso, ela disse que cumpriu todos os requisitos da União Europeia. Bankinter sobe 4,6% e o Banco Santander sobe 1,8%. O índice IBEX 35 opera em alta. Os bancos franceses também sobem e ajuda a elevar o índice CAC 40. Société Générale avançam 2,8%, BNP Paribas adiciona 2% e Credit Agricole sobe 1,8%. STMicroelectronics sobe 2,80%, após Société Générale elevar o papel de aguardar para comprar. A fabricante de telefones Alcatel-Lucent sobe 3,9%, seguindo os ganhos da Apple. A fabricante de chips ARM Holdings no Reino Unido, também se beneficia dos números da Apple e sobe 2,9% em Londres. O índice FTSE 100 opera em alta, apoiadas também por mineradoras, que seguem a alta nos preços dos metais. Vedanta Resources sobe 2,7%, Evraz sobe 1,4% e Kazakhmys sobe 1,1%. Royal Bank of Scotland ganha 2,1% e Lloyds Banking   aumenta 1,8%. Na Alemanha, o Commerzbank sobe 1,6% e Deutsche Bank  sobe 1,7%, sustentando o índice DAX 30. O conglomerado industrial Siemens sobe 1,9% depois de reportar queda no lucro do segundo trimestre fiscal, mas que espera um aumento moderado nas vendas.    

PIB DA GRÃ BRETANHA:  A economia britânica encolheu 0,2% no segundo trimestre consecutivo nos três primeiros meses de 2012, após uma contração de 0,3% no quarto trimestre de 2011. Comparado ao primeiro trimestre de 2011, o PIB ficou estabilizado, mas economistas previam um crescimento trimestral de 0,1% e um aumento de 0,4% na comparação anual.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h30):

ÁSIA
Austrália: ---%
Nikkei: +0,98%
Hong Kong: -0,15%
Xangai Composite: +0,73%

EUROPA
London - FTSE: +0,32%
Paris Cac 40: +1,74%
Frankfurt - Dax: +1,34%
Madrid IBEX: +2,52%
Milão MIB 40: +2,61%

COMMODITIES
BRENT: +0,50%
WTI: +0,17%
OURO: -0,07%
COBRE: +0,98%
SOJA FUTURO: +1,92%
ALGODÃO FUTURO: +0,45%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,52%
SP500: +0,70%
NASDAQ: +1,85%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: Caterpillar, Boeing, Eli Lilly & Co., Southern Company, Praxair Inc., National Oilwell Varco, NextEra Energy, General Dynamics, WellPoint,Corning, Williams Companies, Thermo Fisher Scientific, Equity Residential, Hess Corporation, Lorillard, Crown Castle International, Northrop Grumman, TE Connectivity, Motorola Solutions, Citrix Systems, Inc.

BRASIL: Cia Hering, Cielo, Contax, Grendene, Natura, Totvs, Vale, Weg.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 24 de abril de 2012

TERÇA-FEIRA 24/04/2012


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
10h00 - S&P/Case-Shiller Home Price de fevereiro (mostra a trajetória dos preços das casas nos EUA por meio de uma média móvel trimestral);
11h00 - FHFA - House Price Index de fevereiro (preço cobrado pelas hipotecas às famílias norte-americanas);
11h00 - Consumer Confidence de abril (mede a confiança dos consumidores norte-americanos);
11h00 - New Home Sales de março (número de casas novas com compromisso de venda realizado durante o mês);
1º dia da reunião do Fed para discutir as principais diretrizes econômicas do país.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:   Industrial New Orders de Junho (números de novos pedidos à indústria na Zona do Euro);
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Prelim GDP (Estimativa para o Produto Interno Bruto); Index of Services ( mede os movimentos mensais de todos os setores de serviços); CBI Industrial Order Expectations (mede as expectativas econômicas dos executivos de manufatura no Reino Unido).
EUA: 9h30 - Durable Good Orders de março (avalia o volume de pedidos e entregas de bens duráveis no período); 11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano, semanal; 13h30 - Segundo dia da reunião do Fed, onde decidirá o novo patamar do juro básico norte-americano, atualmente na faixa entre 0% ao ano e 0,25% ao ano; 15h15 - Discurso do Presidente do FED, Ben Bernanke; 18h15 - Discurso do Secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner.


RESUMO DA MADRUGADA:  As bolsas da Ásia tiveram um fechamento misto, após incertezas sobre o futuro da França, onde o atual presidente, Nicolas Sarkozy, ficou em segundo lugar, com 27% dos votos, logo atrás de seu rival e líder do partido socialista, François Hollande, com 28,6%. Além disso, o governo holandês não chegou a um acordo sobre os cortes orçamentários no país, reacendendo dúvidas sobre implementação de medidas futuras e abrindo espaço para novo processo eleitoral, com a renúncia do primeiro-ministro Mark Rutte, afetando as ações norte-americanas e europeias. Nikkei do Japão caiu 0,8%, Kospi da Coreia do Sul caiu 0,5%, mas TAIEX de Taiwan avançou 0,2%, Xangai Composite da China terminou estável e Hang Seng de Hong Kong ganhou 0,2%,após um pregão instável, durante o qual ambos os benchmarks mudaram de direção algumas vezes. S  & P / ASX 200 da Austrália, reverteu as perdas iniciais para finalizar com alta de 0,2%, após o RBA divulgar inflação mais fraco que o esperado, impulsionando esperanças de que as taxas de juros podem ser cortadas em breve. O mercado espera uma redução de 0,25% nas taxas de juros do banco central da Austrália.  A Bolsa de Valores de Shenzhen terminou 0,9% menor, seguindo uma queda anterior de mais de 3%, desencadeada por preocupações com dificuldades que as empresas listadas poderiam estar sujeitos, após a bolsa alterar suas regras de listagem para remover empresas com desempenho inferior, a partir de 01 de maio.

RX DA ÁSIA: Na Austrália, destaque para os bancos. Ações da Austrália and New Zealand Banking subiu 1,1% e Westpac Banking subiu 1,5%. Ainda em Sydney, as ações da Wesfarmers subiu 1,8% após as vendas em sua cadeia de supermercados Coles subir quase 5% no terceiro trimestre. Em contrapartida, Newcrest Mining caiu 3,6%, após a mineradora reduzir suas metas para o ano, após as fortes chuvas que atingir as principais minas de produção. Ações japonesas caíram com a apreciação do iene, frente às crescentes preocupações da zona do euro. Sony caiu 1,7%,  Nintendo  perdeu 1,6% e Mazda Motor caiu 1,5%.  Setor financeiro também foi atingido.  Mitsubishi UFJ Financial caiu 2,3%, Sumitomo Mitsui Financial perdeu 2,3% e Dai-Ichi Life Insurance teve queda de 2,1%.  Entre os ganhadores japoneses, Advantest subiu 4,5% após divulgar balanço onde registrou fortes quedas em suas vendas no trimestre, mas houve retorno aos lucros operacionais. Ações em Hong Kong e China ficaram a mercê das expectativas de novas medidas de flexibilização da política monetária pelo governo do continente. O fechamento em alta em Hong Kong veio após os futuros de ações dos Estados Unidos apontar em direção da probabilidade de abertura positiva em Wall Street. Em Xangai, as ações do Banco Agrícola da China subiu 1,1%, a empresa de  propriedade Gemdale avançou 1,8% e Aluminum Corp of China subiu 1%. Em Hong Kong, Chalco subiu 1,3% e HSBC Holdings avançou 0,6%, recuperando parte das perdas do dia anterior.

EUROPA: A maioria dos mercados europeus abriram em território positivo, depois de perdas acentuadas no dia anterior. O Stoxx Europe 600 sobe 0,7%, depois de cair para o menor nível desde meados de janeiro na segunda-feira. Postando o maior ganho no índice, TeliaSonera salta 8,2% depois que a operadora de telecomunicações sueca chegou a um acordo com outros acionistas na empresa russa MegaFon, que vai pagar um dividendo de 5,15 bilhões dólares a seus acionistas e implantar uma oferta pública inicial. Entre outros destaques de alta, a Michelin sobe 7% depois que reportou um aumento de 5,1% na receita no primeiro trimestre e reafirmou suas metas para 2012. HSBC elevou o papel de neutro para overweight.  O francês CAC 40 sobe, impulsionado pelos bancos Credit Agricole que sobe 1,9%, Société Générale com alta de 1,7% e BNP Paribas avançando 1,5%. Os bancos também estavam em ascensão na Alemanha. Commerzbank sobe 2,3% e Deutsche Bank aumenta 1,7%. O índice DAX 30 opera em alta.  Ainda, Deutsche Lufthansa sobe 3,9% depois que o Credit Suisse atualizou a companhia aérea  de neutro para outperform. No Reino Unido,  International Consolidated Airlines (IAG) sobe 3,3%, após uma atualização de neutro para  outperform pelo Credit Suisse. Mineradoras também avançam no Reino Unido, seguindo aumento dos preços dos metais. Fresnillo sobe 1,5%, Antofagasta ganham 1,1% e Vedanta Resources tem desempenho 1,6% maior. As empresas petrolíferas também contribuem para o clima positivo em Londres, onde os preços do petróleo avançaram. BP sobe 1,4% e BG Group adiciona 1,4%. A holandesa Shell sobe 0,6%, após a sua subsidiária Shell Exploration and Production disse que comprará a Cove Energy por 1,12 bilhões de libras (1,81 bilhões dólares). As ações da Cove salta 3,7%. Os bancos britânicos seguem a tendência do setor na Europa e Barclays sobe 2,4%, enquanto o Lloyds Banking sobe 1,3%. Contrariando a tendência positiva em Londres, British American Tobacco perde 0,6% depois que o Bank of America Merrill Lynch cortou o stock de comprar para  neutro.




ÍNDICES MUNDIAIS (7h00):

 ÁSIA
Austrália: +0,18%
Nikkei: -0,78%
Hong Kong: +0,26%
Xangai Composite: -0,02%

EUROPA
London - FTSE: +0,53%
Paris Cac 40: +1,20%
Frankfurt - Dax: +0,83%
Madrid IBEX: +1,71%
Milão MIB 40: +2,01%

COMMODITIES
BRENT: -0,08%
WTI: +0,12%
OURO: +0,41%
COBRE: -1,65%
SOJA FUTURO: +0,83%
ALGODÃO FUTURO: -0,30%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,31%
SP500: +0,38%
NASDAQ: +0,49%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: Apple, AT&T, United Technologies, 3M Co., Amgen, Illinois Tool Works, ACE Limited, Norfolk Southern, Reynolds American, Coach, AFLAC, Air Products & Chemicals, Baker Hughes Incorporated, T. Rowe Price Group, PACCAR, Hershey, The McGraw-Hill Companies,  Parker Hannifin Corporation, FMC Technologies,  Western Union Co.

BRASIL: Industrias Romi, Itau Unibanco.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 23 de abril de 2012

SEGUNDA-FEIRA 23/04/2012


AGENDA  DE HOJE :
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:   Industrial New Orders de Junho (números de novos pedidos à indústria na Zona do Euro);
ALEMANHA:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Public Sector Net Borrowing (diferença de valor entre o gasto público e renda durante o mês em questão (receitas menos despesas);
EUA: 10h00 - S&P/Case-Shiller Home Price de fevereiro (mostra a trajetória dos preços das casas nos EUA por meio de uma média móvel trimestral); 11h00 - FHFA - House Price Index de fevereiro (preço cobrado pelas hipotecas às famílias norte-americanas); 11h00 - Consumer Confidence de abril (mede a confiança dos consumidores norte-americanos); 11h00 - New Home Sales de março (número de casas novas com compromisso de venda realizado durante o mês); 1º dia da reunião do Fed para discutir as principais diretrizes econômicas do país.


RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados da Ásia caíram nesta última segunda-feira do mês, depois que a china divulgou dados da atividade manufatureira  de abril, com investidores cautelosos com o resultado das eleições presidenciais francesas e com os próximos eventos econômicos globais. Hang Seng de Hong Kong caiu 1,8%,  Xangai China Composite caiu 0,8%  e  S & P / ASX 200 da Austrália caiu 0,3%. Nikkei do Japão  perdeu 0,2%, Kospi da Coreia do Sul caiu 0,1% e TAIEX de Taiwan caiu 0,4%. Algumas perdas nos mercados asiáticos aumentaram à medida que os mercados europeus abriram caindo no pregão desta segunda-feira, com os investidores reagindo ao resultado da eleição francesa, onde o presidente francês, Nicolas Sarkozy perdeu para o candidato socialista François Hollande, no primeiro turno das eleições presidenciais, gerando preocupações sobre a crise da zona do euro da dívida . Investidores ainda aguardam eventos importantes nesta semana, incluindo  reuniões dos bancos centrais dos EUA e  Japão.  Enquanto isso, os dados preliminares do   HSBC PMI "flash", subiu para 49,1 em abril, a partir de uma leitura de 48,3 em março,  mostrando que a atividade de abriu melhorou em relação aos níveis observados em março, mas permaneceu abaixo do limiar de 50, indicando contração. Segundo o HSBC,  a melhora nas condições nas indústrias, mostram que medidas de atenuação por parte de Pequim já começaram a ter resultado  e deve aliviar as preocupações de uma desaceleração acelerada do crescimento chinês, apesar de que "o ritmo de crescimento tanto na produção como a demanda, continua em um nível baixo num contexto histórico e que o mercado de trabalho ainda está sob pressão e isso requer medidas de flexibilização adicionais nos próximos meses.

RX DA ÁSIA: Promotores imobiliários e setor financeiro chinês recuaram em Hong Kong depois dos dados do HSBC e em meio a preocupações políticas sobre a Europa. China Overseas Land & Investment perdeu 2% em Hong Kong. Nas bolsas do continente, Poly Real Estate caiu 1,6% em Xangai e China Vanke recuou 0,5% em Shenzhen.  No financeiro, o HSBC Holdings caiu 1,8%, China Life Insurance caiu 2,8% e Ping An Insurance Group caiu 3,3% em Hong Kong. Em Xangai, China Life caiu 0,8% e Ping An perdeu 1,8%.  As ações da pesopesado China Mobile perdeu 3% em Hong Kong, depois de relatar um aumento modesto no lucro do primeiro trimestre de lucro. Stocks ligados à recursos naturais também diminuíram após os dados do HSBC. Em Sydney, a produtora de ouro Newcrest Mining caiu 1,6% e BHP Billiton caiu 0,5%. Cockatoo Coal caiu 7,3% depois de anunciar que não vai ter injeção de capital da SK Networks.   Em outros mercados, Inpex caiu 0,2% em Tóquio e Coréia Zinc caiu 1,1% em Seul. Aluminum Corp of China caiu 3,9% e Jiangxi Copper perdeu 1,5% em Hong Kong. Em Xangai, eles perdem 1% e 1,3%, respectivamente.    Alguns fabricantes de aço contrariaram a tendência. JFE Holdings subiu 2,6% em Tóquio, enquanto Posco subiu 1,6% em Seul e BlueScope Steel subiu 1,3% em Sydney. Os ganhos da JFE vieram depois de reportar uma perda líquida no exercício findo em 31 de março, com os investidores focados nos planos de redução de custos da empresa. Posco subiu, apesar de uma queda de 42% no lucro do primeiro trimestre, mas  espera melhoras no segundo trimestre. Os estrategistas do Barclays recomendam exposição ao setor de aço da Ásia, com base nos "primeiros sinais de uma modesta recuperação da demanda na China e elegeram a Posco como sua top pick para o setor siderúrgico. Enquanto isso, um iene mais firme pressionam alguns exportadores em Tóquio. Nikon perdeu 1,8% e Nissan Motor caiu 1%.  As ações da Canon subiu 0,7%, depois que um jornal de negócios disse que o lucro operacional no ano deverá chegar em 20%, devido a fortes vendas de câmeras sistema reflex. Também em alta, ações da Yakult Honsha dispararam 11,7% depois de um boato num jornal de que o grupo francês Danone quer aumentar sua participação na empresa de bebida japonesa.

EUROPA: Os mercados  europeus caem, com perdas acentuadas para os bancos e empresas de recursos empurrando os índices para baixos após dados de produção na China e Europa, enquanto as eleições presidenciais na França, alimentou mais temores de turbulência na zona do euro. A pressão também atinge a Espanha, onde os rendimentos dos títulos subiu acima de 6%. O Stoxx Europe 600 cai 1,9%, após dados mostraram que a atividade econômica na zona euro contraiu em um ritmo mais rápido do que o esperado em abril. O índice PMI caiu para o menor nível em 34 meses para 46,0 em abril, contra uma leitura de 47,7 em março. Uma leitura abaixo de 50 indica contração. Na Espanha, as ações continuaram seu declínio, com o IBEX 35, com forte baixa. BBVA cai 3,4%,  Banco Santander perde 2,74%  e Bankinter cai 4,91%. Os rendimentos dos títulos de 10 anos do governo espanhol sobe 4 pontos base para 6,01%. Um ponto base é um centésimo de um ponto percentual e os rendimentos aumentam à medida que os preços dos títulos caem. O tom negativo introduzidos pela queda na maioria das bolsas asiáticas depois dos dados do PMI da China, divulgado pelo HSBC, influenciaram negativamente as mineradoras, que acompanham a queda nos preços das commodities. Vedanta Resources perde 4,04%, Antofagasta cai 3,23% e Rio Tinto tomba 3,35% e derruba o índice FTSE 100 do Reino Unido, assim como as petrolíferas  BPque  cai 1,90% e BG Group que perde 2,15%, os bancos também estão em declínio. Barclays cai 3,58% e Lloyds Banking perde 3,01%. Na França, os bancos estavam sob pressão depois que o candidato socialista François Hollande bateu o presidente Nicolas Sarkozy na votação da eleição no primeiro turno presidencial no domingo. A dupla vai enfrentar novamente no segundo turno em 6 de maio. Credit Agricole perde 2,51%, BNP Paribas cai 2,77%, enquanto Société Générale cai 1,71%.   O grupo Total cai 1,80%, seguindo a queda dos preços do petróleo.  Na Alemanha, o índice DAX 30 cai com os fabricantes de automóveis entre os maiores decliners no índice. BMW caem 2,6%, enquanto as da Daimler perde 2,5%. BASF cai 2,2%, depois que o presidente-executivo Kurt Bock disse em uma entrevista ao Financial Times que a competitividade global da empresa estariam em risco se a União Europeia muda o regime de comércio, como sinalizado por alguns Estados-Membros. Bancos também pesam sobre o índice alemão. Commerzbank perde 1,75%, enquanto seguradora Allianz cai 2,8%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

 ÁSIA
Austrália: -0,32%
Nikkei: -0,20%
Hong Kong: -1,84%
Xangai Composite: -0,71%

EUROPA
London - FTSE: -1,59%
Paris Cac 40: -1,83%
Frankfurt - Dax: -2,54%
Madrid IBEX: -2,90%
Milão MIB 40: -2,26%

COMMODITIES
BRENT: -0,77%
WTI: -0,49%
OURO: -0,53%
COBRE: -1,65%
SOJA FUTURO: -1,06%
ALGODÃO FUTURO: +0,51%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,87%
SP500: -0,95%
NASDAQ: -0,84%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: ConocoPhillips, Texas Instruments, Eaton Corporation, SunTrust Banks, Ameriprise Financial, Xerox, Roper Industries, Netflix, DR Horton, Hasbro, Zions Bancorp.
BRASIL: Bradesco, M.DiasBranco, Usiminas.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 20 de abril de 2012

SEXTA-FEIRA 20/04/2012


AGENDA  DE HOJE :
EUA:
9h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego),
11h00 - Leading Indicators de março,que compreende vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção);
11h00 - Existing Home Sales de março (mede as vendas de casas usadas no país);
11h00 - Philadelphia Fed Index de abril (mede a atividade industrial no estado).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:  Flash Manufacturing PMI (atividade industrial), Flash Services PMI (nível de atividade econômica no setor de serviços);
ALEMANHA: German Flash Manufacturing PMI (atividade industrial), German Flash Services PMI (nível de atividade econômica no setor de serviços).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.


RESUMO DA MADRUGADA:  As principais bolsas asiáticas perderam terreno nesta sexta-feira, com investidores seguindo as bolsas dos EUA, com destaque de queda para ações de tecnologia, apesar das medidas monetária ajudarem a sustentar as bolsas da China. Kospi da Coreia do Sul  liderou a queda na região com uma perda de 1,3%, devido ao balanço pobre da pesopesada LG Chem. Em Tóquio, o Nikkei  caiu 0,3%. Na China, no entanto, o Xangai Composite   terminou com um ganho de 1,2%, enquanto Hang Seng de Hong Kong subiu 0,1%. S & P / ASX 200  da Austrália  ganhou 0,1%.  Analistas acreditam que os mercados asiáticos, apesar de terem influência de alguns fatores desfavoráveis de curto prazo, estes estão se estabilizando e a flexibilização da política monetária está a caminho. A Índia já reduziu as taxas e a China ainda está indo para a flexibilização da política. Mercados asiáticos, assim como um todo, irão entrar em uma recuperação nas próximas semanas ". Ações nos EUA teve um segundo dia consecutivo de perdas. As reivindicações de desemprego e problemas da dívida da Europa lançaram dúvidas sobre os mercados e espera-se por um provavel QE3 (quantitative easy 3).

RX DA ÁSIA: A fraqueza das techs norte-americanas, com destaque de quedas acentuadas para a Apple Inc. e EMC Corp. pesou sobre o setor de tecnologia japonês.   Toshiba  caiu 2,4%, Advantest Corp. foi negociado abaixo de 0,3% e Fujitsu terminou em baixa em 2,5%.   O mercado coreano também sentiu o peso das perdas das ações de tecnologia. A gigante de semicondutores Samsung Electronics caiu 1,9%, a LG Electronics perdeu 1,5% e Hynix SK   perdeu 4%.  LG Chem  caiu 9,2% em Seul, depois de apresentar um lucro líquido de 42% no primeiro trimestre, abaixo da expectativa de mercado, em comparação com o período do ano passado. Honam Petrochemical Corp caiu 8,3%.  Em Hong Kong, a empresa de Internet Tencent Holdings  caiu 1,4%, enquanto as ações da Foxconn International Holdings caiu 2,7%.    Empresas do setor financeiro listadas em Hong Kong recuperaram parte da fraqueza início do pregão. Bank of Communications caiu 0,5% e Bank of China  terminou plana, com ambos os bancos devendo reportar balanços na semana que vem.  Seguradora AIA praticamente zerou, depois de reportar fortes dados operacionais referentes ao primeiro trimestre.  Entre as empresas asiáticas de energia e commodities, a gigante petrolífera CNOOC caiu 0,6% e Jiangxi Copper perdeu 0,9% em Hong Kong.    JFE Holdings do Japão  perdeu 3,3% em Tóquio, depois de um relatório dizendo que asiderúrgica planeja aumentar o seus investimentos de três anos em 25%.  Na Austrália, as mineradoras caíam no início, mas recuperaram terreno. Fortescue Metals   caiu 1,1% e BHP Billiton terminou inalterado, no entanto, a Oil Search saltou 5,7% depois que a empresa disse que encontrou mais gás em Papua,  Nova Guiné.

EUROPA:     Os mercados europeus avançam em uma sessão agitada, liderada por bancos, após uma surpresa nos dados  do IFO alemão, levantou ações  a recuperarem das perdas anteriores, enquanto as empresas de petróleo pesam sobre os índices.  Stoxx Europe 600  sobe 0,3%.  O alemão DAX 30 está entre os melhores, entre os principais índices, depois que o índice Ifo de Munique,  subiu inesperadamente para 109,9 em abril. Commerzbank sobe  2% e Deutsche Bank sobe 2,1%.  A empresa química BASF sobe 1,2%, depois do JP Morgan Cazenove elevar o preço-alvo de suas ações de € 57, para  € 61 por ação.  Ações espanholas também recuperaram, após o  IBEX 35 fechar abaixo da marca de 7.000 pela primeira vez em três anos na quinta-feira.  BBVA sobe 1,7% e Bankinter é negociado 1,2% maior. Na França, o índice CAC 40 sobe, também apoiada nos bancos.  Société Générale sobe 3,3%, Credit Agricole adiciona 3,4% e BNP Paribas tem alta de 3,5%. Os bancos também estão em ascensão no Reino Unido. Lloyds Banking  avança 2% e Standard Chartered sobe  0,8%. As empresas petrolíferas pesam no índice. BG Group  perde 0,9% e BP cai 1,2%.
O índice FTSE 100 avança, com BHP Billiton subindo 1% e Rio Tinto em alta de 0.53%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

 ÁSIA
Austrália: +0,09%
Nikkei: -0,28%
Hong Kong: +0,07
Xangai Composite: +1,17%

EUROPA
London - FTSE: +0,31%
Paris Cac 40: +0,68%
Frankfurt - Dax: +1,01%
Madrid IBEX: +1,45%
Milão MIB 40: +1,11%

COMMODITIES
BRENT: +0,71%
WTI: +0,28%
OURO: -0,18%
COBRE: +0,53%
SOJA FUTURO: +0,28%
ALGODÃO FUTURO: -0,58%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,45%
SP500: +0,44%
NASDAQ: +0,44

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: General Electric Company, McDonald's, Schlumberger Limited, Honeywell International, Gilead Sciences, Kimberly-Clark, American Electric Power, Ingersoll-Rand.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 19 de abril de 2012

QUINTA-FEIRA 19/04/2012

AGENDA DE HOJE :
EUA:
9h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego),
11h00 - Leading Indicators de março,que compreende vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção);
11h00 - Existing Home Sales de março (mede as vendas de casas usadas no país);
11h00 - Philadelphia Fed Index de abril (mede a atividade industrial no estado).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: o está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: German PPI (indice de inflação); German Ifo Business Climate (estudos com 7000 empresas, entre elas indústrias, construtores, atacadistas e varejistas da Alemanha para determinar o sentimento dos negócios e as condições na zona euro).
REINO UNIDO: Retail Sales de Fevereiro (números de vendas no varejo britânico).
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.

RESUMO DA MADRUGADA: Desempenho misto nos mercados asiáticos. Nikkei do Japão recuou 0,8%, Kospi da Coreia do Sul caiu 0,2% e o Xangai Composite fechou em queda de 0,09%. No lado positivo, Hang Seng de Hong Kong subiu 1% e S & P / ASX 200 da Austrália avançou 0,3%. As ações européias caíram ontem, após a notícia de um aumento dos empréstimos ruins na Espanha. Ações dos Estados Unidos fecharam em baixa.

RX DA ÁSIA: Exportadores com grande exposição na Europa, como a empresa de vestuário Esprit Holdings caiu 1,2% em Hong Kong e Honda Motor desceu 0,9% em Tóquio. Empresas de energia japonesas caíram, depois que os preços do petróleo ficou abaixo de 103 dólares por barril em Nova York, seguindo dados que mostraram que o estoque de petróleo subiu mais do que o esperado na semana. As ações da JX Holdings e Inpex perderam 0,8% cada, mas em Hong Kong subiram. CNOOC valorizou 1,6%, China Petroleum & Chemical subiu 1,7% e PetroChina subiu 1,2%. Na Austrália também houve valorização, impulsionado por relatórios de produção. Woodside Petroleum subiu 1,4% e Santos subiu 0,3%, depois de reportar ganhos de receita na casa de 20% e 50%, respectivamente. BHP Billiton subiu 1,1%, enquanto Rio Tinto subiu 0,2%. No mercado sul coreano, techs caíram, seguindo as perdas do setor nos Estados Unidos. LG Electronics caiu 2,5%, embora a pesada Samsung Electronics tenha conseguido um aumento de 1,1%. No setor de tecnologia japonês, Hitachi ganhou 2,5% depois que um jornal informou que a empresa estaria ajudando a Rússia a melhorar a sua rede elétrica. Nippon Sheet Glass caiu 6,9% após seu CEO se demitir por razões estratégicos.

EUROPA: Os mercados de ações europeus abriram em alta, com destaque de alta para os fabricantes de medicamentos, mas diminuem seus lucros com o resultado dos leilões da Espanha, enquanto os investidores ficam de olho nos leilões da França. O Stoxx Europe 600 sobe 05%, revertendo a queda de 0,7% do dia anterior. Os fabricantes de medicamentos lideram a alta no índice pan-europeu. A Comissão Europeia aprovou a aquisição da Synthes Inc., uma empresa médica de aprelhos ortopédicos pela Johnson & Johnson. A empresa farmacêutica suíça Roche Holding sobe 1,2%, após anunciar que não irá melhorar a oferta pela empresa de diagnóstico americana Illumina Inc. Novo Nordisk sobe 1,5%. Sanofi da França sobe 1,6%, ajudando a levantar o índice CAC 40. Peugeot sobe 2,4%. Mais tarde, o governo francês vai tentar vender títulos da dívida. IBEX da Espanha 35 apaga os ganhos iniciais e cai após os leilões. O governo espanhol vendeu 2,54 bilhões de euros (US $ 3,3 bilhões) em vencimentos de 2 anos e 10 anos, com rendimentos de títulos de 10 anos subindo 5,74%, a partir de 5,40% em um leilão anterior. No mercado secundário, os rendimentos dos títulos de 10 anos do governo espanhol subiu 2 pontos base para 5,87%, de acordo com TradeWeb. BBVA e o Banco Santander caem 1% cada. O índice FTSE 100 do Reino Unido sobe, ajudada pelas empresas petrolíferas, seguindo o aumento dos preços do petróleo, revertendo parcialmente as perdas do dia anterior. BP sobe 0,8% e Tullow Oil avança 2%. Os bancos também sustentam o índice. HSBC Holdings sobe 0,7%, Lloyds Banking avança 0,67% e Barclays sobe 0,75%. BHP Billiton sobe 1,3%, Kazakhmys adiciona 1,5% e Evraz avança 1,3%. Anglo American sobe 0,9% depois de ter dito que a produção de minério de ferro saltou 17% para 11,7 milhões de toneladas no primeiro trimestre, devido à aceleração da produção da mina de Kolomela no Amapá. Stocks alemães também sustentam o DAX 30 na banda superior. Beiersdorf sobe 1,73%, depois que Exane BNP Paribas reclassificou a empresa de cosméticos de neutro para outperform. Em outros mercados, Nordea Bank sobe 1,9%, após Nomura elevar o papel de reduzir para neutro.

LEILÃO DE TÍTULOS DA FRANÇA: A França vendeu 7,97 bilhões de euros (US $ 10,5 bilhões) de títulos do governo, perto da máxima prevista entre 7 a 8 bilhões de euros. Agência francesa vendeu 3,55 bilhões de euros em notas com vencimento em 2014 com um rendimento de 0,85%, enquanto a venda de papeis com vencimento de 2017, apurou 2,7 bilhões de euros e produziu um rendimento de 1,83%. A venda de títulos com vencimento em 2015 foi de 1,73 bilhões de euros, produzindo um rendimento de 1,06%.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h42):

ÁSIA
Austrália: +0,32%
Nikkei: -0,82%
Hong Kong: +1,02%
Xangai Composite: -0,09%

EUROPA
London - FTSE: +0,55%
Paris Cac 40: +0,68%
Frankfurt - Dax: +0,49%
Madrid IBEX: -0,09%
Milão MIB 40: +0,26%

COMMODITIES
BRENT: +0,71%
WTI: +0,28%
OURO: -0,01%
COBRE: +0,59%
SOJA FUTURO: +0,95%
ALGODÃO FUTURO: +1,10%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,52%
SP500: +0,54%
NASDAQ: +0,65%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: Microsoft Corporation, Philip Morris International, Verizon Communications, Bank of America Corporation, EMC Corporation, Unitedhealth Group, Union Pacific Corporation, E. I. du Pont de Nemours and Company, Danaher Corp., Freeport-McMoRan Copper & Gold, Morgan Stanley, Baxter International, Capital One Financial, The Travelers Companies, BB&T Corporation, The Chubb Corporation, PPG Industries, Chipotle Mexican Grill, Nucor Corporation, Fifth Third Bancorp.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 18 de abril de 2012

QUARTA-FEIRA 18/04/2012

AGENDA DE HOJE :
EUA:
11h30 - estoque de petróleo norte-americano.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Consumer Confidence de Março (nível de confiança do consumidor na Zona do Euro).
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 9h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), 11h00 - Leading Indicators de março,que compreende vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção); 11h00 - Existing Home Sales de março (mede as vendas de casas usadas no país);11h00 - Philadelphia Fed Index de abril (mede a atividade industrial no estado).

RESUMO DA MADRUGADA: As bolsas asiáticas seguiram os sólidos ganhos em Wall Street e fecharam em alta, com os investidores comemorando a forte demanda no leilão de títulos espanhóis, bem como um aumento surpresa no indicador de sentimento econômico alemão. Relatórios de lucros melhores do que o esperado do Goldman Sachs, Coca-Cola e Intel também estimularam as ações regionais . Liderando benchmarks asiáticos, o Nikkei do Japão subiu 2,1%, com o recuo do iene favorecendo setor exportador. Xangai China Composite subiu 2%, Hang Seng de Hong Kong subiu 1,1%, S & P / ASX 200 da Austrália subiu 1,4%, Kospi da Coreia do Sul acrescentou 1%, TAIEX de Taiwan ganhou 0,3%. Os ganhos da região vieram mesmo após uma pesquisa do Bank of America Merrill Lynch descobrir que os investidores estão menos otimistas sobre o crescimento global e que os mesmos irão manter cautela durante todo o segundo trimestre.

RX DA ÁSIA: Os destaques ficaram por conta das ações do setor financeiros e de commodities. Mitsubishi UFJ Financial Group subiu 2,9% em Tóquio, Macquarie Group subiu 2,2% em Sydney, HSBC Holdings subiu 1,9% em Hong Kong e Samsung Securities avançou 2,2% em Seul. Entre as ações de recursos, a siderúrgica JFE Holdings saltou de 3% e Pacific Metals disparou 5% em Tóquio, a principal empresa de energia chinesa CNOOC subiu 3,3% em Hong Kong, enquanto a produtora de ouro Zijn Mining subiu 1,7% em Hong Kong e 3,1% em Xangai. Em Sydney, a mineradora BHP Billiton saltou 2,8% depois de reportar um aumento de 14% na produção de minério de ferro do terceiro trimestre, em comparação com o mesmo período de um ano atrás, em linha com as expectativas do mercado. Tanto a BHP e Rio Tinto têm mostrado uma capacidade de compensar os preços mais baixos de minério de ferro com o aumento da produção. Rio Tinto ganhou 2,9%. Exportadores japoneses subiram com o iene enfraquecido frente ao dólar e ao euro. Nissan Motor saltou 4,2%, enquanto a Honda Motor subiu 3,9%. Ações de tecnologia subiram em toda a região depois da forte alta nas ações da Apple Inc., ajudando a alta do Nasdaq Composite. Em Tóquio, Canon subiu 3,2% e Toshiba ganharam 2,7%, enquanto a Samsung Electronics saltou de 3,5% em Seul. Promotores imobiliários subiram fortemente no continente chinês em meio a esperanças de novas medidas de apoio por parte de Pequim. Poly Real Estate Group saltou 4,7% em Xangai e China Vanke ganhou 3,2% em Shenzhen, mas em Hong Kong o setor caiu, após dados mostrarem que os preços das casas caíram em março na maioria das cidades pesquisadas pelo Departamento Nacional de Estatísticas. China Overseas Land & Investment caiu 0,1%, enquanto China Resources Land caiu 1,6%.

EUROPA: Os mercados europeus caem no início do pregão desta quarta-feira. O Stoxx Europe 600 cai 0,35%, após um ganho de 2% na sessão anterior, impulsionado por um rali do setor financeiro e os sinais positivos na economia global. Destaque para o índice IBEX 35 que cai 2,60%. As ações do Banco Santander perde 1,87%, após um ganho de mais de 3% no dia anterior. O Banco da Espanha disse que os empréstimos ruins dos bancos espanhóis atingiu em fevereiro o maior nível em 18 anos. Ainda na Espanha, as ações da empresa de construção Actividades de Construccion y Servicios vendeu uma participação de 3,69% para a Iberdrola. Ações da ACS afundou 5,8% e Iberdrola perdeu quase 7%. Entre os pesopesados ​​na Europa, as ações da Siemens sobem 1,22%, mesmo após um relatório do Financial Times Deutschland dizendo que a empresa vai acabar com a sua meta de lucro do ano, devido a dificuldades dos negócio no setor eólico. O alemão DAX 30 cai. Várias empresas divulgaram seus balanços. Ações da empresa de chips e equipamentos ASML Holding cai 2,8% depois que o lucro líquido no primeiro trimestre caiu, embora espera vendas estáveis ​​nos próximos dois trimestres. O grupo Heineken salta 4% após a confirmação de sua previsão de crescimento para este ano, assim como relatou um aumento no lucro líquido do primeiro trimestre. A empresa de artigos de luxo LVMH Moet Hennessy, do grupo Louis Vuitton cai 1%, mesmo após anunciar que as vendas do primeiro trimestre subiram 25% em meio a demanda por bolsas, bebidas e relógios caros. A rival Burberry sobe 0,05%, após expectativas otimistas para as vendas nosegundo semestre e que o boom no setor de bens de luxo pode ser mantida. O francês CAC-40 cai, arrastada pelo setor automobilístico. Peugeot cai 3,06% e Societe Generale cai 2.61% e Credit Agricole perde 2,58%. O índice FTSE 100 do Reino Unido também cai. Ações de mineradoras limitam a queda.Fresnillo salta 2,99%, depois que anunciou que a produção do ouro no primeiro trimestre de ouro superou as expectativas. BHP Billiton sobe 1,69% e Rio Tinto sobe 0,95%. As petrolíferas BG Group cai 0,32%, BP perde 0,91% e Shell perde 1,08%. Os bancos Barclays cai 1,13%, HSBC Holdings cai 0.07%, Lloyds Banking cai 1,11% e Royal Bank of Scotland perde 0,63%. Em Frankfurt, Vestas Wind Systems perde 3.37% e Thyssen Krupp sobe 2.81%, mas DAX 30 cai.

DADOS DA EUROPA: Taxa de desemprego do Reino Unido cai para 8,3%, abaixo da leitura anterior de 8,4% e da expectativa de 8,4%.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h50):

ÁSIA
Austrália: +1,37%
Nikkei: +2,14%
Hong Kong: +1,06%
Xangai Composite: +2,00%

EUROPA
London - FTSE: -0,03%
Paris Cac 40: -0,96%
Frankfurt - Dax: -0,34%
Madrid IBEX: -2,33%
Milão MIB 40: -1,37%

COMMODITIES
BRENT: -0,81%
WTI: -0,12%
OURO: -0,34%
COBRE: +0,09%
SOJA FUTURO: -0,79%
ALGODÃO FUTURO: +1,03%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,03%
SP500: -0,03%
NASDAQ: -0,03%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: QUALCOMM, Abbott Laboratories, American Express Company, eBay, BlackRock, Yum! Brands, PNC Financial Services, Halliburton Company, The Bank of New York Mellon, Progressive, Stanley Black & Decker, Marriott International, St. Jude Medical, Motorola Mobility Holdings, Dover Corp., F5 Networks, Amphenol Corporation, Quest Diagnostics, Noble, Textron.

BRASIL: Redecard.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 17 de abril de 2012

TERÇA-FEIRA 17/04/2012

AGENDA DE HOJE :
EUA:
9h30 - Housing Starts (número de casas que começaram a ser construídas) e Building Permits (autorizações para a construção de imóveis foram concedidas), ambos de março;
10h15 - Industrial Production (produção industrial) e pelo Capacity Utilization (capacidade utilizada), ambos de março.
EUROPA: 9H30 - Discurso do Presidente do BCE, Mario Draghi.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Current Account de Fevereiro (saldo da conta corrente na Zona do Euro); Construction Output de Janeiro (dados sobre a atividade da indústria de construção na Zona do Euro, tanto no setor público como privado).
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Minuta da Reunião de Política Monetária do BoE de Abril (ata da última reunião do BoE, quando manteve a taxa básica de juros em 0,50%); ILO Unemployment Rate de Fevereiro (taxa de desemprego divulgada pelo National Statistics - um dos principais indicadores da economia britânica).
BRASIL: Vencimento de opções sobre os contratos futuros do Ibovespa, vencimento de opções sobre o índice e vencimento de contratos futuros do Ibovespa.
EUA: 11h30 - estoque de petróleo norte-americano.

RESUMO DA MADRUGADA: As bolsas asiáticas fecharam em queda nesta terça-feira em meio a preocupações persistentes com a dívida da Espanha e com ações tanto no continente chinês, quanto em Hong Kong em queda após dados mostrando que o investimento direto estrangeiro continua a diminuir. Hang Seng de Hong Kong perdeu 0,2% e Xangai China Composite contraiu 0,9%. TAIEX de Taiwan perdeu 1,9%, depois que ações de tecnologia levou uma surra, na sequência da queda na Nasdaq. S & P / ASX 200 da Austrália caiu 0,3%, Kospi da Coreia do Sul caiu 0,4% e Nikkei do Japão caiu 0,06%. O investimento estrangeiro direto na China caiu 6,1% em março em comparação ao mesmo período do ano anterior, refletindo o impacto da crise da dívida na Europa e desaceleração do crescimento econômico chinês. O Banco Central da Índia surpreendeu os investidores com um corte das taxas de juros maior do que o esperado, reduzindo 50 pontos-base, ou meio ponto percentual, para 8% a partir de 8,5%. Economistas esperavam um corte de 25 pontos-base. O Sensex que operava no negativo, saltou 1 %. A economia da Índia cresceu 6,1% no trimestre encerrado em dezembro, seu ritmo mais lento em mais de dois anos.

RX DA ÁSIA: Os bancos chineses estão entre os destaques de queda. China Construction Bank caiu 1,1% e Bank of Communications caiu 0,2% em Xangai. Em Hong Kong, CCB perdeu 2%, enquanto BoCom terminou plana. Ações de companhias aéreas chinesas estenderam a queda após China Southern Airlines e China Eastern Airlines emitirem alertas de lucro recentemente. China Southern caiu 1,5% e China Eastern perdeu 1,9% em Xangai e em Hong Kong, caiu 3,5% e 3,9%, respectivamente. As ações da mineradora SouthGobi Resources caiu 10% em Hong Kong após a companhia anunciar a renuncia de seus auditores da Deloitte & Touche LLP, que o governo da Mongólia solicitou à empresa para suspender a atividade de exploração no país e que existe uma proposta da Aluminum Corp of China ou Chalco para aquisição da empresa. Chalco caiu 1,6% em Hong Kong e 1% em Xangai. Problemas com os títulos espanhois, gera um euro mais fraco e empresas com forte exposição na Europa, tais como a empresa de confecção Esprit Holdings, que tem uma grande operação na Alemanha e recebe uma grande parte das receitas em euros, deverão ter uma queda nos lucros. As ações da Esprit caíram 1,2% em Hong Kong. O iene também sofre com as preocupações vindas da Europa. As montadoras estavam entre os exportadores japoneses que terminaram o dia em queda. Honda Motor caiu 1,9% e Toyota Motor caiu 0,9%. Ações de mineradoras perderam terreno na Austrália,. Rio Tinto deslizou 0,8% depois de informar um modesto aumento de 2% no embarque de minério de ferro e uma queda acentuada na produção de cobre no primeiro trimestre. A rival BHP Billiton perdeu 0,5%. No campo positivo, as ações da Toshiba Tec Corp saltaram 6,9%, após uma reportagem dizendo que iria comprar IBM Corp para expandir suas vendas no varejo. A IBM é líder mundial no mercado global de terminais POS, que abrange caixas registradoras e outros dispositivos POS.

EUROPA: Os mercados europeus ampliam os ganhos nesta terça-feira depois que o índice ZEW do sentimento do investidor alemão mostrou um aumento inesperado em Abril, pelo quinto mês consecutivo. O indicador, que mede as expectativas entre os profissionais de investimentos alemães para os próximos seis meses, subiu de 22,3, para para 23,4 em março, contra expectativa de um declínio para 20,0. O Stoxx Europe 600 sobe 0,9%, com ações da Repsol YPF caíndo 8%. Na segunda-feira, a Argentina anunciou que quer nacionalizar a YPF, na qual a Repsol tem participação majoritária. IBEX da Espanha 35 opera em alta. Os bancos lideram a alta em toda a Europa. O setor tem sido castigada com as preocupações ao longo da zona do euro, particularmente em torno Espanha. . As ações do Carrefour sobe 2,7% e ING Groep tem alta de 2,7% após atualizações de seus papéis. As ações da Danone sobe 1,96%, ajudando a impulsionar o CAC 40. No Reino Unido, as ações da Burberry cai 4,3% e Marks & Spencer tem queda de 2,8%. As ações da Afren sobem 10%, após notícias de uma descoberta de petróleo no Curdistão. O índice FTSE 100 do Reino Unido e o alemão DAX 30 operam em alta como toda a Europa.

DADOS DA EUROPA: A taxa anual de inflação na zona do euro ficou em 2,7% em março, inalterada face ao mês anterior, mas revisou para cima a partir de uma estimativa preliminar de 2,6%. A meta do Banco Central Europeu é de uma inflação anual é um pouco abaixo de 2% e disse que espera que a inflação permaneça acima da meta em 2012, devido em parte aos preços crescentes da energia. O ritmo da inflação na Grã-Bretanha acelerou para 3,5% em março, contra 3,4% no mês anterior. Em uma base mensal, a inflação subiu 0,3%. Os economistas tinham previsto um aumento de 0,3% mensal e uma leitura de 3,4% anual. A meta de inflação do Banco da Inglaterra é de 2%.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h50):

ÁSIA
Austrália: -0,32%
Nikkei: -0,06%
Hong Kong: -0,23%
Xangai Composite: -0,12%

EUROPA
London - FTSE: +0,90%
Paris Cac 40: +1,62%
Frankfurt - Dax: +1,23%
Madrid IBEX: +1,53%
Milão MIB 40: +2,61%

COMMODITIES
BRENT: +0,57%
WTI: +0,36%
OURO: +0,17%
COBRE: -0,39%
SOJA FUTURO: +0,59%
ALGODÃO FUTURO: +0,17%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,41%
SP500: +0,52%
NASDAQ: +0,39%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: International Business Machines (IBM), Johnson & Johnson, Coca-Cola Company, Intel Corporation, U.S. Bancorp, Goldman Sachs, CSX , Intuitive Surgical, State Street, Stryker, Yahoo!, Omnicom, Northern Trust Corporation , Forest Laboratories, Linear Technology, Comerica Incorporated.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 16 de abril de 2012

SEGUNDA-FEIRA 16/04/2012

AGENDA DE HOJE :
BRASIL: Vencimento de opções sobre ações negociadas na BM&FBovespa.
EUA:
9h30 - Retail Sales de março (mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços) e Retail Sales ex-auto (ignora as vendas de automóveis);
9h30 - NY Empire State Index de abril (mede a atividade manufatureira no estado);
10h00 - Treasury International Capital de fevereiro (demanda estrangeira por títulos e ativos norte-americanos);
11h00 - Business Inventories de fevereiro (nível de vendas e de estoques das indústrias, além dos setores de atacado e varejo).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Consumer Price Index (CPI) de Março (indicador mensal da inflação ao consumidor europeu); ZEW Survey – Economic Sentiment de Abril (sentimento do investidor institucional na Zona do Euro); .
ALEMANHA: ZEW Survey – Economic Sentiment de Abril (sentimento no longo prazo do investidor institucional na Alemanha); ZEW Survey – Current Situation de Abril (sentimento atual do investidor institucional na Alemanha).
REINO UNIDO: Consumer Price Index (CPI) de Março (indicador mensal da inflação ao consumidor britânico).
EUA: 9h30 - Housing Starts (número de casas que começaram a ser construídas) e Building Permits (autorizações para a construção de imóveis foram concedidas), ambos de março; 10h15 - Industrial Production (produção industrial) e pelo Capacity Utilization (capacidade utilizada), ambos de março.

RESUMO DA MADRUGADA: As bolsas asiáticas caíram nesta segunda-feira, com um salto nos custos de empréstimos espanhóis, mantendo os problemas fiscais europeus em foco. Preocupações sobre a Europa superaram o anúncio feito pelo Banco Popular da China no fim de semana, que dobrararam a banda de negociação diária da cotação do yuan em relação ao dólar, de 0,5% para 1%, empurrando moedas como o iene e o dólar para cima e prejudicando os preços das commodities. Nikkei do Japão caiu 1,7%, Kospi da Coreia do Sul caiu 0,8%, S& P / ASX 200 da Austrália caiu 0,5% e TAIEX de Taiwan deslizou 0,8%. Hang Seng de Hong Kong perdeu 0,4%, enquanto Xangai China Composite saiu relativamente melhor, deslizando apenas 0,1%. Segundo um analista, o movimento do Banco Central chinês era amplamente esperado e é um voto de confiança, onde mostra que as principais reformas financeiras estão em andamento e que a flexibilidade da moeda foi positivo para os mercados de ações, tornando mais fácil para os dirigentes políticos equilibrar o crescimento e os riscos de inflação. A inflação na Índia desacelerou menos que o esperado em março. O índice de preços no atacado subiu 6,89% em março ante o ano anterior, em comparação com o aumento de 6,95% de fevereiro e a expectativa esperada era de uma desaceleração de 6,65% em março. No entanto, a inflação para os produtos manufaturados, que é o principal componente do índice, desacelerou 4,87% em março, contra 5,75% em fevereiro. Com o abrandamento do crescimento nos últimos meses, espera-se que o RBI corte a taxa de empréstimo em 0,25%, para 8,25% na terça-feira. A Bolsa de Bombay, o Sensex subiu 0,2%.

RX DA ÁSIA: Muitos bancos caíram forte, na sequência de uma liquidação no setor financeiro global na sexta-feira. Mitsubishi UFJ Financial caiu 3,5% e Sumitomo Mitsui Financial perdeu 3% em Tóquio, KB Financial perdeu 2,2% em Seul, enquanto o HSBC Holdings caiu 1,4% e Bank of China caiu 1,2% em Hong Kong. Exportadores japoneses foram pressionados pelo aumento do iene. Canon perdeu2,4%, Honda Motor perdeu 2% e Fanuc caiu 2,7%. Stocks vinculados a commodities também diminuíram, com o dólar mais firme, arrastando futuros das commodities na sexta-feira, depois que China relatou números mais fraco do que o esperado do crescimento econômico. Rio Tinto caiu 1,2% e Newcrest Mining perdeu 2,7% em Sydney, enquanto em Tóquio, Inpex caiu 1,3% e a empresa Marubeni derrapou 4,8%. As ações da Jiangxi Copper caiu 1,3% e Aluminum Corp of China perdeu 0,6% em Xangai e em Hong Kong as ações caíram 0,9% e 0,8%, respectivamente. Ações de companhias aéreas chinesas caíram, após a China Eastern Airlines e China Southern Airlines, divulgaram alertas de lucro na semana passada. Em Hong Kong, China Eastern caiu 4,9%, China Southern caiu 2,8% e Air China perdeu 2,6%. Em Xangai, caíram 0,5%, 1,7% e 0,3%, respectivamente. Várias empresas de transporte também foram atingidos por preocupações sobre o panorama econômico global. Mitsui OSK Lines caiu 4,1% e Nippon Yusen caiu 2,5% em Tóquio, STX Pan Ocean caiu 0,6% em Seul e China Cosco Holdings caiu 2,8% em Hong Kong e 0,8% em Xangai.

EUROPA: Os mercados de ações europeus sobem nesta segunda-feira, com os rendimentos dos títulos espanhóis de 10 anos subindo 16 pontos base, para 6% e os rendimentos dos títulos de 10 anos da Itália, subindo 15 pontos base, para 5,6% e com os bancos sob pressão em meio às preocupações de um possível rebaixamento. Na sexta-feira, MOODY'S INVESTORS SERVICE postergou um plano para revisar mais de 100 bancos europeus até maio e disse que está "tomando uma abordagem adequada deliberada durante este processo de revisão e será concluída quando as informações relevantes forem devidamente recebidas e analisadas". O índice IBEX-35 cai, com os bancos sob pressão. JP Morgan Cazenove elevou o setor energético para overweight, dizendo que os ganhos do primeiro trimestre provavelmente será melhor e que o setor teve o segundo pior desempenho no acumulado do ano, em particular no mês passado e que este é um bom ponto de entrada. O francês CAC 40 sobe, ajudado por ganhos para Total. Os bancos estavam em declínio em Paris. BNP Paribas cai 2,5% e Credit Agricole perde 2%. Em Frankfurt, DAX 30 sobe, enquanto as ações do Commerzbank cai 1,5% e SAP perde quase 1,8%. O índice FTSE 100 do Reino Unido, apoiando por ganhos para o setor energético. BP e Shell sobem 1,5% e 0,6%, respectivamente. As ações da BG Group sobe 1%. O grupo confirmou na semana passada que está em conversações com a distribuidora Cosan, parceira brasileira da holandesa Shell, para vender sua participação de 60%. Ações de mineradoras também sobem. Rio Tinto sobe 0,97%. As ações da International Power saltam mais de 3% após anunciar que aceitou uma oferta da GDF Suez, por uma fatia de 30%. Do lado decrescente, os bancos caem, em meio a preocupações contínuas na zona do euro sobre problemas fiscais e econômicos da Espanha. Lloyds Banking cai 4,8%, Royal Bank of Scotland perde 2,63% e Barclays cai 1,93%.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h50):

ÁSIA
Austrália: -0,48%
Nikkei: -1,74%
Hong Kong: -0,44%
Xangai Composite: -0,12%

EUROPA
London - FTSE: +0,66%
Paris Cac 40: +0,76%
Frankfurt - Dax: +0,70%
Madrid IBEX: -0,22%
Milão MIB 40:+0,61%

COMMODITIES
BRENT: -1,05%
WTI: -0,35%
OURO: -1,04%
COBRE: -0,50%
SOJA FUTURO: -0,48%
ALGODÃO FUTURO: -0,90%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,32%
SP500: +0,34%
NASDAQ: +0,30%

RESULTADO CORPORATIVO:
EUA: Citigroup, The Charles Schwab Corporation, Mattel, M&T Bank Corporation, Gannett.
BRASIL: Localiza.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 13 de abril de 2012

SEXTA-FEIRA 13/04/2012

AGENDA DE HOJE :
EUA:
9h30 - CPI - Consumer Price Index (Indicador mensal da inflação ao consumidor dos Estados Unidos) e de seu núcleo Core CPI (mensura os preços ao consumidor, com exceção dos custos relativos à alimentação e energia), ambos de março;
10h55 - Preliminar do Michigan Sentiment de abril (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana).
14h00 - Discurso do Presidente do Fed, Ben Bernanke

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Trade Balance (saldo mensal da balança comercial).
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 9h30 - Retail Sales de março (mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços) e Retail Sales ex-auto (ignora as vendas de automóveis); 9h30 - NY Empire State Index de abril (mede a atividade manufatureira no estado); 10h00 - Treasury International Capital de fevereiro (demanda estrangeira por títulos e ativos norte-americanos); 11h00 - Business Inventories de fevereiro (nível de vendas e de estoques das indústrias, além dos setores de atacado e varejo).


RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados da Ásia apararam parte dos ganhos iniciais, mas acabou em território positivo nesta sexta-feira, após dados mostrando que a economia da China esfriou mais que o esperado no primeiro trimestre, provocando expectativa de que o governo lance novas medidas de flexibilização monetária de apoio à economia chinesa. Hang Seng de Hong Kong subiu 1,8% e Nikkei do Japão adicionou 1,2%, enquanto S & P / ASX 200 da Austrália subiu 1% e Kospi da Coreia do Sul aumentou 1,1%. Xangai Composite da China subiu 0,4%. O PIB chinês subiu 8,1% no primeiro trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado e ficou aquém da expansão de 8,5%, esperado pelos economistas consultados pela FactSet Research. O PIB no quarto trimestre de 2011 registrou um aumento de 8,9%. O lançamento do foguete da Coreia do Norte, na verdade um "Taepodong-2", um míssil balístico intercontinental de alcance entre 6.000 e 9.000 km, nesta manhã de sexta fracassou depois que ele supostamente se desfez logo após a decolagem, segundo o comando da defesa aérea americana (Norad). Indicações iniciais afirmam que o primeiro estágio do míssil caiu no oceano a 165 km a oeste de Seul, Coreia do Sul. Os demais estágios falharam e nenhum destroço caiu em terra", completou e em nenhum momento o míssil ou os destroços representaram uma ameaça, segundo o órgão americano.

RX DA ÁSIA: Ações sul-coreanos recuperaram-se da fraqueza da sessão anterior, com as empresas de transporte entre os principais ganhadores. Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering subiu 5,9% e Samsung Engineering avançou 5,5%. O Banco da Coreia manteve as taxas de juros em 3,25% pelo décimo mês consecutivo, como o esperado pelo mercado. Em Hong Kong, as empresas do setor financeiro e propriedade recuperaram. Banco Agrícola da China saltou 6% e Ping An Insurance subiu 4,3%. China Overseas Land & Investment subiu 2,4% e China Resources Land subiu 5,5%. As ações da gigante de transporte chinesa Cosco Holdings caiu 0,2% após os relatórios dizendo que pode buscar até 10 mil milhões de yuan (1590 milhões dólares) no Ministério das Finanças após perdas recordes em 2011. As empresas ligadas a commodities no mercado australiano, esfriaram os ganhos, após os números do PIB chinês mais fracos que o esperado. A mineradora BHP Billiton e Rio Tinto avançaram 1,7% e 2,3% cada, enquanto a produtora de cobre PanAust subiu 4,5%. As ações da Lynas saltou 7,8% após a mineradora deterras raras ganhar uma batalha judicial em que tenta finalizar uma planta de processamento na Malásia. Em Tóquio, a pesopesado Fast Retailing ajudou a manter o índice em terreno positivo, com alta de 8,6%, após a empresa revisar para cima suas perspectivas de ganhos no ano. As principais exportadoras japonesas também se deram bem. Canon subiu 1,3% e Casio Computer teve alta de 2,4%,apoiados pela força do dólar contra o iene. O dólar comprou ¥ 81,19 ienes, acima de ¥ 80,77 no comércio norte-americano da quinta-feira, em contrapartida, a Sony caiu mais 5,5% após a gigante da eletrônica anunciar que cortará 10.000 empregos em todo o mundo como parte de uma reestruturação e definição de metas financeiras.

EUROPA: Dados decepcionante sobre o crescimento da China levaram os mercados da Europa a abrirem em queda. O pan-europeu Stoxx Europe 600 perde 0,84%, quebrando uma seqüência de dois dias de alta. O PIB chinês expandiu a um ritmo mais lento em 11 trimestre. Os fabricantes de medicamentos estão pesando sobre os benchmarks do velho continente. Novartis cai 1%, enquanto a GlaxoSmithKline cai 1,1% em Londres. O índice FTSE 100 do Reino Unido é negociado em queda, pressionado também pela Vodafone que cai 1%.
Bancos adicionam mais pressão sobre o índice. Barclays cai 1,7%, o Standard Chartered perde 0,8%, enquanto Royal Bank of Scotland cai 2%. Sage Group cai 2% depois que Jefferies rebaixou o stock de comprar para segurar. Contrariando a tendência negativa em Londres, a holandesa Shell avança 0,8%. O grupo petrolífero que teve suas ações caindo na quinta-feira após observação de manchas de óleo, próximo às plataformas da empresa no Golfo do México. Shell disse a mancha não se originou de suas plataformas. Na França, a fabricante de medicamentos Sanofi caiu 1%, pesando sobre o índice CAC 40, que opera em queda. Carrefour cai 1,51%, após S & P Equity Research reiterar sua classificação de venda e cortar o preço-alvo de €16, para € 14. Apoia ainda o índice francês, L'Oreal, que sobe 2,8% depois de reportar um aumento de 9,4% nas vendas do primeiro trimestre. O índice alemão DAX 30 cai com a queda de 1,8% para a empresa de informática SAP, seguindo uma perspectiva decepcionante na rival Infosys, baseada na Índia. Commerzbank A também pesa e declina 0,8%. As bolsas espanholas e os preços dos títulos do governo ficaram sob pressão, depois que dados mostraram um forte aumento do endividamento por parte dos bancos do país, com o Banco Central Europeu. Dados divulgados pelo Banco de Espanha mostrou qe endividamento bruto atingiu 316,3 bilhões de euros ($ 416.700.000.000) em março, contra € 169.860.000.000 em fevereiro e o endividamento líquido subiu para € 227.600.000.000 março, contra 152.500.000.000 € em fevereiro. Endividamento bruto total por todos os credores na zona do euro foi de € 1138000000000 e Espanha representou 28% disso. Os dados refletem a tensão nas últimas semanas em torno Espanha, devido a preocupações crescentes sobre a economia e os esforços do governo para alcançar as suas metas. O setor bancário caem em Madrid. BBVA cai 1,6%, enquanto Bankia perde 2,44% e CaixaBank cai 1,12%. O rendimento das obrigações de 10 anos do governo espanhol sobe 5 pontos base, para 5,83%. Os rendimentos aumentam à medida que os preços dos títulos caem.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h50):

ÁSIA
Austrália: +0,99%
Nikkei: +1,19%
Hong Kong: +1,84%
Xangai Composite: +0,39%

EUROPA
London - FTSE: -0,53%
Paris Cac 40: -1,09%
Frankfurt - Dax: -0,90%
Madrid IBEX: -2,16%
Milão MIB 40: -1,53%

COMMODITIES
BRENT: -0,22%
WTI: -0,45%
OURO: -0,16%
COBRE: -1,44%
SOJA FUTURO: -0,05%
ALGODÃO FUTURO: +0,57%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,39%
SP500: -0,44%
NASDAQ: -0,38%

RESULTADO CORPORATIVO EUA: Wells Fargo & Company, JPMorgan Chase & Co.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 12 de abril de 2012

QUINTA-FEIRA 12/04/2012

AGENDA DE HOJE :
EUA:
9h30 - Producer Price Index - PPI (mede o preço cobrado pelos produtores) e também o Core PPI (exceção aos preços de alimentação), ambos de março;
9h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego);
9h30 - Trade Balance de fevereiro, (balança comercial -mede a diferença entre os valores das importações e exportações realizadas pelo país).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: German Final CPI (Inflação - preco ao consumidor alemão).
REINO UNIDO: Índice de preços do produtor mensal (PPI Input) e Taxa de Inflação mensal (PPI Output); Trade Balance de Junho (mede o desempenho mensal do comércio exterior britânico).
EUA: 9h30 - CPI - Consumer Price Index (Indicador mensal da inflação ao consumidor dos Estados Unidos) e de seu núcleo Core CPI (mensura os preços ao consumidor, com exceção dos custos relativos à alimentação e energia), ambos de março; 10h55 - Preliminar do Michigan Sentiment de abril (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana).

RESUMO DA MADRUGADA: A maioria dos mercados da Ásia fechou em alta nesta quinta-feira. Xangai China Composite saltou 1,8%, Hang Seng de Hong Kong subiu 0,9%. O Banco Mundial reduziu sua previsão de crescimento para a China e a desaceleração do crescimento pode significar uma maior possibilidade de mais medidas de estímulo, animando os investidores. S & P / ASX 200 da Austrália adicionou 0,8% e Nikkei do Japão subiu 0,7%. Kospi da Coreia do Sul perdeu 0,4%, contrariando a tendência, depois de uma pausa de um dia para as eleições, onde se viu o partido conservador manter no poder.

RX DA ÁSIA: Empresas de propriedade estavam entre os ganhadores na China continental. China Vanke subiu 2,2% e Poly Real Estate avançou 1,6%. Em Hong Kong, China Resources Land saltou 3,3% e Guangzhou R & F Properties subiu 2%. No setor financeiro, Bank of China subiu 1,9% e New China Life Insurance subiu 3,3%. Em contrapartida, as ações da China Coal Energy em Hong Kong caiu 0,8% após um acidente inundou uma mina operada por ela e matou quatro mineiros, suspendendo todas as operações naquela unidade. Foxconn International Holdings caiu 7,4% após a Nokia, uma de suas principais clientes, divulgar um alerta de lucro para o primeiro semestre do ano, dizendo que corre o risco de perder participação nos mercados da China e Índia. Alguns exportadores listadas em Tókio avançaram, auxiliado por um iene estável. Panasonic subiu 2,1%, enquanto Mazda Motor e Pioneer subiu1,5% cada. As ações da Hitachi Construction Machinery saltou 4,1% após um jornal informar que a empresa deverá entregar um relatório com aumento próximo de 40% no ano fiscal. No entanto, grandes exportadores caíram na Coréia do Sul. Samsung Electronics e LG Electronics caíram 2,9% cada. Alguns estrategistas disseram que o resultado da eleição poderá ajudar o sentimento do investidor. Ações da Korean Air Lines caiu 0,8% após uma ameaça de bomba obrigar um dos seus aviões a fazer um pouso de emergência no Canadá. Um lançamento de foguete planejado pela vizinha Coréia do Norte também foi observado de perto. Na Austrália, empresas ligadas às commodities tiveram ganhos. BHP Billiton subiu 0,9%, a rival Rio Tinto subiu 1,5% e PanAust subiu 5,4% depois de anunciar que sua produção de cobre cresceu no primeiro trimestre. Empresas de energia também subiram. Santos teve alta de 1,3%, depois que os futuros de petróleo bruto subiu acima de US $ 102, o barril na Bolsa de Nova York.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em uma sessão agitada, com destaques negativos para empresas de petróleo e bancos de Portugal sob pressão. O Stoxx Europe 600 cai 0,27%, após um aumento de 0,7% na sessão anterior. O índice PSI 20 de Portugal afunda 2,3%, com as ações do Banco Espírito Santo caindo 14%, depois que o banco disse no final do dia anterior, que ela vai procurar levantar 1 bilhão de euros (US $ 1,3 bilhões), emitindo até 2,56 bilhões de novas ações a € 0,395 cada. Isso é um desconto de 66% em relação ao fechamento do dia anterior de € 1,17. IBEX 35 da Espanha devolve os ganhos iniciais e cai. Destaque para a queda de 1,2% para o banco BBVA. Os investidores estão nervosos antes dos resultados de leilões da Itália e da Espanha. Os rendimentos dos títulos da Espanha caiu 3 pontos base para 5,80%, enquanto o da Itália aumentou 1 pontos base para 5,43%. O alemão DAX 30 sobe, embasada num aumento de 4,2% para Infineon Technologies e uma queda de 1,1% para a empresa de energia E.On. O francês CAC 40 cai. O índice FTSE 100 do Reino Unido também opera em queda, liderada por uma baixa de 3% para a holandesa Shell e uma queda de 1,4% para BP. A produção industrial em toda a zona euro registou um crescimento mensal de 0,5% em fevereiro, caíndo1,8% em relação ao mesmo mês do ano passado. Economistas consultados pela Dow Jones Newswires previam um declínio mensal de 0,2% e uma queda de 1,7% na comparação anual.

ÍNDICES MUNDIAIS (6h55):

ÁSIA
Austrália: +0,81%
Nikkei: +0,70%
Hong Kong: +0,93%
Xangai Composite: +1,79%

EUROPA
London - FTSE: -0,32%
Paris Cac 40: -0,72%
Frankfurt - Dax: +0,08%
Madrid IBEX: -2,17%
Milão MIB 40: -1,63%

COMMODITIES
BRENT: +0,44%
WTI: +0,46%
OURO: -0,12%
COBRE: +0,93%
SOJA FUTURO: +0,67%
ALGODÃO FUTURO: +0,50%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,21%
SP500: +0,25%
NASDAQ: +0,26%

RESULTADO CORPORATIVO EUA: Google.

TERREMOTO: Após um terremoto 8,6 graus de magnitude bater a Indonésia nesta quarta-feira, outro de magnitude 6,5 sacudiu o México, a 88 milhas a noroeste da pacata cidade costeira de Zihuatanejo, segundo o Serviço Geológico dos EUA. Os tremores não param por aí. Outro terremoto de 5,9 graus atingiu Oregon, seguindo pela costa da Califórnia.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader