Veja Também

Veja Também

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

DIA 30/12/2011: BRASIL: Último dia útil do ano
* Não haverá negociação nos segmentos de renda variável (Mega Bolsa), de renda fixa privada (Bovespa Fix e Soma Fix) e de derivativos (GTS). Não haverá registro de operações do mercado de balcão de derivativos. Não haverá negociação no mercado de títulos públicos federais (Sisbex).

DIA 02/01/2012: EUA: Os mercados norte-americanos estarão fechados nesta data.

Boss Text - http://www.bosstext.com

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

QUINTA-FEIRA 29/12/2011 - Último pregão do ano de 2011.

AGENDA DE HOJE :
EUA:
11h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego);
13h00 - Pending Home Sales de novembro (mede a venda de casas existentes nos EUA com contrato assinado, mas ainda sem transação efetiva);
14h00 - Estoques de Petróleo norte-americano, semanal.

AGENDA PARA SEGUNDA-FEIRA
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Consumer Price Index de Dezembro (indicador mensal da inflação ao consumidor alemão); Retail Sales de Novembro (indicador calcula o saldo das vendas no comércio da Alemanha).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 12h45 - Chicago PMI de dezembro (mede o nível de atividade industrial na região).

RESUMO DA MADRUGADA: A maioria dos mercados da Ásia encerraram em queda nesta quinta-feira, com a crise da dívida da Europa preocupando os investidores. O mercado foi calmo e volume de negócios é muito baixo, com muitos investidores comemorando as festas de final de ano. Hang Seng de Hong Kong diminuíram 0,7%, S & P / ASX 200 da Austrália caiu 0,4% e Nikkei do Japão perdeu 0,3%. Kospi da Coreia do Sul terminou quase plana, enquanto Xangai Composite conseguiu recuperar das perdas iniciais e fechar com valorização de 0,2%. Um relatório do Banco Central Europeu (BCE), mostrando que aumentaram significativamente os empréstimos aos bancos da região, também acrescentou preocupações sobre os problemas com a crise da dívida do continente e ajudou a derrubar o euro.

RX DA ÁSIA: Exportadores de tecnologia japoneses estavam entre os perdedores em Tóquio nesta quinta-feira, consequência da queda do euro face ao iene japonês. Sharp perdeu 3,2%, enquanto Casio Computer caiu 2,7% e Advantest Corp caiu 1,1%. Ações da Elpida Memory caiu 5,1% após o Asahi Shimbun informar que o fabricante de chip japonês pode tentar protelar o reembolso dos empréstimos do governo. Algumas ações de tecnologia sul-coreanas se saíram melhor. Hynix Semiconductor subiu 3,8%, LG Display % subiu 3,6%, descartando um relatório do Financial Times que milhares de funcionários em uma fábrica LG Display na China foram às greve reinvindicando gratificações de final do ano. Ações do setor imobiliário chinês ficaram sob pressão de venda em Hong Kong. China Resources Land caiu 4,9%, Agile Property Holdings caiu 2,7 % e Guangzhou R & F Properties perdeu 3,6%. O movimento ocorreu em meio a crescente preocupação com a saúde do mercado imobiliário chinês, mas permaneceu em contraste com as açôes no continente, onde Shenzhen-China Vanke subiu 0,9% e Poly Real Estate ganharam 0,7% em Xangai. Ações da chinesa Alibaba.com, uma das principais empresas da internet, fechou com um ganho de 0,5% em Hong Kong em meio a relatos de que a empresa havia contratado o escritório Duberstein Group, dos EUA, em preparação para uma possível oferta para comprar Yahoo, em conjunto com o Softbank do Japão. Enquanto isso, as empresas ligadas à commodities estendia as perdas da sessão anterior em toda a Ásia. China Coal Energy, listada em Hong Kong, caiu 1,5% e a CNOOC caiu 1%, após petróleo futuro bruto perder 2% durante a sessão dos EUA. Da mesma forma, as perdas de futuros de ouro, derrubaram as ações da Zijin Mining em 2,4%, enquanto a produtora de ouro australiana Newcrest Mining caiu 3%. Fortescue Metals caiu 2,1% em Sydney, enquanto OZ Minerals caiu 2,9% depois que a mineradora reportou que um comboio que transportava concentrado de cobre descarrilou no Norte da Austrália, no entanto, a empresa disse que o incidente não teve perdas materiais.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em alta, com baixo volume de negócios na quinta-feira, impulsionado por ganhos para os setores de mineração e telecomunicações, mas com o foco voltado mais uma vez, para um leilão de dívida de longo prazo italiano de até € 8,5 bilhões, previsto para o final do dia. O mercado teve um impulso na quarta-feira, a partir de notícias do leilão bem sucedido em papéis de curto prazo, mas a preocupação é que o governo terá problemas para vender seus títulos de longo prazo, devido a crise da dívida soberana geral. O Stoxx Europe 600 sobe 0,4%. O índice perdeu 0,7% na sessão anterior, num movimento que terminou com uma série de três dias de alta. Entre as ações de telecomunicações, as pesos pesados Vodafone no Reino Unido e LM Ericsson sobem 0,85% e 0,81% respectivamente. Ações de grupos de energia Total em Paris e BP no Reino Unido sobem 0,6% e 0,5%, respectivamente, com a alta nos preços do petróleo. O francês CAC 40 sobe 0,5%, ajudado por ganhos da Total e das ações do grupo farmacêutico Sanofi que sobe 0,9%. O alemão DAX 30 também sobe ligeiramente, também ajudado por ganhos no setor farmacêutico. Bayer sobe 1% e a empresa de tecnologia SAP sobe 0,8%. Ganhos do grupo de telecomunicações Vodafone, juntamente com bancos e ações de empresas mineradoras, sustentam os ganhos no índice FTSE 100 do Reino Unido. Lloyds Banking sobe 1,1% e Royal Bank of Scotland sobe 1,3%. BHP Billiton sobe 0.78%.

EMPRÉSTIMOS PRIVADOS M3 - EUROPA: Acabou de ser divulgado os empréstimos privados desaceleraram fortemente em novembro, juntamente com atividades do setor privado de crédito, pesando sobre o desempenho das bolsas europeias. O BCE disse que a oferta de moeda M3 cresceu a um ritmo anual de 2% em novembro, ante 2,6% em outubro. Economistas previam uma taxa de crescimento de 2,5%. Empréstimos ao setor privado registou um crescimento anual de 1,7%, ante 2,7% em outubro. A média de três meses das taxas de crescimento anual do M3 no período setembro-novembro diminuiu para 2,5% contra 2,8% no período agosto-outubro.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h20):
ÁSIA
Austrália: -0,43%
Nikkei: -0,29%
Hong Kong: -0,65%
Xangai Composite: +0,15%

EUROPA
London - FTSE: -0,13%
Paris Cac 40: -0,08%
Frankfurt - Dax: +0,26%
Madrid IBEX: -0,50%
Milão MIB 40: -0,22%

COMMODITIES
BRENT: +0,28%
WTI: -0,27%
OURO: -0,67%
COBRE: +0,15%
SOJA FUTURO: -1,29%
ALGODÃO FUTURO: +0,90%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,08%
S&P: +0,03%
NASDAQ: -0,03%

ATENÇÃO: Hoje é o último pregão do ano.

DIA 30/12/2011: BRASIL: Último dia útil do ano
* Não haverá negociação nos segmentos de renda variável (Mega Bolsa), de renda fixa privada (Bovespa Fix e Soma Fix) e de derivativos (GTS). Não haverá registro de operações do mercado de balcão de derivativos. Não haverá negociação no mercado de títulos públicos federais (Sisbex).
DIA 02/01/2012: EUA: Os mercados norte-americanos estarão fechados nesta data.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

QUARTA-FEIRA 28/12/2011

AGENDA DE HOJE :
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.

AGENDA PARA AMANHÃ
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 11h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego); 13h00 - Pending Home Sales de novembro (mede a venda de casas existentes nos EUA com contrato assinado, mas ainda sem transação efetiva); 14h00 - Estoques de Petróleo norte-americano, semanal.

RESUMO DA MADRUGADA: A maioria dos mercados asiáticos caíram nesta quarta-feira. Bolsas da Austrália e Hong Kong voltaram de um feriado prolongado de Natal. Hang Seng de Hong Kong Seng recuou 0,6%, S & P / ASX 200 da Austrália caiu 1,3%. Nikkei do Japão caiu 0,2%, Kospi da Coreia do Sul caiu 0,9% e TAIEX de Taiwan fechou com queda de 0,4%. Xangai Composite da China, que figura entre os piores desempenhos entre os índices da região neste ano, subiu 0,2%, após dois dias de perdas. O benchmark que terminou em seu nível mais baixo em 33 meses na terça-feira, foi negociado na banda inferior, na maior parte da sessão, mas conseguiu se recuperar no final, liderado por ações de bancos e recursos. Analistas acreditam que a fraqueza de ações chinesas foi, em parte, em função da decepção por parte do governo, que não divulgou medidas de estímulo. O declínio na Ásia veio depois de um desempenho medíocre dos mercados dos EUA na terça-feira. Dados divulgados mostraram uma queda nos preços das casas, mas um aumento na confiança dos consumidores. A combinação dos dados imobiliários americanos fracos, com o aumento dos custos dos empréstimos italianos, superaram o sentimento otimista americano.

RX DA ÁSIA: Empresas ligadas a commodities foram os principais decliners ​​em toda a Ásia, devido a preocupações com as perspectivas econômicas mundiais. Jiangxi Copper perdeu 2,3% e China Coal Energy caiu 1,9% em Hong Kong. Em Xangai, avançaram 1,8% e 0,6% , respectivamente. Em Sydney, BHP Billiton caiu 1,7% e Rio Tinto caiu 2,1%. Garimpeiros perderam terreno com a queda no preço do outro futuro na Comex. Zijin Mining caiu 2,3% em Hong Kong, enquanto Newcrest Mining perdeu 2,2% em Sydney. Ações da Tokyo Electric Power caiu 11,9% no Japão, após o ministro da indústria Yukio Edano pedir a concessionária de energia, considerar todas as opções para reconstruir suas finanças, incluindo um controle estatal temporário. O estoque perdeu mais de 90% de seu valor este ano, após a crise nuclear em sua usina de Fukushima. As perdas gerais em Tóquio veio na esteira de dados decepcionantes da produção industrial de novembro, embora as perdas foram contidas com expectativas de melhora em dezembro e janeiro, mas alguns exportadores continuaram a superar a média do índice, na esperança de uma recuperação econômica mundial. Toyota Motor subiu 0,8%, enquanto a NEC ganhou 0,7%. Ações da J. Retailing saltou 3,7% depois de mais que dobrar a previsão de lucro no ano, por causa de um projeto de lei, que prevê impostos mais baixo.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em baixa, com baixo volume, com bancos e stocks de recursos liderando a queda e com o leilão de títulos italianos em foco. O Stoxx Europe 600 cai 0,3%, na sequência de uma sessão anterior inalterada e com volumes baixos, com muitos investidores gozando das férias de Natal e Ano Novo, mas recuperam terreno, mostrando muita volatilidade. Em Londres, onde os mercados reabriram após feriado prolongado, as ações da varejista Tesco sobe 2% em meio a fortes indícios de boas vendas no Natal em todo o país. Mas os bancos pesam para o lado negativo. Barclays cai 1,6%, Lloyds Banking cai 1,7% e Royal Bank of Scotland perde 1,4%.Stocks de recursos também caem. BP cai 1,51%, BHP Billiton tem baixa de 1% e Rio Tinto cai 1,68%. O índice FTSE 100 do Reino Unido abriu positivo, opera em queda, mas tenta recuperação. O alemão DAX 30 cai, após ganhos do dia anterior. Ações do Commerzbank perdem 4,3% e Deutsche Bank cai 2,3%. Stocks da BMW e Volkswagen caem 1,8% cada. O francês CAC 40 também cai lideradas por automóveis e bancos também entre os maiores decliners, mas testando o piso positivo. O foco para hoje é o leilão de títulos italiano de 6 meses e de 2 anos. Stocks italiano tropeçaram na terça-feira com o rendimento dos títulos de 10 do governo subindo em meio a preocupações sobre os problemas econômicos do país.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):
ÁSIA
Austrália: -1,25%
Nikkei: -0,20%
Hong Kong: -0,59%
Xangai Composite: +0,18%

EUROPA
London - FTSE: +0,02%
Paris Cac 40: +0,09%
Frankfurt - Dax: -0,42%
Madrid IBEX: -0,25%
Milão MIB 40: +0,50%

COMMODITIES
BRENT: -0,37%
WTI: -0,17%
OURO: -0,58%
COBRE: -0,86%
SOJA FUTURO: -0,68%
ALGODÃO FUTURO: +1,19%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,02%
S&P: -0,09%
NASDAQ: -0,06%

ATENÇÃO:
DIA 30/12/2011: BRASIL: Último dia útil do ano
* Não haverá negociação nos segmentos de renda variável (Mega Bolsa), de renda fixa privada (Bovespa Fix e Soma Fix) e de derivativos (GTS). Não haverá registro de operações do mercado de balcão de derivativos. Não haverá negociação no mercado de títulos públicos federais (Sisbex).

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

TERÇA-FEIRA 27/12/2011

EUA:
12h00 - S&P/Case-Shiller Home Price de outubro (mede a trajetória dos preços das casas nos EUA por meio de uma média móvel trimestral);
13h00 - Consumer Confidence de dezembro (mede a confiança dos consumidores norte-americanos);
13h00 - Richmond Fed Manufacturing de dezembro (atividade de manufatura na região);
13h30 - Dallas Fed Manufacturing de dezembro (atividade de manufatura na região).

AGENDA PARA AMANHÃ
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Fechado.
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.

RESUMO DA MADRUGADA: O Xangai Composite caiu 1,1%, num nível que não era visto desde março de 2009. O Shenzhen Composite caiu ainda mais, deslizando 2,6%. Os dois índices caem, em meio a preocupações com as perspectivas do crescimento econômico do país. O Nikkei do Japão caiu 0,5% para terminar em 8,440.56 em Tóquio, onde alguns exportadores mantém expectativas de um fortalecimento da economia dos EUA. Kospi da Coreia do Sul reverteu os ganhos iniciais, chegou a apresentar uma queda de 2,3% no intraday, para terminar 0,8% menor, enquanto TAIEX de Taiwan caiu 0,1%, depois de mudar de direção algumas vezes. Os mercados de ações na Austrália, Nova Zelândia e Hong Kong permaneceu fechado por conta de feriado.

RX DA ÁSIA: As perdas foram generalizadas em Xangai. Jiangxi Copper caiu 2,1%, Poly Real Estate Group caiu 3,2% e China Construction Bank perdeu 0,9%. As ações da SAIC Motor caiu 4,1%, a transportadora chinesa Cosco Holdings caiu 3,4% e Anhui Conch Cement perdeu 2,4%. Em Tóquio, alguns exportadores superaram o mercado, na esperança de uma perspectiva mais otimista para os EUA. Canon subiu 0,3% e Elpida Memory ganharam 2,2%. As ações da Toyota caiu 0,2%, menos do que o mercado em geral, depois de apresentar o novo carro híbrido chamado Aqua, na segunda-feira. A empresa disse que recebeu cerca de 60.000 encomendas para o carro no pré-lançamento. As ações da Sony terminou 0,5% menor, segindo notícias que estava saindo fa sua joint venture de telas de cristal líquido com sul-coreana Samsung Electronics. Samsung, que pagará cerca de 940 milhões dólares pela participação da Sony no empreendimento, subiu 0,7% em Seul. Fabricantes de painéis de Taiwan estavam entre os ganhadores, na esperança de que agora, a Sony pode comprar LCDs deles. Ações da AU Optronics subiu 0,4%, enquanto Chimei Innolux ganharam 1,2%, num mercado de quedas em Taipei. Construtores navais e stocks de recursos pesaram sobre o mercado de Seul. Hyundai Heavy Industries caiu 2%, STX Offshore & Shipbuilding perdeu 3,5%, enquanto que a Coréia Zinc caiu 3,1%

EUROPA: Os mercados europeus regressaram após o fim de semana de Natal, mas com baixo volume. O Stoxx Europe 600 sobe 0,30%. O índice fechou a semana passada com alta de 3,5%, em meio a otimismo com os dados dos EUA, apesar de focar preocupações com a crise da dívida soberana da região. CAC 40 de Paris sobe liderado pelos setores farmaceutico e de energia. Sanofi sobe 0,8% e a Total ganha 0,7%. O alemão DAX 30, apoiada no desempenho das empresas de software do grupo SAP que sobe 1,11% e com a varejista Metro subindo 1 %.No lado negativo, as ações do Deutsche Bank caem 0,28%. Mercados de Londres permanece fechado nesta terça-feira.

EUA: Mercados dos EUA reabrem hoje com dados econômicos em foco.

AGENDA DE HOJE :

ÍNDICES MUNDIAIS (7h40):
ÁSIA
Austrália: ---%
Nikkei: -0,46%
Hong Kong: ---%
Xangai Composite: -1,08%

EUROPA
London - FTSE: ---%
Paris Cac 40: +0,93%
Frankfurt - Dax: +0,72%
Madrid IBEX: +0,35%
Milão MIB 40: -0,01%

COMMODITIES
BRENT: +0,09%
WTI: -0,17%
OURO: -0,44%
COBRE: ---%
SOJA FUTURO: ---%
ALGODÃO FUTURO: ---%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,96%
S&P: 0,88%
NASDAQ: +0,75%

ATENÇÃO:
DIA 30/12/2011: BRASIL: Último dia útil do ano
* Não haverá negociação nos segmentos de renda variável (Mega Bolsa), de renda fixa privada (Bovespa Fix e Soma Fix) e de derivativos (GTS). Não haverá registro de operações do mercado de balcão de derivativos. Não haverá negociação no mercado de títulos públicos federais (Sisbex).

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

SEGUNDA-FEIRA 26/12/2011

AGENDA DE HOJE :
EUROPA: Feriado.
BRASIL: Pregão normal.
EUA: Feriado bancário.

AGENDA PARA SEGUNDA-FEIRA
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 12h00 - S&P/Case-Shiller Home Price de outubro (mede a trajetória dos preços das casas nos EUA por meio de uma média móvel trimestral); 13h00 - Consumer Confidence de dezembro (mede a confiança dos consumidores norte-americanos); 13h00 - Richmond Fed Manufacturing de dezembro (atividade de manufatura na região); 13h30 - Dallas Fed Manufacturing de dezembro (atividade de manufatura na região)

RESUMO DA MADRUGADA: As bolsas japonesas saltaram nesta segunda-feira, com exportadores se beneficiando dos dados econômico otimistas dos EUA, na sequencia da alta das bolsas americanas na sexta-feira, quando o Congresso aprovou uma extensão de cortes nos imposto trabalhistas, enquanto às chinesas caíram devido preocupações com as perspectivas econômicas da nação. Nikkei do Japão, que ficou fechado na sexta-feira, por conta de feriado, subiu 1%. Analistas acreditam que a moeda japonesa possa cair frente ao dólar dos EUA em 2012, devido a alta probabilidade de recuperação da economia americana. A apreciação do iene afeta negativamente os lucros dos exportadores japoneses. Outros mercados da região terminaram em queda e com baixo volume de negociação. Xangai Composite da China caiu 0,7%, depois de muita volatilidade. O índice caiu de mais de 22% este ano, incluindo uma perda superior a 6% neste mês, devido a medo com problemas da zona do euro e uma política monetária que ainda é restritiva do país. Kospi da Coreia do Sul terminou em baixa de 0,6% e TAIEX de Taiwan caiu 0,3%. Os mercados de Hong Kong, Austrália e Cingapura permaneceram fechados.

RX DA ÁSIA: Ações de fabricantes de máquinas e outros exportadores avançaram em Tóquio. Fanuc subiu 2,9% e Hitachi Construction Machinery ganharam 0,8%. Makita saltou 7,9% depois de anunciar planos na semana passada para recomprar até 2 milhões de suas ações. Entre outros exportadores, Honda Motor subiu 1,3%, enquanto a Sony subiu 1,6%. Na China, setor imobiliário e financeiro estavam entre os perdedores. Ações da Poly Real Estate caiu 1,1% e Gemdale perdeu 2,4%, enquanto Ping An Insurance caiu 1,2 % em Xangai. As perdas foram minimizados por ganhos em siderúrgicas, após pesadas perdas recentes. Baoshan Iron & Steel avançaram 2,3%, enquanto Wuhan Iron & Steel subiu 1,7%. Construção naval e ações financeiras lideraram a queda em Seul. Shinhan Financial Group caiu 1,5% e Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering caiu 3,9%. A queda nas ações da Daewoo Shipbuilding veio depois que a companhia anunciou na semana passada que um cliente solicitou uma atraso na entrega de um navio. Separadamente na segunda-feira, a companhia disse que espera por novas encomendas no valor de cerca de US $ 11 bilhões em 2012. Em 2011, a empresa espera fechar os números em cerca de US $ 14,8 bilhões.

CÂMBIO: O euro avança, com o dólar ligeiramente mais fraco contra a maioria dos seus principais rivais, mas o volume é baixo, devido feriado de Natal. O euro sobe 0,19%, para 1,3059 dólar, contra 1,3047 dólares na sexta-feira, após a rentabilidade dos títulos italianos subiram acima do nível de 7%, levantando preocupações sobre as finanças na Europa. Entre outros pares, o dólar diminuiu face ao iene japonês, caindo para ¥ 77,99, contra ¥ 78,03 na sexta-feira. A libra britânica avançou para 1,5612 dólar, contra 1,5609 dólares. O dólar australiano também teve ganhos modestos para 1,0159 dólares, contra $ 1,0148, com os mercados em Sydney fechados até quarta-feira.

PETRÓLEO: O petróleo para entrega em fevereiro sobe 0,33%, a 99,68 dólares o barril na Comex da New York. Ministros do petróleo do Golfo expressaram preocupações no fim de semana, devido a possibilidade de manobras militares pelo Irã, em curso desde sábado, o que poderia perturbar o tráfego petroleiro através do Estreito de Hormuz, uma área que responde por cerca de um terço de todo o petróleo transportado por via marítima. O Irã disse que a manobra militar não irá bloquear embarques de petróleo, apesar de um parlamentar iraniano disse no início de dezembro que Teerã deve praticamente fechar a rota de navegação.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h30):
ÁSIA
Austrália: ---%
Nikkei: +1,00%
Hong Kong: ---%
Xangai Composite: -0,67%

EUROPA
London - FTSE: ---%
Paris Cac 40: ---%
Frankfurt - Dax: ---%
Madrid IBEX: ---%
Milão MIB 40: ---%

COMMODITIES
BRENT: +0,37%
WTI: +0,35%
OURO: +0,07%
COBRE: +1,09%
SOJA FUTURO: +0,60%
ALGODÃO FUTURO: -0,02%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,94%
S&P: +0,84%
NASDAQ: +0,84%

ATENÇÃO:
DIA 30/12/2011: BRASIL: Último dia útil do ano
* Não haverá negociação nos segmentos de renda variável (Mega Bolsa), de renda fixa privada (Bovespa Fix e Soma Fix) e de derivativos (GTS). Não haverá registro de operações do mercado de balcão de derivativos. Não haverá negociação no mercado de títulos públicos federais (Sisbex).

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

SEXTA-FEIRA 23/12/2011

AGENDA DE HOJE :
11h30 - Durable Goods Orders de novembro (números mensais de pedidos de bens duráveis para a indústria nos Estados Unidos, além de destacar o indicador se excluídos as encomendas no setor de transportes);
11h30 - Personal Income de Novembro (renda individual dos americanos);
11h30 - Personal Spending de Novembro (gastos dos consumidores dos Estados Unidos com bens e serviços);
13h00 - New Home Sales de Novembro (vendas de imóveis novos nos Estados Unidos).

AGENDA PARA SEGUNDA-FEIRA
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Feriado bancário.
REINO UNIDO: Feriado bancário.
EUA: Feriado bancário.
BRASIL: Pregão normal.


RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados da Ásia se recuperaram da queda anterior, lideradas por empresas ligadas as commodities, devido a melhora no quadro econômico dos EUA. Xangai Composite da China subiu pela primeira vez esta semana, terminando 0,9% maior. Hang Seng de Hong Kong subiu 1,4%, S & P / ASX 200 da Austrália subiu 1,2%, Kospi da Coreia do Sul ganhou 1,1% e TAIEX Taiwan avançou 2,1%. Mercados japoneses permaneceram fechados por conta de um feriado. O volume negociado na região foi fraco. O mercado australiano fecharam mais cedo, frente a uma pausa de quatro dias.

RX DA ÁSIA: Stocks ligados a commodities foram destaque de alta. Aluminum Corp of China aumentou 1,7%, Angang Steel subiu 2,9% e China Coal Energy teve alta de 3,8%. Ações da Yanzhou Coal Mining subiu 7,8% depois que a Gloucester Coal da Austrália disse que seu maior acionista - Noble Group - tinha aprovado sua venda para a empresa de carvão chinesa. Ações da Noble Group caiu 0,4% em Cingapura, mas as da Gloucester Coal saltou 21,6% em Sydney. Também em Sydney, BHP Billiton subiu 1,4%, enquanto a rival Rio Tinto subiu 2%. Empresas financeiras também avançaram. Em Hong Kong, HSBC Holdings subiu 1,4%, Bank of Communications subiu 1,5% e China Merchants Bank subiu 2,3%. Em Sydney, Australia & New Zealand Banking Group subiu 1,5%, no entanto, Woori Finance Holdings, listada em Seul, perdeu 0,7%, com notícias de que a empresa considera a possibiilidade de captação de novos recursos novos para aumentar seu capital. Exportadores ajudaram a conduzir os ganhos de mercado em Seul. Samsung Electronics teve alta de 1,9%, LG Display ganhou 2,6% e Daewoo Shipbuilding subiu 2,2%.

EUROPA: - Os mercados europeus fecharam em alta nesta sexta-feira, como dados otimistas do os EUA. É esperado um volume abaixo da média, ditadas pelo rítmo de véspera de Natal. Londres terá uma sessão encurtada e várias praças permanecerão fechadas na segunda-feira. O Stoxx Europe 600 sobe 0,73%, lideradas por bancos, ações ligadas a petróleo e mineradoras. O francês CAC 40, alemão DAX 30 e o índice FTSE 100 do Reino Unido sobem. Barclays sobe 0.91%, HSBC cai 0.05% e Lloyds Banking sobe 0.54%. As petrolíferas BG Group sobe 0.86% e BP tem alta de 1.91%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h00):
ÁSIA
Austrália: +1,21%
Nikkei: ---%
Hong Kong: +1,37%
Xangai Composite: +0,84%

EUROPA
London - FTSE: +0,50%
Paris Cac 40: +0,90%
Frankfurt - Dax: +0,40%
Madrid IBEX: +1,00%
Milão MIB 40: +0,54%

COMMODITIES
BRENT: +0,37%
WTI: +0,44%
OURO: +0,38%
COBRE: +0,84%
SOJA FUTURO: +0,17%
ALGODÃO FUTURO: +0,21%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,36%
S&P: +0,42%
NASDAQ: +0,26%

ATENÇÃO:
DIA 26/12/2011: EUA: Christmas Day
DIA 30/12/2011: BRASIL: Último dia útil do ano
* Não haverá negociação nos segmentos de renda variável (Mega Bolsa), de renda fixa privada (Bovespa Fix e Soma Fix) e de derivativos (GTS). Não haverá registro de operações do mercado de balcão de derivativos. Não haverá negociação no mercado de títulos públicos federais (Sisbex).

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

RESENHA DA BOLSA - HARAMOTO QUINTA-FEIRA 22/12/2011

RESUMO DA MADRUGADA: Principais bolsas asiáticas caíram nesta quinta-feira, na expectativa de que os empréstimos do Banco Central Europeu aos bancos, não vai resolver a crise da região. S P/ASX 200 da Austrália, Nikkei do Japão, Kospi da Coreia do Sul, Hang Seng de Hong Kong, Xangai Composite da China e TAIEX de Taiwan fecharam em queda. Amanhã as bolsas de Tókio permanecerão fechadas por conta de feriado.

RX DA ÁSIA: Toyota Motor caiu 0,6% depois de dizer que suas vendas estimadas cairão 6% em 2011, provavelmente custando a sua posição de maior fabricante mundial de automóveis. Alibaba.com subiu 0,5% em Hong Kong e Japão Yahoo Corp em 2,1% em Tóquio, com a possibilidade de aquisição por conta da Yahoo Inc. Ações de tecnologia estavam no foco depois que o Nasdaq Composite caiu ontem. Advantest Corp perdeu 4,5% e Renesas Electronics caiu 0,9% em Tóquio, enquanto Hynix Semiconductor. caiu 0,9% em Seul. A fabricante de chips Elpida Memory subiu 0,3%, depois de um jornal anunciar que abriu negociações com a Nanya Technology Corp de Taiwan para discutir uma possível integração. Nanya perdeu 0,5% em Taipei. Elpida também disse que estava em discussões com os bancos para garantir novo capital de giro. Ações de recursos eram fracas em Sydney. BHP Billition fechou em baixa de 1,4% e Rio Tinto caiu 1,8% . Mineradoras de ouro seguiram as perdas para o preço do mercado futuro do ouro. Zijin Mining caiu 2,3% em Hong Kong e 0,8% em Xangai; Newcrest Mining perdeu 3,3% em Sydney. As varejistas australianas estenderam as perdas recentes. Loja de departamento Myer Holdings caiu 6,2%, a vendedora de eletrônicos JB Hi-Fi caiu 3,8% e Harvey Norman Holdings perdeu 2,4%. As perdas vieram depois que a varejista de roupas Kathmandu Holdings alertou para a fraca demanda de Natal, levando suas ações a fechar com queda de 25,5% tanto em Wellington, quanto em Sydney.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em alta, compensando as perdas do dia anterior, com os bancos e stocks de recursos assumindo a liderança e as companhias aéreas também em foco. O Stoxx Europe 600 sobe 0,9%. Ações do Deutsche Bank sobe 3,12% e Commerzbank sobe 2% em Frankfurt. RWE e E. On sobem 2,6% e 2%, respectivamente. Eles ajudam a levantar o alemão DAX 30. O francês CAC 40 sobe com BNP Paribas que sobe 2,5% e Société Générale e o Credit Agricole subindo cerca de 2% cada. Ajuda também, ações da peso pesada do grupo Total que sobe 1,4%. Ações da International Consolidated Airlines Group do Reino Unido sobe 2,6%. Na quinta-feira, o proprietário da British Airways e Iberia fizeram uma oferta pela Virgin Atlantic com uma oferta 172,5 milhões de libras ($ 271 milhões) para a British Midland International, que é propriedade da Deutsche Lufthansa. As ações da Deutsche Lufthansa sobe 2%. O FTSE 100 do Reino Unido sobe. Entre os ganhadores, as ações da Barclays sobe 2,4% e Royal Bank of Scotland sobe 2,4%. As ações da mineradora Xstrata sobeu 1,6%.

AGENDA DE HOJE :
11h30 - Terceira prévia do PIB e de seu deflator, todos baseados no terceiro trimestre; 11h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), em base semanal; 12h55 - Versão Final do Michigan Sentiment de dezembro (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana); 13h00 - Leading Indicators de novembro (ou Índice de Indicadores Antecedentes, que nada mais é do que um relatório que compreende 10 índices já divulgados no país tais como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção e que resumem a situação da economia americana e servem como prévia para o desempenho da economia); 13h00 - FHFA - House Price Index de outubro (mede o preço cobrado pelas hipotecas às famílias norte-americanas).

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 11h30 - Durable Goods Orders de novembro (números mensais de pedidos de bens duráveis para a indústria nos Estados Unidos, além de destacar o indicador se excluídos as encomendas no setor de transportes); 11h30 - Personal Income de Novembro (renda individual dos americanos); 11h30 - Personal Spending de Novembro (gastos dos consumidores dos Estados Unidos com bens e serviços); 13h00 - New Home Sales de Novembro (vendas de imóveis novos nos Estados Unidos).

ÍNDICES MUNDIAIS (7h30):

ÁSIA
Austrália: -1,18%
Nikkei: -0,77%
Hong Kong: -0,21%
Xangai Composite: -0,21%

EUROPA
London - FTSE: +1,11%
Paris Cac 40: +1,19%
Frankfurt - Dax: +1,30%
Madrid IBEX: +1,00%
Milão MIB 40: +1,48%

COMMODITIES
BRENT: +0,08%
WTI: +0,15%
OURO: +1,28%
COBRE: +1,13%
SOJA FUTURO: -0,23%
ALGODÃO FUTURO: +0,41%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,47%
S&P: +0,50%
NASDAQ: +0,48%
Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

QUARTA-FEIRA 21/12/2011

AGENDA DE HOJE :
13h00 - Existing Home Sales de novembro (mede as vendas de casas usadas no país);
13h30 - Estoques de Petróleo norte-americano

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Gross Domestic Product do 3º Trimestre (estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido).
EUA: 11h30 - Terceira prévia do PIB e de seu deflator, todos baseados no terceiro trimestre; 11h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), em base semanal; 12h55 - Versão Final do Michigan Sentiment de dezembro (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana); 13h00 - Leading Indicators de novembro (ou Índice de Indicadores Antecedentes, que nada mais é do que um relatório que compreende 10 índices já divulgados no país tais como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção e que resumem a situação da economia americana e servem como prévia para o desempenho da economia); 13h00 - FHFA - House Price Index de outubro (mede o preço cobrado pelas hipotecas às famílias norte-americanas).

RESUMO DA MADRUGADA: A maioria das bolsas asiáticas seguiram as fortes altas dos EUA. Dados alemães dissiparam um pouco as preocupações sobre a saúde econômica global e provocou um rali nos mercados globais. A ações chinesas se renderam ganhos iniciais para terminar em queda, devido preocupações sobre a desaceleração econômica do país. Os volumes já diminuíram em vários mercados, devido aproximação das férias do final do ano. Nikkei do Japão avançou 1,5%, Kospi da Coreia do Su adicionou 3,1%, S & P / ASX 200 da Austrália ganhou 2,1% e Hang Seng de Hong Kong subiu 1,9%.
TAIEX de Taiwan registrou os maiores ganhos da região, subindo 4,6%, um dia depois do governo anunciar que vai fazer uso de um fundo para restringir as perdas do mercado de ações, resultantes do deslize dos mercados globais. Xangai Composite da China chegou a subir 1%, porém recuou e o índice de referência terminou abaixo de 1,1%.

RX DA ÁSIA: Ações da Cathay Financial Holding subiu no limite diário local, que é de 7%, enquanto Chinatrust Financial Holding adicionou 6,7%. Setor de recursos e estoques de automóveis caíram. Aluminum Corp of China caiu 2,7% e SAIC Motor perdeu 1,5% em Xangai. Ações da Ping An caiu 5,2% após a seguradora anuncair que planeja levantar até 26 bilhões de yuans ($ 4,1 bilhões) em obrigações convertíveis. Analistas acreditam que 7& a 10% do lucro da empresa será afetada, dependendo do preço a que os títulos serão convertidos. As ações da Ping An listadas em Hong Kong caiu 2,7%. Exportadores e stocks ligados a commodities lideraram os ganhos. Em Tóquio, Mazda subiu 3%, enquanto a Honda subiu 2,4%. Em Seul, Hyundai Motor adicionou 2,2%. Entre as empresas de tecnologia, Samsung Electronics saltou 4,5% em Seul e Sony ganhou 3,4% em Tóquio. China Coal Energy subiu 1,9% e PetroChina ganhou 3,4% em Hong Kong. Em Sydney, a gigante de mineração BHP Billiton
ganhou 3% e a rival Rio Tinto subiu 2,5%. As ações da fabricante de produtos de construção Boral, que é exposto ao mercado de construção nos EUA, avançou 5,4%. Ações da Macquarie subiu 2,9% após o Australian Financial Review informar a empresa pode vender um braço financeiro. HSBC Holdings subiu 2,5% em Hong Kong, devido notícias de que vai vender seu braço de private banking japonês para Credit Suisse por um valor não revelado.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em alta seguindo o rali global que começou a sessão anterior, liderado por bancos e stocks de recursos. O Banco Central Europeu realizará a sua primeira operação de refinanciamento de longo prazo. O LTRO permitirá aos bancos realizar empréstimos de três anos com desconto com uma ampla gama de garantias, ajudando a aliviar problemas atuais de financiamento dos bancos, impulsionando novas compras de títulos. Bancos, teoricamente, terão um incentivo para comprar dívida soberana europeia. A Espanha vendeu mais títulos do Tesouro do que o inicialmente planejado e o mais importante: com rendimentos bem menores do que no leilão anterior. O segundo evento do LTRO está previsto para 28 de fevereiro de 2012. O Stoxx Europe 600 sobe 0,7%, após uma alta de 2% na sessão anterior, que foi o maior ganho percentual desde 30 de novembro. Bancos e stocks ligados a commodities impulsionam os ganhos do Stoxx 600. Lloyds Banking sobe 5,07% e Royal Bank of Scotland sobe 3,5% no Reino Unido. O índice FTSE 100 do Reino Unido opera emalta. BHP Billiton sobe 1,8%, com a alta dos preços de metais. Em Paris, o BNP Paribas sobe 4,8%, Credit Agricole ganham 4% e Société Générale sobe 3%, ajudando a empurrar o índice francês CAC 40 pra cima. O alemão DAX 30 também opera com ganhos próximos a 1%, liderados por uma alta de 3,5% para Commerzbank e um aumento de 2,6% para o Deutsche Bank. Seguradora Allianz sobe 2%. No lado negativo, as ações da empresa de software SAP cai 3,5% após a rival Oracle decepcionar o mercado com seu resultado.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: +2,13%
Nikkei: +1,48%
Hong Kong: +1,86%
Xangai Composite: -1,11%

EUROPA
London - FTSE: +0,52%
Paris Cac 40: +0,82%
Frankfurt - Dax: +0,87%
Madrid IBEX: +0,55%
Milão MIB 40: +0,75%

COMMODITIES
BRENT: +0,28%
WTI: +0,90%
OURO: +1,28%
COBRE: +1,13%
SOJA FUTURO: +0,03%
ALGODÃO FUTURO: -0,14%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,52%
S&P: +0,45%
NASDAQ: +0,66%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

TERÇA-FEIRA 20/12/2011

AGENDA DE HOJE :
10h30 - Housing Starts (número de casas que começaram a ser construídas) e Building Permits (autorizações para a construção de imóveis foram concedidas), ambos de novembro.

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Consumer Confidence de Setembro (mede o nível de confiança do consumidor na Zona do Euro).
REINO UNIDO: Minuta da Reunião de Política Monetária do BoE, onde manteve a taxa básica de juros em 0,50%).
EUA: 13h00 - Existing Home Sales de novembro (mede as vendas de casas usadas no país); 13h30 - Estoques de Petróleo norte-americano

RESUMO DA MADRUGADA: Fechamento misto nas bolsas na Ásia. Bolsas sul-coreanas e japonesas avançaram, recuperando das perdas sofridas no dia anterior, com a diminuição dos temores despertados pela morte de líder norte-coreano Kim Jong-il. As ações da Austrália caíram, na incerteza sobre as perspectivas da zona do euro. Kospi da Coreia do Sul subiu 0,9%, depois de cair 3,4% na sessão anterior. Nikkei do Japão subiu 0,5% e TAIEX de Taiwan subiu 0,4%. S & P / ASX 200 da Austrália caiu 0,2%, Xangai China Composite caiu 0,1% e Hang Seng de Hong Kong subiu 0,1% para 18,080.20, após mudarem de direção algumas vezes. A "fadiga Europeia" tomou conta do mercado e os investidores estão cautelosos quando se trata de expor a ativos e moedas de risco. Esse cenário provávelmente persistirá "até que os mercados tenham maior confiança.

RX DA ÁSIA: Em Seul, a fabricante de tubos Hyundai Hysco subiu 9,2% após cinco dias consecutivos de perdas, incluindo uma queda de 4,4% segunda-feira, enquanto STX Offshore & Shipbuilding subiu 3,5% depois de recuperar de grandes perdas nas últimas três sessões. Em Tóquio, as ações da Olympus subiu 16,4%, após uma série de quedas recentes, apesar de um relatório dizendo que a empresa pode levantar 100 bilhões de ienes (1,28 bilhões dólares) através da emissão de novas ações. As companhias de navegação também avançaram. Mitsui OSK Lines aumentou 4% e Nippon Yusen subiu 2,7%. Alguns exportadores também recuperaram de suas perdas recentes. Sharp subiu 3,6% e Fujitsu teve ligeira alta de 0,8%. Alguns produtores de commodities estavam entre os decliners em Sydney. As ações da BHP Billiton caíram 0,6%, enquanto Alumina caíram 1,7%. Newcrest Mining caiu 3,2% após a mineradora de ouro cortar sua previsão de produção anual. As ações da fabricante de implantes auditivos Cochlear aumentaram 16,4%, depois que a companhia disse que havia identificado a causa para o fracasso em um de seus dispositivos.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em queda, mas recuperam terreno. O Stoxx Europe 600 sobe 0,23%. As ações da Deutsche Telekom cai 1,4% após a AT & T disse que estava desistindo de adquirir a unidade móvel do grupo alemão de telecomunicações. AT & T travam uma batalha de nove meses com as autoridades reguladoras federais dos EUA. O alemão DAX 30 e o índice francês CAC 40 sobem. As ações da gigante petrolífera Total tem queda de quase 1% e o grupo de laticínios Danone cai mais de 1%, revertendo alguns ganhos do dia anterior. O índice FTSE 100 do Reino Unido: cai 0,05%, pesou pela gigante farmacêutica AstraZeneca, enquanto que no mesmo setor, as ações da GlaxoSmithKline caiu 1,1%. Entre os bancos, Barclays cai 0.15%, HSBC perde 0.02% e Lloyds Banking sobe 0.66%. Entre as mineradoras, BHP Billiton sobe 0.55% e Rio Tinto sobe 0.35%. As petrolíferas BG Group e BP perdem 0.80% cada, enquanto Tullow Oil sobe 0.62%. O Riksbank, banco central da Suécia, anunciou que vai cortar a sua taxa em 0,25 ponto percentual para 1,75% e disse que a taxa permanecerá baixa no próximo ano, sob alegação de que a fraqueza na zona do euro terá um "efeito negativo" sobre a economia da Suécia, com queda nas encomendas para empresas exportadoras e que quando as pressões inflacionárias se estabilizar, a taxa necessitará ser levantada "gradualmente", que irá gradualmente estabilizar a inflação em torno de 2% e cortou sua previsão para o PIB para 1,3% em 2012 e 2,3% em 2013.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h20):
ÁSIA
Austrália: -0,18%
Nikkei:+0,49%
Hong Kong: +0,06%
Xangai Composite: -0,12%

EUROPA
London - FTSE: -0,12%
Paris Cac 40: +0,63%
Frankfurt - Dax: +0,55%
Madrid IBEX: +0,94%
Milão MIB 40: +0,74%

COMMODITIES
BRENT: +1,45%
WTI: +0,85%
OURO: +0,96%
COBRE: +0,58%
SOJA FUTURO: +0,44%
ALGODÃO FUTURO: +0,44%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,66%
S&P: +0,85%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

SEGUNDA-FEIRA 19/12/2011

AGENDA DE HOJE :
BRASIL: Vencimento de opções sobre ações negociadas na BM&F Bovespa.
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Producer Price Index (PPI) de Novembro (Índice de Preços ao Produtor é considerado um importante indicador de inflação da Alemanha, IFO - Business Climate de Dezembro (estudos com indústrias, construtores, atacadistas e varejistas da Alemanha); IFO – Expectations de Dezembro (mostra as condições correntes e as expectativas de negócios para os próximos seis meses na Alemanha).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 10h30 - Housing Starts (número de casas que começaram a ser construídas) e Building Permits (autorizações para a construção de imóveis foram concedidas), ambos de novembro.

RESUMO DA MADRUGADA: A maioria das bolsas asiáticas caíram nesta segunda-feira, com relatos de morte do líder norte-coreano Kim Jong-il, que sofreu um ataque cardíaco, o que ajudou a acelerar as perdas em muitos mercados, que já estavam pesadas por preocupações com a crise da dívida europeia. Relatórios citavam a televisão estatal norte-coreana, que anunciou no meio-dia segunda-feira queo lider da nação comunista havia morrido no sábado. Após o anúncio, a Coreia do Sul entrou em alerta máximo, enquanto primeiro-ministro japonês Yoshihiko Noda criou uma equipe de gestão para lidar com as implicações com as crises na Coréia do Norte. Especialistas acreditam que as chances de uma agressão militar são limitadas e acredita-se em esforços diplomáticos para fazer as pazes, mas morte do líder norte-coreano e as consequências para a estabilidade geopolítica na região, enfraqueceu o apetite dos investidores nos mercados de capital, embora a maioria dos mercados de ações recuperaram as íngremes perdas sofridas no intraday. A notícia também teve um impacto nos mercados de câmbio, onde o dólar dos EUA, apreciada por seu apelo de refúgio seguro, subiu, enquanto o won sul-coreano caiu. O desempenho na Ásia seguiu o fechamento misto das bolsas dos EUA na sexta-feira, depois que a agência de classificação Moody baixou notação de crédito da Bélgica e Fitch colocou seis nações da zona do euro para um possível rebaixamento. As atenções ficam por conta de possível downgrade no rating de crédito da França. Kospi da Coreia do Sul terminou 3,4% menor, Xangai Composite da China diminuiu 0,3%, Nikkei do Japão caiu 1,3%, Hang Seng de Hong Kong caiu 1,2%, S & P / ASX 200 da Austrália caiu 2,4% e TAIEX de Taiwan fechou em queda de 2,2%.

RX DA ÁSIA: Bancos japoneses foram fracos. Nomura Holdings caiu 4,3% e Daiwa Securities perdeu 3,2%. Ações do HSBC caiu 2% em Hong Kong. Outras empresas com exposição global também caíram em Hong Kong. Li & Fung perdeu 3,1%, enquanto Esprit Holdings afundou 6,5%. Exportadores focados em tecnologia também foi negociados para baixo em Tóquio. Elpida Memory perdeu 5,2% e Panasonic caiu 5%. Entre ganhadores, a montadora Nissan Motor avançou 2,1%, com a notícia de que planeja recomprar até 0,3% de suas ações e também que pretende transformar a subsidiária Aichi Machine em uma unidade independente. Ações da Aichi Machine disparou 29,7%. Em Seul, Samsung Electronics perdeu 3,6% após a empresa ser novamente notificada por reclamação de violação de patente pela Apple iPhone na Alemanha. Stocks de recursos também caíram em toda a Ásia, com a queda nos preços das commodities, devido ao dólar mais forte. BHP Billiton caiu 2,5% e Rio Tinto caiu 2,6% em Sydney. As ações da China Coal Energy, listada em Hong Kong caíram 2,4% e as da Jiangxi Copper perderam 2,1%. China Petroleum & Chemical, também conhecida como Sinopec, viu suas ações caírem 0,3% em Hong Kong e 1,5% em Xangai, depois que um relatório disse que a empresa pode comprar por 2,7 bilhões de euros ( $ 3,5 bilhões), participação na espanhola Repsol YPF. Empresas de construção civil também foram duramente atingidos em Hong Kong após dados do governo chinês que mostraram que os preços das casas caíram em novembro. Agile Property Holdings caiu 3,2% e China Resources Land perdeu 4%. As varejistas estavam entre os piores desempenhos em Sydney, depois dos resultados da Billabong International, que despencou 44,2% depois que a empresa de surf e esqui, exposta na Europa, disse que espera queda de 50% no lucro, devido a desaceleração nas vendas de Natal. Myer Holdings afundou 6,2%, Harvey Norman caiu 8,7% e JB Hi-Fi ​​caiu 7,2%.

EUROPA: Maioria dos mercados europeus abriram em queda, com exceção da França, onde os stocks caem com a notícia de que a Fitch Ratings revisou suas perspectivas do país para negativo, apesar de manter a sua classificação AAA e também com a morte do líder da Coréia do Norte Kim Jong-il, mas os mercados recuperam terreno. A Fitch também colocou os ratings da Itália, Bélgica, Espanha, Eslovénia e Chipre em revisão, na sexta-feira, dizendo que há "probabilidade elevada" de um downgrade no curto prazo. O Stoxx Europe 600 sobe 0,20%, após perda de 2,8% na semana passada, a queda consecutivo semanal. O francês CAC 40 sobe 0,3%. Societe Generale apresenta queda de 0,9%. Autos estão em alta, com ações da Peugeot subindo 1,7% em Paris e Daimler e Volkswagen subindo 1% e 0,8%, respectivamente, em Frankfurt. O alemão DAX 30 sobe. O índice FTSE 100 do Reino Unido oscila entre altas e quedas. A pressão veio da BP que cai 1,2% e Tullow Oil em baixa de 1,4%, enquanto os preços do petróleo caem baixos. Futuros dos EUA apontam para cima.



ÍNDICES MUNDIAIS (8h10):
ÁSIA
Austrália: -2,38%
Nikkei:-1,26%
Hong Kong: -1,18%
Xangai Composite: -0,29%

EUROPA
London - FTSE: +0,03%
Paris Cac 40: +0,50%
Frankfurt - Dax: +0,78%
Madrid IBEX: +1,06%
Milão MIB 40: +1,34%

COMMODITIES
BRENT: +0,68%
WTI: +0,38%
OURO: +1,37%
COBRE: +1,33%
SOJA FUTURO: +1,07%
ALGODÃO FUTURO: +0,71%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,55%
S&P: +0,67%
NASDAQ: +0,79%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

QUINTA-FEIRA 15/12/2011

AGENDA DE HOJE :
EUA:
11h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), em base semanal;
11h30 - Current Account do terceiro trimestre (mede a diferença de valor entre os produtos exportados e importados, serviços e pagamentos de juros - exportações menos importações);
11h30 - Producer Price Index - PPI (mede o preço cobrado pelos produtores) e também o Core PPI (exceção aos preços de alimentação), ambos de novembro;
12h15 - Industrial Production (produção industrial) e pelo Capacity Utilization (capacidade utilizada), ambos de novembro;
13h00 - Philadelphia Fed Index de dezembro (indicador responsável por mensurar a atividade industrial no estado).

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Trade Balance de Outubro (números da balança comercial na Zona do Euro).
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: Quadruple Witching (vencimento simultâneo de contratos futuros de índices acionários, contratos futuros de ações, opções sobre índices e opções sobre ações). O nome é em referência aos quatro vencimentos e às bruxas. Segundo os analistas é um dia historicamente mais volátil, especialmente nas últimas horas de negociação. Investidores que precisam encerrar posições podem movimentar o mercado a qualquer preço, levando as cotações a oscilarem erraticamente. O Quadruple Witching ocorre quatro vezes por ano, nas terceiras sextas-feiras dos meses de março, Junho, Setembro e Dezembro); 11h30 - CPI - Consumer Price Index (Indicador mensal da inflação ao consumidor dos Estados Unidos) e de seu núcleo Core CPI (mensura os preços ao consumidor, com exceção dos custos relativos à alimentação e energia), ambos de novembro


RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados asiáticos caíram nesta quinta-feira, com o setor de commodities sofrendo perdas pesadas, um dia depois que os preços de commodities despencaram, devido ao temor dos investidores em relação aos problemas da divida da zona do euro. Preocupações com a saúde econômica da Ásia também contribuiu para a queda, após dados mostrando que a atividade industrial enfraqueceu na China. A leitura preliminar do Purchasing Managers Index (PMI) chinês, elaborado pelo HSBC, mostrou que o nível de atividade das fábricas chinesas do continente em dezembro foi mais lento do que em novembro, derrubando o preço das commodities. No Japão, a pesquisa Tankan, mostrou uma deterioração acentuada em relação a expectativa para os maiores fabricantes, que foram prejudicados pelas inundações na Tailândia. Nikkei do Japão caiu 1,7%, S & P / ASX 200 da Austrália caiu1,2%, Kospi da Coreia do Sul caiu 2,1%, TAIEX de Taiwan TAIEX caiu 2,3%. Hang Seng de Hong Kong caiu 1,8%, enquanto Xangai China Composite derrapou 2,1% sofrendo o nono declínio em 10 dias de negociação para terminar em um nível visto em março de 2009.

RX DA ÁSIA: Stocks ligados a commodities estavam entre os de pior desempenho em toda a região. Em Sydney, a BHP Billiton caiu 1,8% e Rio Tinto perdeu 2,8%. Em Hong Kong, a empresa de energia Cnooc e a PetroChina perderam 4,6% e 3%, respectivamente e Coréia Zinc caiu 8,8% em Seul. Os garimpeiros também sofreram com a queda do futuro do ouro, no pregão eletrrônico durante o horário asiático. A mineradora listada em Hong Kong, Zhaojin Mining tombou 8,2%, Shandong Gold-Mining caiu 7,4% em Xangai e a australiana Newcrest caiu 2,9% em Sydney. A estreia das ações da Chow Tai Fook Jewellery Group e New China Life Insurance não foi boa em Hong Kong. As ações caíram 8% e 9,8%, respectivamente, em relação aos preços do IPO. de seus respectivos preços oferta pública inicial. Exportadores foram atingidos novamente no Japão. Pioneer afundou 5,1% e a Casio Computers caiu 3,5% em Tóquio. Em Seul, a Hyundai Motor caiu 2,6% e Kia Motors perdeu 2%. As ações da Olympus caiu 20,8% em Tóquio, após anunciar que pretende realizar uma assembléia geral extraordinária em março ou abril, para debaterem a fraude contábil que escondeu grandes perdas.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em alta nesta quinta-feira. O Stoxx Europe 600 sobe 0,6%. O índice caiu mais de 2% na sessão anterior, a maior queda percentual em um dia desde 21 de novembro, com preocupação com a dívida soberana e com a decepção com a reunião do Federal Reserve dos EUA, há dois dias atrás. O setor bancário lidera os ganhos do dia. Commerzbank sobe mais de 4% em Frankfurt. The Wall Street Journal informou que o banco está em negociações com o governo alemão para transferir sua unidade imobiliária deficitária para um banco estatal, de acordo com pessoas familiarizadas com a situação. O alemão DAX 30 sobe com a alta de 2% para a seguradora Allianz e com alta da BMW e Daimler que sobem 1% cada, recuperando das fortes perdas do dia anterior. Ações da Societe Generale sobe 3,50% e o BNP Paribas sobem 2,12% em Paris. Credit Agricole caia, mas agora sobe 0,83%. Ontem, a Fitch Ratings rebaixou notas de investimento de cinco grandes bancos comerciais europeus, com o Credit Agricole figurando entre aqueles. O francês CAC 40 opera em alta. Em Londres, as ações da seguradora Old Mutual sobem 8,7%, após notícias de que vai vender sua unidade nórdica por £ 2,1 bilhões (3,25 bilhões dólares) para a Skandia e isso ajuda a elevar o índice FTSE 100 do Reino Unido. Banco Nacional da Suíça afirmou que está preparado para comprar forex de maneira ilimitada e vai tomar medidas mais rigorosas, se necessário para manter a moeda desvalorizada. O franco suíço subiu contra o dólar e o euro, em resposta ao anúncio.

PMI ALEMÃO: A atividade industrial alemã mostrou uma ligeira melhora. O PMI de dezembro avançou para 48,1, contra de 47,9 de novembro. O PMI que acompanha as atividades do setor de serviços também expandiu, para 52.7, contra 50.3 de novembro.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h25):

ÁSIA
Austrália: -1,21%
Nikkei: -1,66%
Hong Kong: -0,50%
Xangai Composite: -0,83%

EUROPA
London - FTSE: +0,59%
Paris Cac 40: +0,79%
Frankfurt - Dax: +0,83%
Madrid IBEX: +0,85%
Milão MIB 40: +0,83%

COMMODITIES
BRENT: -3,21%
WTI: +0,82%
OURO: -4,79%
COBRE: -4,54%
SOJA FUTURO: +0,11%
ALGODÃO FUTURO: +1,14%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,29%
S&P: +0,38%
NASDAQ: +0,23%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

QUARTA-FEIRA 14/12/2011

AGENDA DE HOJE :
BRASIL: Vencimento de opções sobre Ibovespa Futuro
EUA:
11h30 – Export Prices (preços de bens exportados, excluindo produtos agrícolas) e o Import Prices (preços de bens importados, excluindo petróleo), ambos de novembro. Os índices excluem de suas bases a produção agrícola e as cotações do petróleo, respectivamente;
13h30 - Estoques de Petróleo norte-americano.

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Purchasing Managers Index Composite de dezembro (nível de atividade dos setores manufatureiro, de serviços e construção na Europa); Purchasing Managers Index Manufacturing de dezembro (nível de atividade industrial na Europa); Purchasing Managers Index Services de dezembro (nível de atividade de serviços na Europa); Consumer Price Index (CPI) de novembro (indicador mensal da inflação ao consumidor europeu); Unemployment Rate do 3º Trimestre (taxa de desemprego - fornece amostras da situação da mão de obra na União Europeia).
ALEMANHA: Purchasing Managers Index Manufacturing de dezembro (nível de atividade industrial na Alemanha); Purchasing Manager Index Services de dezembro (nível de atividade de serviços na Europa).
REINO UNIDO: Retail Sales Index de novembro (números de vendas no varejo britânico).
EUA: 11h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), em base semanal; 11h30 - Current Account do terceiro trimestre (mede a diferença de valor entre os produtos exportados e importados, serviços e pagamentos de juros - exportações menos importações); 11h30 - Producer Price Index - PPI (mede o preço cobrado pelos produtores) e também o Core PPI (exceção aos preços de alimentação), ambos de novembro; 12h15 - Industrial Production (produção industrial) e pelo Capacity Utilization (capacidade utilizada), ambos de novembro; 13h00 - Philadelphia Fed Index de dezembro (indicador responsável por mensurar a atividade industrial no estado).

RESUMO DA MADRUGADA: A maioria dos mercados asiáticos caíram após comentário da chanceler alemã, Angela Merkel, reiterando a recusa em reforçar o ESM (Mecanismo Europeu de Estabilização) e com a reunião do Fomc (Federal Open Market Committee) que manteve a atual política monetária do país, mas informou que a turbulência no mercado financeiro representa ameaças ao crescimento econômico, deixando aberto a possibilidade de mais estímulos no ano que vem, porém não deixou sinais de que irá lançar uma nova rodada de compras de ativos. Muitos mercados regionais flertaram o território positivo durante a sessão depois de uma sequência de quedas, mas não conseguiram segurar os ganhos. Nikkei do Japão terminou o dia 0,4% menor, S & P / ASX 200 da Austrália caiu 0,1%, Kospi da Coreia do Sul caiu 0,3%. Xangai Composite da China terminou 0,9% menor, acumulando o quinto dia de perdas, enquanto o índice Hang Seng de Hong Kong caiu 0,5%. TAIEX Taiwan subiu 0,4%.

RX DA ÁSIA: Financeiras fecharam sem direção em Hong Kong. As ações da AIA Group subiram 0,6% e Bank of China ganharam 0,4%, enquanto a peso pesado HSBC Holdings caiu 1,8%. A maioria das ações do setor de recursos caíram em Hong Kong e em Xangai, devido a queda nos preços dos metais. Aluminum Corp de China ou Chalco caiu 3%, Jiangxi Cooper caiu 1,7% e Zhongjin Gold fechou em queda de 2,4% em Xangai. Em Hong Kong, Chalco perdeu 3,1% e Jiangxi caiu 1,4%. Em Tóquio, JFE Holdings caiu 0,9% e Mitsui Mining & Smelting caiu 1,4%. Em Sydney, Alumina caiu 0,8% e Newcrest Mining perdeu 1,2%. Ações da Olympus caiu 4,1% em Tóquio depois que a empresa apresentou relatórios corrigindos lucros nos últimos cinco exercícios, depois de admitir escândalo contábil. No Japão, as ações de exportadores continuaram enfraquecidas. Honda Motor caiu 2,2% e Komatsu perdeu 1,3 %.

EUROPA: Os mercados europeus caem depois que Federal Reserve dos EUA não fez sugestões de flexibilização quantitativa adicionais.O Stoxx Europe 600 cai 0,6%. O índice fechou 0,5% na terça-feira, após a recusa da chanceler alemã Angela Merkel em aumentar o limite de empréstimos para o fundo de resgate da zona do euro. Metais preciosos e os preços do petróleo deslizam, pesando sobre ações relacionadas. Ações da Randgold Resoures e Rio Tinto no Reino Unido caem cerca de 2% .Stocks de energia como a BP no Reino Unido cai 1%. Essas perdas pesaram sobre o índice FTSE 100 do Reino Unido. Ações da empresa de TI anglo-holandesa Logica afunda 16,34%, depois que anunciou que acelerará um plano de reformulação que envolve a demissão de 1.300 funcionários depois de resultados fracos desde setembro. A empresa também disse que espera um crescimento da receita em 3% em 2011. No lado positivo, ações da varejista espanhola Inditex sobe 3% após relatar ganho de 10% no lucro líquido e vendas no período de nove meses encerrado 31 de outubro. O alemão DAX 30 cai, liderada pelo setor de automóveis. BMW e Volkswagen caem 4% e 2,7%, respectivamente. O francês CAC 40 também cai, pressionada pelas ações da Societe Generale em queda de 2,7%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h25):
ÁSIA
Austrália: -0,07%
Nikkei: -0,39%
Hong Kong: -0,50%
Xangai Composite: -0,83%

EUROPA
London - FTSE: -0,59%
Paris Cac 40: -1,05%
Frankfurt - Dax: -0,78%
Madrid IBEX: -0,14%
Milão MIB 40: -0,23%

COMMODITIES
BRENT: -0,09%
WTI: -0,57%
OURO: -1,42%
COBRE: -1,18%
SOJA FUTURO: -0,14%
ALGODÃO FUTURO: -0,16%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,19%
S&P: +0,22%
NASDAQ: +0,11%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

TERÇA-FEIRA 13/12/2011

AGENDA DE HOJE :
EUA:
11h30 - Retail Sales (mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços) e o Retail Sales ex-auto (ignora as vendas de automóveis), ambos de novembro;
13h00 - Business Inventories de outubro (compreende o nível de vendas e de estoques das indústrias, além dos setores de atacado e varejo);
17h15 - Última reunião do FOMC deste ano.

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Industrial Production de Outubro (números da produção industrial da Zona do Euro).
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Claimant Count Rate de Novembro (situação do desemprego no Reino Unido); ILO Unemployment Rate de Outubro (taxa de desemprego, um dos principais indicadores da economia britânica).
EUA: 11h30 – Export Prices (preços de bens exportados, excluindo produtos agrícolas) e o Import Prices (preços de bens importados, excluindo petróleo), ambos de novembro. Os índices excluem de suas bases a produção agrícola e as cotações do petróleo, respectivamente; 13h30 - Estoques de Petróleo norte-americano.

RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados da Ásia declinaram nesta terça-feira, lideradas pela queda dos exportadores e stocks de commodities, após agências de classificação de riscos Fitch e Moody's afirmarem que os líderes da zona do euro ofereceram poucas medidas no encontro da semana passada em Bruxelas. A Moody´s disse que pretende rever as avaliações de crédito de todos os países da Zona do Euro no primeiro trimestre de 2012. Fitch disse que a inabilidade do líderes da União Européia "para conceber uma solução abrangente" à crise da dívida da região intensificou a pressão sobre ratings da dívida da zona euro. Nikkei do Japão caiu 1,2%, Kospi da Coreia do Sul perdeu 1,9% e S & P / ASX 200 da Austrália caiu 1,4%. Xangai Composite da China caiu 1,9% pelo quarto dia seguido, enquanto Hang Seng de Hong Kong caiu 0,7%. TAIEX Taiwan deslizou 0,8%.

RX DA ÁSIA: Fabricantes de computadores pessoais e alguns de seus fornecedores foram atingidas pela redução de lucros e da previsão de queda nas vendas da fabricante de chips Intel Corp. Acer caiu 0,9% e Quanta Computer perdeu 2,2% em Taipei, enquanto NEC caiu 1,8% em Tóquio e Lenovo perdeu 0,4% em Hong Kong. Declínio dos exportadores asiáticos incluíram a Sony que caiu 2,6% e Honda Motor que derrapou 2,9%. A varejista de roupas Esprit Holdings, que tem grande exposição na Europa caiu 2,8% em Hong Kong. Montadoras sul-coreanas também caiu. Hyundai Motor caiu 3,9% e Kia Motors perdeu 2,8%. Stocks relacionadas com commodities também enfraqueceram em toda a Ásia. A mineradora BHP Billiton perdeu 1,9%, enquanto a mineradora produtora de ferro Fortescue Metals caiu 2,3% no comércio de Sydney. Aluminum Corp of China caiu 3%, enquanto Jiangxi Copper foi negociado abaixo de 1,6% em Hong Kong e em Xangai, suas ações listadas em Xangai caíram 2,8% e 3,2 %, respectivamente. Ações da China Gas subiu 20,4% com notícia de que o consórcio de China Petroleum & Chemical, ou Sinopec, ENN e Energia Holdings concordaaram em comprar as ações da empresa em circulação por cerca de US $ 2,15 bilhões. Ações da Sinopec caiu 0,4% e ENN perdeu 2,6%.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em alta e viraram para baixo, em uma sessão agitada nesta terça-feira. O Stoxx Europe 600 cai 0,2%. O índice caiu 1,9% na sessão anterior em meio a novas dúvidas, se as medidas da reunião dos líderes da União Europeia seria suficiente para combater a crise da dívida soberana. Moody colocou oito bancos espanhóis e duas holdings em revisão para possível rebaixamento devido a expectativa de perdas com financiamento imobiliário. A agência também removeu o apoio sistêmico governamental para dívidas subordinadas do sistema de ratings das instituições financeiras espanholas. Banco Santander e BBVA, as principais instituições financeiras do país não estavam entre os bancos citados, mas o IBEX 35 chegou a liderar as perdas entre as bolsas regionais. O alemão DAX 30 opera em alta, neste momento. As ações da concessionária de energia E. On cai 2,4%. O francês CAC 40 cai, mas tenta recuperar. Societe Generale que cai 3,2%, BNP Paribas perde 3% e Credit Agricole perde 2,4%. Fora do índice francês, as ações da Lagardere salta 4% após o Deutsche Bank atualizar a empresa de manter para comprar. O índice FTSE 100 do Reino Unido cai ligeiramente. Ações do grupo de hotel e restaurante Whitbread cai mais de 5% após uma atualização. Os bancos Barclays cai 2.78%, HSBC Holdings perde 0.71% e Lloyds Banking perde 1.27%. As mineradoras BHP Billiton cai 1% e Rio Tinto sobe 0.27%. Empresas de petróleo BG Group cai 0.60% e BP sobe 0.40%.

AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA: A Agência Internacional de Energia disse nesta terça-feira que revisou para baixo as suas previsões para a demanda mundial de petróleo, para 160 mil barris por dia em 2011 e 200.000 barris em 2012 , respectivamente, devido ao "cenário econômico precário". "Perspectivas incertas para a moeda única europeia continua a fornecer risco de queda devido a atual estimativas de crescimento econômico".

INFLAÇÃO NO REINO UNIDO: A taxa anual de inflação no Reino Unido desacelerou em novembro, devido a melhora na colheita e uma queda dos preços da gasolina. O Office for National Statistics afirmou que o índice de preços ao consumidor subiu 4,8% nos 12 meses até novembro, comparado com um aumento de 5,0% em outubro. O índice subiu 0,2% no mês a mês. Os preços dos alimentos subiram a um rítmo muito mais lento entre outubro e novembro do que um ano atrás, ajudado pela boas colheitas para vegetais. Preços dos combustíveis e vestuário também subiram em ritmo mais lento, embora os preços do álcool subiram em um rítmo recorde para a época do ano. Aumentos de preços por parte das empresas concessionárias como energia, gas, agua empurrou para cima ascontas da casa. A desaceleração da inflação deve tranquilizar o Banco da Inglaterra, que prevê que a inflação vai desacelerar fortemente em 2012, no entanto, a taxa ainda é mais de duas vezes a meta do BOE que é de 2%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h35):
ÁSIA
Austrália: -1,40%
Nikkei: -1,17%
Hong Kong: -0,69%
Xangai Composite: -1,94%

EUROPA
London - FTSE: +0,13%
Paris Cac 40: -0,15%
Frankfurt - Dax: +0,36%
Madrid IBEX: -0,13%
Milão MIB 40: +0,39%

COMMODITIES
BRENT: -1,29%
WTI: +0,06%
OURO: -3,04%
COBRE: -2,86%
SOJA FUTURO: -0,40%
ALGODÃO FUTURO: -0,57%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,14%
S&P: +0,22%
NASDAQ: +0,10%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

SEGUNDA-FEIRA 12/12/2011

AGENDA DE HOJE :
EUA:
17h00 - Treasury Budget de novembro (orçamento governamental).

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: ZEW Economic Sentiment(sentimento econômico do investidor institucional na Zona do Euro).
ALEMANHA: German ZEW Economic Sentiment (sentimento no longo prazo do investidor institucional na Alemanha).
REINO UNIDO: Consumer Price Index - CPI (indicador mensal da inflação ao consumidor britânico), Core CPI (mede a evolução dos preços de bens e serviços, excluindo alimentos e energia), DCLG HPI (O Department for Communities and Local Government (DCLG) divulga o Home Price Index mede a variação no preço de venda das casas) e o RPI - Retail Price Index (mede a evolução dos preços de bens e serviços adquiridos pelos consumidores para fins de consumo. Ela inclui os custos de habitação (O CPI não).
EUA: 11h30 - Retail Sales (mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços) e o Retail Sales ex-auto (ignora as vendas de automóveis), ambos de novembro; 13h00 - Business Inventories de outubro (compreende o nível de vendas e de estoques das indústrias, além dos setores de atacado e varejo); 17h15 - Última reunião do FOMC deste ano.

RESUMO DA MADRUGADA: Maioria dos mercados na Ásia fecharam em alta, com o acordo dos líderes europeus para resolver os problemas da dívida da região, elevando o sentimento dos investidores; China deslizou com preocupações econômicas. Nikkei do Japão subiu 1,4%, S & P / ASX 200 da Austrália subiu 1,2% e Kospi da Coreia do Sul adicionou 1,3%. Xangai Composite da China perdeu 1% devido preocupações com desaceleração da economia da nação e em particular, com o enfraquecimento das exportações para a Europa, pesando sobre exportadores chineses listadas em Hong Kong. O índice Hang Seng de Hong Kong fechou 0,06% menor, após negociar em alta, na maior parte da sessão. Os ganhos para a maioria das bolsas na Ásia seguiram o avanço de ações dos EUA na sexta-feira, com a melhoria da confiança do consumidor nos EUA e com o acordo dos líderes europeus em Bruxelas "sobre a criação de uma união com regras fiscais mais rígidas e coordenadas, adotada pelas 26 nações da UE (a Grã-Bretanha foi o único membro a recusar o pacto). Para o mercado, a crise de curto prazo tem sido evitada, mas o acordo da UE ainda está sendo recebido com certo ceticismo a médio prazo. A economia da China ainda trás preocupações. Dados divulgados no fim de semana, mostrou que as exportações da China cresceram mais 13,8% em novembro em relação ao mês do ano anterior, mais do que o esperado, mas mais fraco do que a alta de 15,9% em outubro e isso foi interpretado como um sinal que os mercados europeus estão tendo um impacto sobre a economia na China continental. Analistas do Citigroup observaram que as exportações mensais para a UE, o maior parceiro comercial da China, reduziram 5% a partir do mesmo mês do ano anterior.

RX DA ÁSIA: Empresas exportadoras avançaram. Toshiba subiu 3,3% e Sony fechou 1,3% maior em Tóquio. Em Seul, LG Electronics subiu 4,5%, enquanto a Samsung Electronics adicionou 2,9%. Stocks de energia estavam entre os melhores desempenhos em Sydney. Santos subiu 3,2% e Woodside Petroleum ganhou 1,5%. As ações da Origin Energy subiu 3% após a empresa chegar a um acordo inicial para fornecer mais gás natural liquefeito para a China Petroleum & Chemical Corp, ou Sinopec, através da Australia Pacific, joint-venture com a ConocoPhillips. Ações da Sinopec ganharam 0,9%. Promotores imobiliários chineses foram atingidos devido preocupações com a desaceleração da economia do país. Poly Real Estate Group perdeu 3,6% e Gemdale Corp caiu 5%. Ações do setor de recursos também diminuíram. Aluminum Corp of China caiu 1,6% e PetroChina teve queda de 1,1%. Em Hong Kong, as ações da China Overseas Land & Investment caiu 0,9%, enquanto Ping An Insurance devolveram os ganhos da manhã, fechando 0,6% menor.

EUROPA: Os mercados de ações da Europa abriram em baixa, após após a Moodys Investors Service anunciar que as medidas anunciadas na reunião de lideres da União Europeia na semana passada, não será suficiente para tirar a pressão sobre os países da zona do euro. Moody disse que ainda vai rever os ratings de todos os países da União Europeia durante o primeiro trimestre do próximo ano. O Stoxx Europe 600 cai 0,7%, após um aumento de 1,2% na sexta-feira, o maior ganho percentual desde 30 de novembro. O alemão DAX 30 cai, lideradas pelas perdas de 2,04% para as ações do Commerzbank. As concessionárias de energia E. On e RWE caem 2% e 1,7%, respectivamente, após analistas do Bank of America Merrill Lynch rebaixar de comprar para neutra, as ações da E. On e cortar o objetivo dos preços da RWE de 29 euros para 27 € (US $ 39 para $ 36), citando a fragilidade das economias da Europa. O francês CAC 40 também cai, liderada por uma queda de quase 1% para o Carrefour e uma queda de 1,2% para Société Générale. A siderúrgica ArcelorMittal cai quase 3%. O índice FTSE 100 do Reino Unido, não diferentemente, também cai. Royal Bank of Scotland tem baixa de 2,5%, Barclays perde 1.24%, HSBC cai 1.14% e Lloyds Banking cai 2.04%. Entre as mineradoras, BHP Billiton cai 1.15% e Rio Tinto perde 0,7%.

TÍTULOS EUROPEUS: A rentabilidade dos títulos italianos subiram, após o Moodys Investors Service alertar que os ratings de países da União Européia continuam sob pressão, depois reuníão de líderes, na semana passada em Bruxelas, onde esta forneceu poucas "novas medidas" para enfrentar a crise da dívida soberana. O rendimento dos títulos de 10 anos do governo italiano cresceu 19 pontos-base na segunda-feira para 6,43%. Espanha viu seu rendimento de 10 anos aumentar 3 pontos base para 5,69%, enquanto o rendimento de 10 anos da França caiu 1 ponto-base para 3,26%. Os preços dos títulos movem inversamente ao rendimento.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h15):
ÁSIA
Austrália: +1,18%
Nikkei: +1,37%
Hong Kong: -0,06%
Xangai Composite: -0,99%

EUROPA
London - FTSE: -0,55%
Paris Cac 40: -1,03%
Frankfurt - Dax: -1,34%
Madrid IBEX: -1,34%
Milão MIB 40: -1,56%

COMMODITIES
BRENT: -0,92%
WTI: -1,37%
OURO: -0,05%
COBRE: +0,27%
SOJA FUTURO: +0,22%
ALGODÃO FUTURO: -0,29%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,70%
S&P: -0,79%
NASDAQ: -0,69%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

SEXTA-FEIRA 09/12/2011

AGENDA DE HOJE :
EUA:
11h30 - Trade Balance de dezembro (mede a diferença entre os valores das importações e exportações realizadas pelo país);
12h55 - Versão final do Michigan Sentiment de dezembro (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana).

AGENDA PARA A PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: German House Price Index - HPI (mede a variação mensal no valor de venda dos imóveis).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 17h00 - Treasury Budget de novembro (orçamento governamental).

RESUMO DA MADRUGADA: - As ações asiáticas tiveram perdas exacerbadas, seguindo as quedas nas bolsas na Europa e nos EUA, com o discurso do presidente do Banco Central Europeu Mario Draghi, anunciou a redução da taxa de juros na zona do euro para 1%, como esperado, mostrando ponderação com a compra de mais bônus de dívida soberana de países da Zona do Euro e que a responsabilidade está nas mãos de líderes da União Europeia, que estão reunidos na reunião em Bruxelas para discutir crise da região da dívida. Por fim relatos de falta de acordo na reunião da cúpula da União Europeia azedou o sentimento do investidor asiático. Hang Seng de Hong Kong caiu 2,7%, enquanto Xangai Composite perdeu 0,6%. Nikkei do Japão caiu 1,5%, Kospi da Coreia do Sul perdeu 2% e S & P / ASX 200 da Austrália caiu 1,8%. A China divulgou alguns dados econômicos fundamentais, como taxa de inflação do país mostrando uma alta de 4,2% em novembro, ante um aumento de 5,5% em outubro. Outros dados também mostraram desaceleração na economia chinesa, como a produção industrial e preço pago ao produtor, mas vendas no varejo subiram ligeiramente acima da expectativa. No Japão, o país revisou seu crescimento econômico para baixo no terceiro trimestre, para 1,4% a partir de uma leitura original de 1,5%. As revisões incorporaram novo método para a compilação dos dados.

RX DA ÁSIA: Entre os motores da Ásia, ações de recursos terminaram em queda, de uma maneira geral em toda a Ásia. Mineradoras tiveram os piores desempenhos na Austrália. BHP Billiton terminou abaixo de 3,1% e Rio Tinto teve queda de 3,6%. Em Hong Kong, Jiangxi Copper caiu 5,4% e a gigante de petróleo Cnooc caiu 3,5%, enquanto em Tóquio, JFE Holdings perdeu 3,4% e Nippon Steel recuou 3%. Bancos listados em Hong Kong, também viram perdas em suas ações. Bank of Communications caiu 3,8% e Banco Agrícola da China e HSBC Holdings tiveram queda de 3,7% cada. Entre as ações de tecnologia, Hynix Semiconductor perdeu 3% em Seul e Advantest caiu 3% em Tóquio, depois que a empresas dos EUA Texas Instruments e Altera cortaram suas perspectivas lucros no quarto trimestre. Entre outras grandes decliners no Jação, as ações da Sony fecharam 3,3% menor, Fanuc perdeu 3,1%, enquanto os da Sharp caiu 3,5%, devido a alta do iene frente ao dólar.

EUROPA: Os mercados bolsistas europeus abriram em baixa, com queda para os bancos, mas recuperam terreno. Os investidores estavam de olho na reunião da União Europeia onde os líderes não conseguiram obter o apoio total de 27 nações para alteração do tratado, embora eles concordaram com o fundos de resgate extra. O Stoxx Europe 600 sobe 0,09%. O alemão DAX 30 opera positivo. As ações da Infineon Technologies chegaram a cair 2,7%. O francês CAC 40 pisando forte em campo positivo. Ações da Societe Generale caiu 2,6%, mas agora tem alta de 0,37%, Credit Agricole diminuiu as perdas para 0,17% e o BNP Paribas cai 0,5% após a Moodys Investors Service rebaixar a dívida de longo prazo dos três bancos. O índice FTSE 100 do Reino Unido tem ligeira alta. Os bancos Barclays sobe 1.77%, HSBC ainda cai 0.56% e Lloyds Banking sobe 1.75%. As mineradoras BHP Billiton cai 0.3% e Rio Tinto perde 0.16%. As petrolíferas BG Group sobe 2.06% e BP tem alta de 0.99%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h05):
ÁSIA
Austrália: -1,82%
Nikkei: -1,48%
Hong Kong: -2,73%
Xangai Composite: -0,61%

EUROPA
London - FTSE: +0,10%
Paris Cac 40: +0,72%
Frankfurt - Dax: +0,28%
Madrid IBEX:+0,43%
Milão MIB 40: 1,29%

COMMODITIES
BRENT: +0,37%
WTI: +0,08%
OURO: -0,05%
COBRE: +0,27%
SOJA FUTURO: +0,15%
ALGODÃO FUTURO: +0,25%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,32%
S&P: +0,32%
NASDAQ: +0,24%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

QUINTA-FEIRA 08/12/2011

AGENDA DE HOJE :
EUA:
11h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), em base semanal;
13h00 - Wholesale Inventories de outubro (informações sobre as vendas e os estoques do setor atacadista).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Consumer Price Index (CPI) de Novembro (indicador mensal da inflação ao consumidor alemão); Trade Balance de Outubro (saldo mensal da balança comercial da Alemanha); Current Account de Outubro (saldo da conta corrente do país).
REINO UNIDO: Producer Price Index (PPI) de Novembro (importante indicador de inflação do Reino Unido); Trade Balance de Outubro (desempenho mensal do comércio exterior britânico).
EUA: 11h30 - Trade Balance de dezembro (mede a diferença entre os valores das importações e exportações realizadas pelo país); 12h55 - Versão final do Michigan Sentiment de dezembro (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana).

RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados asiáticos fecharam em baixa nesta quinta-feira, com investidores cautelosos antes da decisão do Banco Central Europeu, na expectativa de que ela vai cortar a taxa de juros da zona do euro e com a reunião da cúpula, hoje e amanhã, para discutir a crise da dívida da zona do euro. Hang Seng de Hong Kong e Nikkei do Japão terminaram o dia com uma perda de 0,7% cada. Kospi da Coreia do Sul caiu 0,4%, enquanto S & P / ASX 200 da Austrália recuou 0,3% e Xangai Composite caiu 0,2%. Dados econômicos japoneses como pedido de máquinas novas, visto como um indicador importante dos gastos de capital no Japão, caiu mais do que o esperado, ou 6,9% em outubro, pesando sobre o mercado de ações, É aguardado para hoje alguns números importantes da economia chinesa, como os números da inflação, bem como a produção industrial e vendas no varejo.

RX DA ÁSIA: Em Hong Kong, Tsingtao Brewery perdeu 3,2%, Gome Electrical Appliances Holding caiu 2% e Geely Automobile Holdings perdeu 1,6%. Li & Fung tombou 5% depois que o fundo de Cingapura Temasek Holdings disse que iria vender títulos permutáveis dela. No Japão, os exportadores perderam terreno com o dólar dos EUA enfraquecido em relação ao iene. A montadora Honda perdeu 1,8% e Mitsubishi Motors caiu,2%. Em Seul, blues chips expostos globalmente tiveram perdas consideráveis. LG Display caiu 5,1%, enquanto a Hynix Semiconductor perdeu 1,6%. Setor energético tiveram desempenho fraco na Austrália. Woodside Petroleum ficou abaixo de 2,3% e Santos teve qeuda de 3,9%. Varejistas também ficaram sob pressão em Sydney. A operadora de loja de departamento David Jones caiu 3,5% e Harvey Norman caiu 1,9%.

EUROPA: As ações européias abriram em alta, com os investidores aguardando decisões importantes como a taxa de juros do Banco Central Europeu e do Banco da Inglaterra, mas perdem terreno. O Stoxx Europe 600 ganha 0,4% no comércio da manhã. A expectativa é que o BCE reduza as taxas de juros em 25 pontos ou 0,25 ponto percentual, para 1%. Os investidores estão de olho no discurso do presidente do BCE, Mario Draghi, em busca de quaisquer pista sobre a possibilidade do banco expandir seu programa de compras de títulos, ao mesmo tempo aguardam a reunião da cúpula em Bruxelas, que começa hoje a noite e continua na sexta-feira. Em Londres, o Banco da Inglaterra deverá manter taxas de juros e seu programa de compra de títulos inalterados. DAX 30 da Alemanha sobe, CAC-40 da França, estável e FTSE 100 do Reino Unido operam em ligeira alta. Ações de bancos avançam em toda a Europa. Deutsche Bank sobe 3,2% em Frankfurt, o BNP Paribas tem alta de 2,6% em Paris e UBS sobe 1,9% em Zurique. Em Londres, Barclays sobe 1,95%, Royal Bank of Scotland sobe1.58, as mineradoras BHP Billiton cai 0.03% e Rio Tinto perde 0,24% e a petrolífera BP cai 1,82%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h35):
ÁSIA
Austrália: -0,27%
Nikkei: -0,66%
Hong Kong: -0,69%
Xangai Composite: -0,22%

EUROPA
London - FTSE: +0,09%
Paris Cac 40: -0,08%
Frankfurt - Dax: +0,28%
Madrid IBEX: -0,14%
Milão MIB 40: -0,83%

COMMODITIES
BRENT: +0,54%
WTI: +0,14%
OURO: +0,22%
COBRE: +0,45%
SOJA FUTURO: -0,49%
ALGODÃO FUTURO: +0,16%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,21%
S&P: -0,32%
NASDAQ: -0,12%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

QUARTA-FEIRA 07/12/2011

AGENDA DE HOJE :
EUA:
13h30 - Relatório de Estoques de Petróleo norte-americano;
18h00 - Consumer Credit de outubro (mede o total de crédito disponível ao consumidor).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Decisão da Reunião do Banco Central Europeu (BCE) de Novembro, para deliberar sobre a taxa básica de juros na região, que está fixada em 1,50% ao ano.
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: Decisão da Reunião do Banco da Inglaterra (BoE) de Novembro,
para deliberar sobre a taxa básica de juros britânica está fixada em 0,50% ao ano.
EUA: 11h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), em base semanal; 13h00 - Wholesale Inventories de outubro (informações sobre as vendas e os estoques do setor atacadista).

RESUMO DA MADRUGADA: Bolsas na Ásia fecharam em alta, com o comunicado do Financial Times sobre a possível criação de um novo pacote de resgate europeu em meados de 2012, o que motivou o mercado no final desta sessão, impulsionando os ganhos do Dow Jones e S&P 500. O novo fundo disponibilizaria € 550 bilhões para a região da Zona do Euro, o que poderia dobrar o poder de financiamento do bloco econômico. A expectativa da reunião com os líderes da região para combater a crise da dívida mantém o otimismo do mercado.
Hang Seng de Hong Kong subiu 1,58%, enquanto Xangai Composite subiu 0,3%. O japonês Nikkei subiu 1,7%, Kospi da Coreia do Sul teve alta de 0,9% e o australiano S & P / ASX 200 subiu 0,7%. As bolsas da Ásia haviam perdido terreno na terça-feira, depois que a agência de classificação Standard & Poors colocou o rating de 15 países da zona do euro para downgrades possível, no entanto, alguns estrategistas disse que a ameaça da Standard & Poor´s em degradar grande parte da zona euro, pode incentivar os líderes europeus no sentido de divulgarem o plano de resgate ainda hoje.

RX DA ÁSIA: Exportadores avançaram no Japão. TDK subiu 3,1% e Toyota teve ganho de 2,5%. Sony e Elpida Memory subiram 5,9% cada. Empresa de navegação Mitsui OSK Lines dispararam 11,2%, depois de ter anunciado planos para operar em conjunto grandes navios com quatro outras empresas. A rival Nippon Yusen KK subiu 7,9%. Mineradoras estavam entre os destaques na Austrália, como futuros de ouro e cobre subindo no comércio eletrônico. BHP Billiton acabaram em alta de 0,8% e Fortescue Metals tiveram alta de 1,2%. Setor de recursos também cresceram em Hong Kong. Aluminum Corp of China subiu 3,5% e Jiangxi Copper adicionou 3,7%. Setor imobiliário tiveram desempenho positivo, recuperando um pouco as perdas da sessão anterior. China Resources Land subiu 3,4% e Land & Investment China Overseas teve alta de 2,1%.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em alta, após o jornal Financial Times anunciar em sua edição online de que as negociações estão em andamento para criar um pacote de resgate muito maior e também com comentários otimistas do secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, que está muito satisfeito com os acontecimentos na Europa nas duas últimas semanas, como as reformas na Itália, Espanha e Grécia e os avanços para a integração fiscal da União Europeia. O Stoxx Europe 600 sobe quase 1%, compensando a queda de 0,3% da sessão anterior, depois que a Standard & Poors alertou para um potencial rebaixamento para a classificação de 15 países da zona do euro. Bancos lideram os ganhos. KBC Group sobe 6%, o BNP Paribas ganham 4% e Société Générale tem alta de 3,6% e ajudam os índices franceses CAC 40 e o alemão DAX 30. Em Frankfurt, Commerzbank sobe 3,3% e Deutsche Bank sobe quase 3%. As ações da varejista alemã Metro cai 4,22%, após o Citigroup rebaixar de neutro para vender e o HSBC cortá-la de excesso de peso para o neutro, após a varejista reduzir sua previsão de vendas em 2011. O índice FTSE 100 do Reino Unido também sobe, liderado por ganhos de ações do setor bancário como o Barclays que sobe 3,06% e HSBC em alta de 1,85%. As ações de mineradoras sobem, animadas com altas de metais preciosos. Ações da Randgold Resources sobem 4,10%, Xstrata ganham 3,24%, BHP Billiton sobe 1.50% e Rio Tinto tem alta de 2,57%. As petrolíferas BG Group sobe 0.98% e BP sobe 0.61%. As ações da varejista de artigos de luxo Burberry sobe 2,7%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h25):
Austrália: +0,72%
Nikkei: +1,71%
Hong Kong: +1,58%
Xangai Composite: +0,38%

EUROPA
London - FTSE: +0,77%
Paris Cac 40: 1,36%
Frankfurt - Dax: +1,36%
Madrid IBEX: +1,16%
Milão MIB 40: +1,45%

COMMODITIES
BRENT: +0,54%
WTI: +0,51%
OURO: +1,14%
COBRE: +0,85%
SOJA FUTURO: +0,70%
ALGODÃO FUTURO: -0,13%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,79%
S&P: +0,86%
NASDAQ: +0,84%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

RESENHA DA BOLSA - HARAMOTO TERÇA-FEIRA 06/12/2011

RESUMO DA MADRUGADA: As ações asiáticas encerraram a terça-feira em queda, com investidores preocupados após a Standard & Poor alertar para possíveis downgrades à países da zona euro, inclusive França e Alemanha. Hang Seng de Hong Kong perdeu 1,2%, enquanto Xangai Composite caiu 0,3%. Nikkei do Japão caiu 1,4%, Kospi da Coreia do Sul recuou 1% e S & P / ASX 200 da Austrália caiu 1,4%. Ações em Wall Street fecharam em alta na segunda-feira, mas durante seus melhores níveis do dia, os mesmos foram abalados com a confirmação da notícia de que S & P havia colocado os ratings soberano de longo prazo de 15 países da zona euro em revisão para um possível rebaixamento. A ação incluiu todos os membros do euro com exceção do Chipre, que já estava sob vigilância negativa e da Grécia, cuja classificação CC já sinaliza um alto risco de inadimplência. O alerta veio no início de uma semana com muitos eventos importantes programados na Europa, incluindo uma reunião de cúpula da União Européia prevista para sexta-feira, bem como as decisões importantes a serem divulgados pelo Banco Central Europeu e Banco da Inglaterra.

RX DA ÁSIA: Bancos de Hong Kong caíram na sequência do aviso da S & P. Banco Agrícola da China recuou 1,7% e Bank of China fechou abaixo de 1,8%, enquanto HSBC declinou 1%, após receber uma grande multa pelos reguladores do Reino Unido sobre as vendas de alguns títulos para os pequenos investidores. A maioria dos bancos japoneses também perderam terreno. Nomura Holdings e Financeiro Mizuho recuaram 1,9% cada. Na terça-feira, o Reserve Bank of Australia cortou sua taxa em um ponto percentual para 4,25%, segunda vez em dois meses e com o Presidente do BC Glenn Stevens citando ameaça crescente de uma desaceleração global. Ações australianas não suportaram a pressão e cederam. Adicionando-se a isso, os futuros das commodities perderam terreno no pregão eletrônico, afetando as mineradoras australianas, que devolveram parte dos ganhos da sessão anterior. Rio Tinto perdeu 2,2%, enquanto a mineradora de ouro Newcrest Mining caiu 4% depois de um downgrade de comprar para manter pelo Deutsche Bank. Setor de metais também foram menores em outros mercados. Sumitomo Metal Mining ficou abaixo de 1,8% e JFE Holdings recuou 4,1% em Tóquio, Jiangxi Copper caiu 3,1% e Angang Steel perdeu 3,8% em Hong Kong. Espirit Holding, listado em Hong Kong, caiu 10,5% depois que seu diretor financeiro pediu demissão por motivos pessoais em meio a uma grande reestruturação em curso na empresa. A lider do setor imobiliário, China Vanke subiu 2,2% na bolsa de Xhenzhen, apesar de relatar queda de 36% nas vendas em novembro em relação ao ano anterior e segundo estrategistas do Credit Suisse, vai influenciar pouco, visto que a empresa já obteve 89% de sua meta para o ano. No entanto, muitas empresas do setor em Hong Kong tiveram fraco desempenho. China Resources Land caiu 2,5% e China Overseas Land & Investment caiu 5,8%.

EUROPA: As ações européias abriram em queda nesta terça-feira. Investidores na expectativa da divulgação do PIB da Zona do Euro, bem como o pedido á indústria alemã, que será divulgado logo em seguida. O Stoxx Europe 600 cai 0,3% na sessão da manhã. DAX 30 da Alemanha cai. Destaque para ações da RWE que afunda 11,5% após o grupo de energia anunciar na segunda-feira um aumento de capital destinado a reforçar a sua base de capital. Ainda no setor de serviços alemão, E. ON cai 4,2%. Na França, o índice CAC-40 cai, com a concessionária Electricité de France em queda de 2%. FTSE 100 da Grã-Bretanha cai ligeiramente com a United Utilities Group em baixa de 1,7%. Bancos com movimentação mista no Reino Unido. Barclays cai 0.52%, HSBC perde 1.12% e Lloyds Banking sobe 3.15%. No setor de mineração, BHP Billiton cai 0.87% e Rio Tinto cai 1.29%.

TÍTULOS EUROPEUS: A Itália lidera a rentabilidade dos títulos, após alerta do S & P. O rendimento dos títulos de 10 anos do governo italiano, que havia caído acentuadamente na segunda-feira, aumentou 20 pontos base para 6,05%. Os títulos com rendimento de 10 anos da Espanha aumentu 4 pontos base para 5,17%, enquanto rendimento 10 anos da França aumentou 6 pontos base para 3,19%. Alemanha viu o seu rendimento 10 anos aumentar 2 pontos base para 2,23%.

AGENDA DE HOJE :
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Industrial Production de Outubro (números da produção industrial da Alemanha).
REINO UNIDO: Industrial Production de Outubro (números da produção industrial do Reino Unido).
EUA: 13h30 - Relatório de Estoques de Petróleo norte-americano; 18h00 - Consumer Credit de outubro (mede o total de crédito disponível ao consumidor).

ÍNDICES MUNDIAIS (7h25):
ÁSIA
Austrália: -1,48%
Nikkei: -1,39%
Hong Kong: -1,24%
Xangai Composite: -0,31%

EUROPA
London - FTSE: -0,26%
Paris Cac 40: -0,55%
Frankfurt - Dax: -1,10%
Madrid IBEX: -0,30%
Milão MIB 40: -1,06%

COMMODITIES
BRENT: +0,09%
WTI: -0,13%
OURO: -1,29%
COBRE: -1,66%
SOJA FUTURO: +0,11%
ALGODÃO FUTURO: +0,30%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,09%
S&P: -0,15%
NASDAQ: +0,09%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.
Você encontrará também esse material no site http://haramoto.blogspot.com
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader