Veja Também

Veja Também

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

SEXTA-FEIRA 31/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

BRASIL: PIB referente ao segundo trimestre.
EUA: 10h45 - Chicago PMI de agosto (mede o nível de atividade industrial na região);
11h00 - Factory Orders de julho (mede o volume de pedidos, feitos à indústria como um todo, de bens duráveis e bens não duráveis);
12h55 - Versão final do Michigan Sentiment de agosto (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana);
11h00 - Discurso do Presidente do Federal Reserve Ben S. Bernanke  (coletiva de imprensa onde revelará como a autoridade monetária observa o atual desempenho da economia local).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:  Final Manufacturing PMI de Julho (nível de atividade de manufatura na zona do euro);
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO: PMI Manufacturing  (nível de atividade de manufatura no Reino Unido);
EUA: Mercados estarão fechados, por conta do feriado do Dia do Trabalho.


ÁSIA: Os principais mercados asiáticos,  ficaram compasso de espera aguardando o discurso de presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke. A grande questão é se o presidente falará sobre mais estímulos econômicos e se o FED cogita  a possibiilidade de alguma medida de flexibilização quantitativa. Em 2010, o presidente do Fed usou o referido fórum para apresentar diferentes opções de medidas políticas e de alívio e sugeriu sua preferência por compras em larga escala de ativos (QE2). Este ano, Bernanke pode voltar a discutir os custos e benefícios de alternativas diferentes, no entanto, Bernanke provavelmente não dar uma resposta clara à pergunta QE3, mas qualquer indício será suficiente. O mercado de Tóquio esteve sob pressão de venda, após dados mostrarem uma leitura inesperadamente negativa sobre a produção industrial de julho, na sequência dos números decepcionantes das vendas no varejo, divulgadas na quinta-feira. Nikkei do Japão caiu 1,60%, Kospi da Coreia do Sul  e S & P / ASX 200 da Austrália  recuaram 0,1% cada.  Hang Seng de  Hong Kong perdeu 0,4% e  Xangai Composite Index caiu 0,25%, estacionando em torno de um  nível  de três anos e meio atrás. As ações americanas caíram na quinta-feira, com os investidores preocupados com o evento em Jackson Hole, Wyo. No mês, os índices de Xangai e Hong Kong tiveram quedas de 2,4% e 1,5%, respectivamente.  Nikkei teve alta de 2,2% no mês, enquanto o Kospi subiu 1,1% e S & P / ASX  200 ganhou 1%.

MOTORES NA ÁSIA:  Empresas japonesas figurava entre os principais decliners em Tóquio. Nikon recuou 3,1%,  Suzuki Motor perdeu 3,4% e Honda Motor teve queda de 2,4%. Sharp  caiu 9,3% após Hon Hai Precision de Taiwan, dizer que as conversações para renegociar o seu investimento na empresa japonesa ainda não tinha chegado a uma conclusão.  A fabricante de auto-peças Denso caiu 4,4%, enquanto a produtora de caminhões e escavadeira  Hitachi Construction Machinery   perdeu 2,2% depois de um downgrade da MUFJ para o neutro. Produtoras japonesas de aço também perderam terreno depois de um relatório publicar que o aço chinês barato tem forçado alguns produtores japoneses baixar os preços para competir. Nippon Steel teve queda de 5,6%e  Sumitomo Metal Industries teve queda de 5,1%. Em sentido inverso, algumas mineradoras australianas conseguiram retomar parte das perdas acentuadas da semana. Rio Tinto subiu 1,25% e Mount Gibson Iron avançou 4,3%.  Empresas de propriedade tiveramm ganhos sólidos em Hong Kong depois de uma forte queda na sessão anterior. Henderson Land Development  e Sino Land subiram 1,6% cada.   Analistas do Citigroup disse que novas políticas para habitação e terras em Hong Kong, anunciadas na quinta-feira, foram "relativamente leves". As medidas, destinadas a esfriar rapidamente crescente dos preços imobiliários no território, incluíu planos para 65.000 novos apartamentos residenciais nos próximos três a quatro anos. As seguradoras também avançaram.  China Life Insurance  e Ping An Insurance subiram  0,8% cada.    No lado negativo em Hong Kong, China Merchants Holdings International caiu 2,4% depois de anunciar que comprou uma participação de 50%  na Thesar Maritime, operadora portuária por 150 milhões euros (US $ 188 milhões).

EUROPA: As bolsas europeias são negociadas em escalas apertadas na abertura do pregão, com os investidores permanecendo cautelosos antes do discurso Reserva Federal dos EUA, Ben Bernanke, ainda hoje. O índice Stoxx Europe 600 avança 0,2%, para 265,37.  Aeroports de Paris é o destaque negativo no pan-índice, deslizando 4,4%, após a empresa informar que o lucro do primeiro semestre caiu 18,1%. Em uma nota mais otimista, a empresa francesa de artigos de luxo Hermes International sobe  2,4%, após postar aumento de 15% no lucro nos primeiros seis meses do ano. Invertendo uma série recentes perdas, o setor de mineração lidera o índice FTSE 100, seguindo a alta no mercado de metais. Vedanta Resources avança 1,7%. Antofagasta sobe 1,5% e Rio Tinto é negociado 1,3% maior. Anglo American e BHP Billiton sobe 1,1% e 1,2%, respectivamente.  Eurasian Natural Resources tem alta de 1,2%. Xstrata sobe 1,8% em meio a especulações de que a fusão com a empresa de commodities Glencore International seria um fracasso. Na quinta-feira, a Qatar Holding informou que vai votar contra a proposta de fusão. Fresnillo sobe 1,9% e Randgold Resources avança 1,7%. Polymetal International aumenta 1,13%. Apoiando ainda o índice, a empresa de  serviços petrolíferos Petrofac sobe 1,5% e AMEC tem alta de 1,7%. A empresa de maquinário industrial Weir sobe 1,9%. Na direção oposta, empresa de publicidade WPP cai 1,3% e aumenta as perdas  do dia anterior, após anunciar na quinta-feira que estava cortando sua previsão de receita em 2012. Na Alemanha, os bancos impulsionam o índice DAX 30, com um ganho de 1,8% para o Deutsche Bank e 0,8% para o Commerzbank. Em Paris, CAC 40 sobe apoiada na alta de 1,8% do Credit Agricole.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: +0,01%
Nikkei: -1,60%
Hong Kong: -0,36%
Xangai Composite: -0,25%

EUROPA
London - FTSE: +0,15%
Paris Cac 40: +0,54%
Frankfurt - Dax: +0,53%
Madrid IBEX: +0,98%
Milão MIB 40: +1,11%

COMMODITIES
BRENT: +0,26%
WTI: +0,19%
OURO: +0,25%
COBRE: +0,18%
NÍQUEL: -0,03%
SOJA FUTURO: -0,46%
ALGODÃO FUTURO: -0,07%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,30%
SP500: +0,36%
NASDAQ: +0,42%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

QUINTA-FEIRA 30/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
9h30 - Personal Income (renda individual dos cidadãos norte-americanos) e Personal Spending (gastos dos consumidores), ambos de junho e também o núcleo do Personal Consumption Expenditures - PCE (gastos pessoais dos americanos - medida de inflação mais acompanhada pelo Fed);
9h30 Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:  Consumer Price Index (CPI) de Agosto (indicador mensal da inflação ao consumidor europeu);  Unemployment Rate  de Julho (taxa de desemprego na União Europeia).
ALEMANHA: Unemployment Rate de Agosto (taxa de desemprego na Alemanha).
REINO UNIDO: Retail Sales de Julho (saldo das vendas no comércio do Reino Unido).
BRASIL: PIB referente ao segundo trimestre.
EUA: 10h45 - Chicago PMI de agosto (mede o nível de atividade industrial na região); 11h00 - Factory Orders de julho (mede o volume de pedidos, feitos à indústria como um todo, de bens duráveis e bens não duráveis); 12h55 - Versão final do Michigan Sentiment de agosto (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana); 11h00 - Discurso do Presidente do Federal Reserve Ben S. Bernanke (coletiva de imprensa onde revelará como a autoridade monetária observa o atual desempenho da economia local).


ÁSIA:  As bolsas asiáticas foram negociadas em baixa nesta quinta-feira, com dados fracos, queda nos preços das commodities e balanços mal recebidos, colocando pressão sobre os principais mercados, um dia antes do tão esperado discurso do presidente do Federal Reserve dos EUA, Ben Bernanke, em Jackson Hole, Wyoming. As perdas contrastaram com ligeiros ganhos em Wall Street, após o Livro Bege do Federal Reserve revelar expansão gradual da economia dos EUA, enquanto o PIB dos EUA cresceu a uma taxa anual de 1,7% entre abril e junho, quando a estimativa anterior era de 1,5%. Hang Seng de Hong Kong caiu 1,2%,  seu nível mais baixo desde o final de julho,  enquanto o índice Xangai Composite fechou próximo à estabilidade, recuperando das perdas iniciais. Kospi da Coreia do Sul caiu 1,2%,  S & P / ASX 200 da Austrália  e Nikkei do Japão  caíram 0,9% cada.  A atividade varejista do Japão caiu 0,8% em julho, ante o ano anterior, primeira queda desde novembro. O índice Composto da Indonésia recuou 2%, enquanto Sensex da Índia caiu 0,3%. O Dow Ásia caiu 0,8%.

MOTORES NA ÁSIA: As varejistas caíram em Tóquio após os dados. J. Front Retailing  recuou 2%; Fast Retailing fechou em queda de 1,4% e Seven & I Holdings recuou 2%. Durante a madrugada, os preços das commodities ajudaram a derrubar as produtoras de aço no Japão. Nippon Steel caiu 3,6%, Kobe Steel perdeu 1,6% e JFE Holdings recuou 2,8%. Na Austrália, Fortescue Metals perdeu 1,6% e Atlas Iron despencou  5,5%. A prestadora de serviços para mineração Boart Longyear mergulhou 37% em Sydney após reportar lucro, mas reduziu sua perspectiva para o ano. Entre as empresas de recursos na China, Jiangxi Copper caiu 2% depois de reportar  que o lucro do primeiro semestre caiu quase 40%, devido enfraquecimento nos preços do cobre. Ainda em Hong Kong, Shipper China Cosco caiu 1,8% depois de ter relatado queda no lucro líquido no primeiro semestre enquanto  China Shipping Container Lines despencou 11% após também reportar perdas em meio à frete deprimido. Banco Agrícola da China recuou 2,7%, mesmo depois de postar  aumento de mais de 20% no lucro no primeiro semestre. Dow Jones Newswires informou que a posição banco continua sendo a mais fraca entre os quatro maiores bancos da China. Bank of Communications recuou 3,5%, Banco Industrial e Comercial da China perdeu 1,9% e China Merchants Bank caiu 1,8%.  As incorporadoras foram pressionados por preocupações com possíveis novas medidas para esfriar o mercado imobiliário local, depois da notícia de um recorde de 61 milhões dólares em vendas de apartamentos de luxo na Ilha de Hong Kong. As ações da Sino Land  perderam 5% após o desenvolvedor imobiliário registrar um lucro líquido anual inferior. Hang Lung Properties  encerrou em queda de 2,6%, New World Development caiu 2,4%, enquanto Sung Hung Kai Properties  caiu 3,6%.  Entre os poucos ganhadores na Ásia, Softbank avançou 1,6% em Tóquio, depois da Nomura elevar o preço-alvo para suas ações.          

EUROPA: As bolsas europeias rastreiam as perdas das bolsas asiáticas na abertura desta quinta-feira, com os investidores inquietos, um dia antes do discurso no tradicional encontro dos bancos centrais do presidente do FED dos EUA, Ben Bernanke. O índice Stoxx Europe 600  perde 0,3%, para 266,08, depois de fechar pelo segundo dia consecutivo no vermelho.  A maior empresa de publicidade do mundo, a WPP do Reino Unido, posta uma das maiores perdas no pan-índice, caindo 2,95%, depois de cortar sua previsão de receita para 2012. Apontando em outra direção, a  varejista francesa Carrefour dispara  8%, após reduzir seu prejuízo no primeiro semestre, apesar da queda no lucro operacional, devido pressão sobre os principais mercados onde atua. No Reino Unido,  HSBC Holdings  perde 0,7% e o Barclays   cai 0,8%.  O banco anunciou Antony Jenkins como novo presidente-executivo. Contrariando a tendência no setor bancário, as ações do Royal Bank of Scotland avançam 1,4%. As mineradoras continuam sua tendência de queda. Kazakhmys cai 2,11%, Eurasian Natural Resources recua 1,62%, Rio Tinto perde 1,7%, Antofagasta cai 1,5%, Vedanta Resources é  negociado 1,4% menor, Anglo American cai 1,2%, BHP Billiton perde 1,3% e Xstrata  cai 0,8%. As perdas pressionam o índice FTSE 100. Ações franceses também recuam.  Pernod Ricard cai 1,48%, após a empresa de bebidas informar um aumento de 10% no lucro anual, mas abaixo das expectativas dos analistas. O índice CAC 40 cai.  Entre ações alemãs, os fabricantes de automóveis tombam. BMW perde 2,25%, Daimler recua 2,7% e Volkswagen tropeça 1,8%. O índice DAX 30 também é negociado em queda.

DADOS NA EUROPA:  O sentimento econômico na zona do euro caiu para 86,1 em agosto, ante 87,9 em julho, refletindo um declínio em todo os setores. Economistas previam uma queda para 87,6. A confiança dos consumidores caiu para menos 24,6, contra menos 21,5 em julho. O indicador de confiança da indústria caiu  para menos 15,3, ante menos 15,1 em julho, enquanto o indicador de serviços caiu para menos 10,8, de menos 8,5. O indicador de comércio varejista caiu para menos 17,3, de menos 15,0, enquanto o índice de construção agosto caiu para menos 33,1, contra  menos 28,5 em julho. O número de trabalhadores alemães desempregados cresceu  9.000 postos sazonalmente ajustada, em agosto. A taxa de desemprego permaneceu estável em 6,8%. Economistas previam um aumento de 8.000.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: -0,94%
Nikkei: -0,95%
Hong Kong: -1,19%
Xangai Composite: -0,03%

EUROPA
London - FTSE: -0,13%
Paris Cac 40: -0,30%
Frankfurt - Dax: -0,67%
Madrid IBEX: -0,47%
Milão MIB 40: -0,16%

COMMODITIES
BRENT: +0,40%
WTI: +0,11%
OURO: -0,13%
COBRE: +0,45%
NÍQUEL: +0,70%
SOJA FUTURO: +0,04%
ALGODÃO FUTURO: +0,22%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,33%
SP500: -0,36%
NASDAQ: -0,36%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

QUARTA-FEIRA 29/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
9h30 - Segunda prévia do PIB e de seu deflator, ambos baseados no segundo trimestre;
11h00 - Pending Home Sales de junho (mede a venda de casas existentes nos EUA com contrato assinado, mas ainda sem transação efetiva);
11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano;
15h00 -  Livro Bege do Fed (relatório importante sobre o desempenho atual da economia do país).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Services Confidence de Agosto (nível de confiança do consumidor no setor de serviço na Zona do Euro);  Consumer Confidence de Agosto (nível de confiança do consumidor na Zona do Euro);  Economic Confidence de Agosto (confiança dos consumidores na atividade econômica da Zona do Euro);  Industry Confidence de Agosto (confiança dos executivos na indústria da Zona do Euro).
ALEMANHA: Unemployment Rate de Agosto (taxa de desemprego na Alemanha).
REINO UNIDO:  Consumer Credit de Julho (volume total de crédito ao consumidor britânico);  Consumer Confidence de Agosto (nível de confiança do consumidor no Reino Unido).
EUA: 9h30 - Personal Income (renda individual dos cidadãos norte-americanos) e Personal Spending (gastos dos consumidores), ambos de junho e também o núcleo do Personal Consumption Expenditures - PCE (gastos pessoais dos americanos - medida de inflação mais acompanhada pelo Fed); 9h30 Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego).


RESUMO DA MADRUGADA:  A maioria dos mercados asiáticos fecharam em queda nesta quarta-feira, após as bolsas americanas fecharem a sessão de ontem sem brilho. Investidores aguardam o discurso do presidente do FED, Ben Bernanke, na reunião anual dos bancos centrais na cidade de Jackson Hole, Wyoming, antes da reunião de política do Fed em 12 e 13 de setembro. Ele já usou o evento anteriormente, para sinalizar intenções de política do Fed. Os mercados globais tiveram amplos ganhos durante o último mês, impulsionados pela esperança de uma terceira rodada de compra de títulos ou outras medidas do Fed para apoiar o crescimento e além das expectativas de que o Banco Central Europeu (BCE) agirá em breve para controlar os custos de empréstimo e conter a crise da dívida da zona do euro. O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, cancelou seu discurso programado para o sábado, alegando grande volume de trabalho previsto nos próximos dias. Xangai Composite caiu 0,96%, Hang Seng de Hong Kong caiu 0,12%  e S  & P / ASX 200 perdeu 0,1%. Em sentido contrário, Nikkei do Japão subiu 0,40%, enquanto Kospi da Coreia do Sul subiu 0,64%.

EUROPA:  As  bolsas europeias abriram em queda, com investidores europeus também em compasso de espera, aguardando os eventos dos bancos centrais dos EUA e da Europa. O presidente do BCE, Mario Draghi disse ontem que ele e outros membros do conselho do BCE não váo estar presente na conferência de Jackson Hole, aumentando expectativas de que o BCE poderá anunciar alguma estratégia mais abrangente de suas compras de títulos na reunião do BCE na próxima semana. No início deste mês, Draghi disse que o BCE poderia comprar títulos espanhóis e italianos. O índice Stoxx Europe 600 cai 0,41%. O conglomerado de construção e telecom Bouygues posta uma das maiores quedas no pan-índice, caindo 6,4%, após anunciar que espera lucro anual menor do que o previsto anteriormente em sua  unidade de telecomunicações. A empresa de cosméticos L'Oréal cai 4%, depois que reportar uma queda na margem do lucro operacional no primeiro semestre. As perdas pesam sobre CAC 40 da França.  Setores sensíveis, como bancos e empresas de recursos, estão entre os destaques de queda na Europa. Société Générale cai 0,9% em Paris, Banco Santander cai 1,2% e adiciona pressão sobre o índice IBEX 35 da Espanha. No Reino Unido, as mineradoras arrastam o índice de referência para baixo. Rio Tinto perde 2,29%, Antofagasta cai 1,5% e BHP Billiton recua 1,24%, derrubando o índice FTSE 100.  HSBC Holdings cai 0,7% e o  Barclays opera abaixo de 1,2%. Glencore International cai 2,4%, após Financial Times publicar, sem citar fontes, que o Norges Bank Investment Management, se opõe a fusão da Glencore com a mineradora Xstrata. O furacão Isaac atingiu a costa do sudeste da Louisiana, como uma tempestade de categoria 1, derrubando os preços do petróleo. As cias de energia Tullow Oil cai 0,8%, BP e Royal Dutch Shell perdem 0,4% cada. Entre ações alemãs, Deutsche Lufthansa cai 2,15%, em meio a negociações fracassadas entre a companhia aérea e o sindicato alemão sindicato UFO, o que representa a tripulação da companhia, aumentando a possibilidade de greve. O índice DAX 30 cai.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h00):

ÁSIA
Austrália: -0,07%
Nikkei: +0,40%
Hong Kong: -0,12%
Xangai Composite: -0,96%

EUROPA
London - FTSE: -0,43%
Paris Cac 40: -0,51%
Frankfurt - Dax: -0,57%
Madrid IBEX: -0,27%
Milão MIB 40: -0,21%

COMMODITIES
BRENT: -0,94%
WTI: -0,61%
OURO: -0,43%
COBRE: -0,71%
NÍQUEL: -0,02%
SOJA FUTURO: -0,84%
ALGODÃO FUTURO: +0,71%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,07%
SP500: -0,08%
NASDAQ: -0,03%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 28 de agosto de 2012

TERÇA-FEIRA 28/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
10h00 - S&P/Case-Shiller Home Price de junho (mostra a trajetória dos preços das casas nos EUA por meio de uma média móvel trimestral);
11h00 - Consumer Confidence de agosto (mede a confiança dos consumidores norte-americanos).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Consumer Price Index de Agosto (inflação ao consumidor na Alemanha).
REINO UNIDO:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 9h30 - Segunda prévia do PIB e de seu deflator, ambos baseados no segundo trimestre; 11h00 - Pending Home Sales de junho (mede a venda de casas existentes nos EUA com contrato assinado, mas ainda sem transação efetiva); 11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano; 15h00 - Livro Bege do Fed (relatório importante sobre o desempenho atual da economia do país).


RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados acionários chineses recuperaram nesta terça-feira, liderada pelo setor financeiro, após o índice fechar a sessão anterior num nível abaixo de um ano e meio atrás. O Xangai Composite Index acabou  0,9% maior, O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,1%, enquanto S  & P / ASX 200 da Austrália subiu 0,4%.   Kospi da Coreia do Sul caiu 0,1%, enquanto Nikkei do Japão fechou em baixa de 0,6%, depois que o governo japonês cortou sua previsão econômica pela primeira vez este ano, citando "alguns movimentos fracos", como as exportações. O governo também observou que "ainda há um risco de restrições de fornecimento de energia elétrica".

DESTAQUES NA ÁSIA: Bancos e varejistas lideraram os ganhos em Xangai. Citic Securities subiu 0,5%, China Merchants Bank avançou 1,5% e  Citic Bank Corp China fechou em alta de 1,3%.  O governo chinês pode lançar em breve, medidas que aumentam a margem de negociação das corretores, que será capaz de emprestar mais dinheiro aos clientes. Os fabricantes de automóveis japoneses e concessionárias de energias caíram depois de comunicados do governo. Honda Motor recuou 1,9% e Nissan Motor caiu  2,1%. Kansai Electric Power despencou 10%, Hokkaido Electric Power perdeu 8,2% e Chubu Electric Power  caiu 10%.  As preocupações sobre o crescimento econômico pesam sobre o mercado sul-coreanos. Montadora Hyundai Motor caiu 1,6%, enquanto a fabricante de chips Hynix SK fechou abaixo de 2%. Samsung Electronics subiu 1,1% em Seul, recuperando parte da queda de 7% da sessão anterior, quando os investidores reagiram a uma decisão de patente dos EUA, em favor da Apple Inc. Perdas na cotação do futuro do ouro, derrubou Zijin Mining Group que recuou 2,3% em Hong Kong. A produtora australiana de ouro Newcrest Mining  caiu 1,9% depois de suspender as operações em uma mina em Papuan. Ainda na Austrália, outras mineradoras ficaram sob pressão. Fortescue Metals caiu 2,5%, enquanto Rio Tinto perdeu 0,7%. Sharp ampliou os ganhos da segunda-feira com outro aumento de 9,1% em Tóquio. O chefe da Hon Hai Precision de Taiwan disse que sua empresa irá em frente com o seu investimento previsto na Sharp. Hon Hai caiu 2,6% em Taiwan. Ações da Aozora Bank do Japão dispararam 14% depois que a empresa anunciou que planeja pagar suas dívidas e recomprar cerca de um quinto de suas ações em circulação e aumentar o seu dividendo, assim como a Baoshan Iron & Steel, com alta de 10% em Xangai, depois de anunciar que também planeja recomprar suas ações.

EUROPA:  As bolsas europeias abriram em baixa,  depois que o Japão reduziu sua previsão de crescimento. O índice Stoxx Europe 600 cai 0,61%, devolvendo os ganhos de 0,5% da segunda-feira. Pesa sobre o pan-índice, as fabricantes de medicamentos. Novartis tem queda de 1%, Roche cai 1,1% e a GlaxoSmithKline recua 0,6%. Nokia cai 5,7%, devolvendo parte dos ganhos de 7,7% na segunda-feira, quando um Apple Inc. obteve vitória judicial que ajudou as ações da empresa finlandesa. Apontando em outra direção, a fabricante de turbinas eólica Vestas Wind Systems dispara 15,2%, após confirmar que está em conversações com a Mitsubishi Heavy Industries para  uma  cooperação estratégica. As mineradoras também pesam, seguindo a queda nos preços dos metais. Rio Tinto  cai 1,5%, Vedanta Resources perde 2,3% e BHP Billiton recua  0,5%. As perdas pesaram sobre o índice FTSE 100 do Reino Unido.  O índice ficou fechada por conta de um feriado na segunda-feira.  Na França, o grupo petrolífero Total perdeu 0,9% e acrescenta pressão sobre o índice CAC 40. Entre as ações alemãs,  Deutsche Lufthansa cai1,5%, após o sindicato anunciar que vai convocar uma greve depois de fracassarem asnegociações com a companhia aérea. Deutsche Bank cai 1,27%, ajudando a derrubar o índice DAX 30, apesar do sentimento do consumidor ter vindo melhor do que o esperado , não aumentou o otimismo do investidor alemão. A pesquisa de mercado GfK manteve-se inalterada em 5,9 pontos, superando as expectativas de uma leitura de 5,8 pontos. O IBEX 35 da Espanha cai com o movimento dos bancos. Banco de Sabadell recua  2,6%, o Banco Popular Español cai 1,4% e Banco Santander cai 0,3%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: +0,36%
Nikkei: -0,57%
Hong Kong: +0,07%
Xangai Composite: +0,85%

EUROPA
London - FTSE: -0,01%
Paris Cac 40: -0,50%
Frankfurt - Dax: -0,35%
Madrid IBEX: -0,08%
Milão MIB 40: +0,35%

COMMODITIES
BRENT: +0,39%
WTI: +0,46%
OURO: -0,56%
COBRE: -0,61%
NÍQUEL: -1,02%
SOJA FUTURO: +0,28%
ALGODÃO FUTURO: -0,74%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,09%
SP500: +0,13%
NASDAQ: +0,17%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://www.forexpros.com.pt e no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

SEGUNDA-FEIRA 27/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
11h30 - Dallas Fed Manufacturing de Agosto (atividade de manufatura na região).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA:  GFK Consumer Confidence  de Setembro (mede o nível de confiança do consumidor alemão sobre a economia local).
REINO UNIDO:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 10h00 - S&P/Case-Shiller Home Price de junho (mostra a trajetória dos preços das casas nos EUA por meio de uma média móvel trimestral); 11h00 - Consumer Confidencede agosto (mede a confiança dos consumidores norte-americanos).


RESUMO DA MADRUGADA: A maioria das principais bolsas asiáticas fecharam em queda. As ações de Wall Street subiram na sexta-feiram após o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, indicar em uma carta que o FED tem mais ferramentas, se necessário. Nikkei do Japão terminou com um ganho de 0,2%, contrariando a tendência regional. Declarações do premiê Wen Jiabao à rádio estatal que a nação precisa de políticas para ajudar os exportadores, aumentou as expectativas de medidas de flexibilização econômica no país, mas não impediu que as ações chinesas perdessem terreno,  com dados mostrando um declínio de 5,4% no lucro de grandes empresas industriais da China em julho em comparação com o mesmo período do ano passado. O Xangai Composite Index caiu 1,7%, para um nível não visto desde janeiro de 2009. Hang Seng de Hong Kong teve perda mais modesta, fechando em queda de 0,4%.   S & P / ASX 200 da Austrália foi  negociados queda de 0,1%, enquanto o sul-coreano Kospi  também perdeu 0,1% em uma sessão volátil,  com a Samsung Electronics afundando 7,7%, após um tribunal da Califórnia aplicar à rival da Apple Inc., multa de  $ 1,05 bilhão, por violar seis patentes da Apple e que esta não violou nenhuma patente da coreana.

EUROPA:  As principais bolsas europeias abriram em queda, com baixo volume, com o mercado em  Londres, fechado devido ao Feriado de verão. O índice Stoxx Europe 600 cai 0,12%. O índice subiu 0,1% na sexta-feira. Na semana, o índice perdeu 1,8%, quebrando uma seqüência de 11 semanas ganhando.  As ações da Nokia salta 10,03%, após a Samsung perder uma disputa de patentes contra a Apple Inc. Entre outros destaques, as ações da Sanofi cai 1%, após o Food and Drug Administration dos EUA pedir para Refile seu pedido de folga em Lemtrada, um medicamento desenvolvido para tratar esclerose múltipla. A agência pediu esclarecimentos adicionais do medicamento Lemtrada, para tratamento de esclerose múltipla, pesando sobre o francês índice CAC 40. Também contribui a queda de 0,5%  das ações da empresa energia Total  O alemão DAX 30 cai  com uma queda de 0,6% para a concessionária de energia E.ON. Contrabalanceia o mercado, o  aumento de 1,4% para siderúrgica ThyssenKrupp.

IFO ALEMÃO: O índice que mede a confiança dos empresários alemães, caiu mais que o esperado em agosto, para 102,3, a partir de uma leitura de 103,3 de julho, com empresas da maior economia da Europa, preocupados com o futuro. Economistas previam uma leitura de 102,7. "As exportações e o consumo interno tem protegido a economia alemã contra a crise do euro, mas esta imunidade, no entanto, está se desintegrando rapidamente nos últimos meses", disse o economista do ING Bank, em Bruxelas. O índice de expectativas Ifo, que mede a perspectiva de negócios para os próximos seis meses, caiu para 94,2, contra 95,5 em julho, enquanto o indicador das condições atuais caiu para 111,2, contra 111,5.

OIL FUTURES: O petróleo para entrega em outubro avança 1%, ou 97 cents, para $97.13, o barril na New York Mercantile Exchange.  Investidores monitoram os efeitos da tempestade tropical Isaac, que atingiu a Flórida e segue para a região do Golfo do México.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: -0,12%
Nikkei: +0,16%
Hong Kong: -0,41%
Xangai Composite: -1,74%

EUROPA
London - FTSE: ---%
Paris Cac 40: -0,01%
Frankfurt - Dax: -0,12%
Madrid IBEX: -0,48%
Milão MIB 40: +0,11%

COMMODITIES
BRENT: +1,07%
WTI: +1,12%
OURO: +0,10%
COBRE: ---
NÍQUEL: ---
SOJA FUTURO: +0,88%
ALGODÃO FUTURO: -1,74%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,05%
SP500: +0,23%
NASDAQ: +0,48%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

SEXTA-FEIRA 24/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
 9h30 - Durable Good Orders de julho (volume de pedidos e entregas de bens duráveis no período).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: German Ifo Business Climate Index (pesquisa com cerca de 7.000 empresas e mostra a situação atual dos negócios e as condições da zona euro)
REINO UNIDO:   Feriado bancário
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.


RESUMO DA MADRUGADA:  As bolsas asiáticas tiveram uma queda acentuada nesta sexta-feira, com aumento do pessimismo sobre a saúde da economia global, após dados industriais decepcionantes na Europa e na China, divulgadas ontem.  A queda nas bolsas americanas vieram com o aumento de pedidos de seguro desemprego acima da expectativa e também com as declarações do presidente do FED de St. Louis, James Bullard, de que é contra outra flexibilização quantitativa no momento. Bullard não é um membro votante do FOMC, este ano. Nikkei do Japão perdeu 1,2%, Kospi da Coreia do Sul caiu 1,2% e S & P / ASX 200  da Austrália  recuou 0,8%. Hang Seng de Hong Kong caiu 1,3%, enquanto o índice Xangai Composite deslizou 1%.

MOTORES DA ÁSIA: Em Tóquio, a empresa de energia JX Holdings caiu 1,7% e a rival Inpex recuou 1,3%.  China Petroleum & Chemical, listada em Hong Kong caiu 1,9%.    Ainda em  Hong Kong, a produtora de metal Aluminum Corp of China  perdeu 2,1%, enquanto Zijin Mining caiu 2,6%.   Mineradoras australianas também sucumbiram. BHP Billiton fechou em queda de 1%, e Rio Tinto mergulhou 4,4%.  A produtora de minério de ferro Fortescue Metals caiu 6%, devido a queda nos preços do minério de ferro, esta semana. Fabricantes de aço recuaram no Japão e na Coréia do Sul. JFE Holdings caiu 3,6% e Nippon Steel   recou 1,17% em Tóquio, enquanto Posco caiu 2,2% em Seul.  Setor financeiro também sofreu. Nomura Holdings perdeu 2,8% em Tóquio, Macquarie Group recuou 1,8% em Sydney e Bank of China caiu 1,3% em Hong Kong depois de apresentar ganhos no primeiro semestre, mas ficou abaixo das previsões dos analistas. As ações da HSBC Holdings caíram  1,15%, após S & P corta  a perspectiva do credor para negativa, citando  lavagem de dinheiro e outras questões regulamentares nos EUA. Seguindo um iene ainda forte, setor de tecnologia japonês e empresas de produtos eletrônicos sofreram. Alps Electric recuou 5,23%, Advantest perdeu 1,80% e Tokyo Electron caiu 3,39%. Ações da Sony caiu 1,5%, com a empresa planejando cortar cerca de 1.000 empregos em sua joint venture Sony Ericsson - agora totalmente dela- com objetivo de reduzir custos na unidade de smartphones. Samsung Electronics caiu 1,6% depois de um tribunal sul-coreano decidir que a empresa violou uma patente da Apple Inc., mas em contrapartida, a Apple infringiu duas patentes da Samsung. Entre os ganhadores poucos, Sharp disparou 5%, após um relatório Nikkei dizer que dois de seus credores podem oferecer 150 bilhões de ienes (1,9 bilhões) de linha de crédito para a empresa dentro de um mês. Ainda contrariando a queda do mercado,  China Unicom de Hong Kong  subiu 3,4% depois de um aumento no lucro líquido melhor do que o esperado no primeiro semestre.    

EUROPA: As bolsas europeias estendem as perdas, com a queda do otimismo sobre estímulos monetários por parte dos bancos centrais e seguindo a queda nas bolsas asiáticas.   As atenções se voltam  para a Grécia, com o primeiro-ministro Antonis Samaras se encontrando com a chanceler alemã, Angela Merkel, em Berlim. Samaras no início da semana disse que a Grécia precisa de mais tempo para implementar as reformas acordadas como parte do programa do segundo resgate ao país. O índice Stoxx Europe 600 cai 0,02%. Destaque para a fabricante de equipamentos de telecomunicações Nokia, que figura entre os melhores desempenhos do índice, subindo 3,1%, depois que um tribunal coreano deu a sentença sobre o processo de patentes entre a Samsung Electronics e a Apple Inc. O veredicto não trouxe vantagem para nenhuma das empresas. Bancos e empresas de recursos estâo entre as maiores quedas. Banco Santander cai 1,8%, enquanto o HSBC do Reino Unido perde 1,3%.  Ainda em Londres, Barclays tem queda de 1,9%. Pesa sobre o índice FTSE 100, as mineradoras, seguindo a queda nos preços dos metais. Rio Tinto  cai 2,81%, Vedanta Resources recua 1,33% e BHP Billiton perde 2%. O grupo de investimentos Ashmore perde 4,8% depois que o Citigroup cortou o papel de neutro para vender. O francês CAC 40, cai com a siderúrgica ArcelorMittal deslizando 3,09%, juntamente com Société Générale caindo 3,4%, Credit Agricole perdendo 2,5% e BNP Paribas recuando 2,2%.    DAX 30 da Alemanha cai com Commerzbank, 0,9% menor e Deutsche Bank caindo 1%.

PIB DO REINO UNIDO:  O Produto Interno Bruto do Reino Unido encolheu menos que o estimado anteriormente, contraindo 0,5% no segundo trimestre de 2012,  marcando o terceiro trimestre consecutivo de declínio. A estimativa esperada era de que a economia encolhesse 0,7%. O setor de construção foi um dos setores mais afetado, com queda de 3,9%, enquanto a produção das indústrias encolheu 0,9%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h00):

ÁSIA
Austrália: -0,79%
Nikkei: -1,17%
Hong Kong: -1,25%
Xangai Composite: -0,99%

EUROPA
London - FTSE: -0,06%
Paris Cac 40: -0,33%
Frankfurt - Dax: -0,25%
Madrid IBEX: -0,31%
Milão MIB 40: -0,36%

COMMODITIES
BRENT: +0,06%
WTI: -0,02%
OURO: -0,25%
COBRE: +0,02%
NÍQUEL: +0,37%
SOJA FUTURO: +0,55%
ALGODÃO FUTURO: -1,00%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,09%
SP500: +0,01%
NASDAQ: +0,08%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

QUINTA-FEIRA 23/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
 9h30 - Initial Claiims (número de pedidos de auxílio-desemprego);
11h00 - FHFA - House Price Index (dado que mensura o preço cobrado pelas hipotecas às famílias norte-americanas);
11h00 - New Home Sales de junho (número de casas novas com compromisso de venda realizado durante o mês).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA:  Import Prices de Julho (mede os preços de bens importados na Alemanha).
REINO UNIDO:   Gross Domestic Product (Preliminar) do 2º Trimestre (estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido).
EUA: 9h30 - Durable Good Orders de julho (volume de pedidos e entregas de bens duráveis no período).


RESUMO DA MADRUGADA:  Os mercados asiáticos fecharam em alta nesta quinta-feira, com os investidores  aumentando expectativas por novas medidas por parte do Banco Popular da China, após  dados pessimistas de manufatura.  O HSBC divulgou sua pesquisa preliminar ou "flash" do PMI da China (PMI) para agosto, seguindo uma baixa de nove meses, cravando 47,8 em uma escala até 100 pontos, contra 49,3 de julho (números finais). O resultado é consequência da fraqueza nas novas encomendas e embarques, marcando o 10 º mês consecutivo em que a produção chinesas permaneceu abaixo do nível de 50 pontos, que separa a contração da expansão. Nikkei do Japão subiu 0,5%, enquanto Hang Seng de Hong Kong liderou a região com um avanço de 1,2%. Kospi da Coreia do Sul subiu 0,4%, enquanto o australiano S & P / ASX 200 avançou 0,2%.  O Xangai Composite Index terminou 0,3% maior e o Shenzhen Composite subiu 0,5%. As bolsas americanas recuperaram na segunda metade do pregão, após a  minuta do Federal Reserve mostrar que a comissão do banco central discute a possibilidade de uma terceira rodada de estímulo à economia na sua última reunião.

MOTORES DA ÁSIA: Os futuros de commodities avançaram na Ásia, em meio às expectativas de novas medidas de apoio à economia. Jiangxi Copper subiu 3,6% e Aluminum Corp of China  subiu 1,8% em Hong Kong.   Korea Zinc saltou 4,5% no mercado sul coreano. Em Sydney, Alumina avançou 2,8%, enquanto Paladin Energy  subiu 0,7%.   Empresas imobiliárias de Hong Kong também se beneficiou das esperanças de estímulos. China Overseas Land & Investment  avançou 2,7%, enquanto Henderson Land Development adicionou 4,7%, mesmo depois de reportar uma queda de mais de 12% no lucro líquido do primeiro semestre. Wharf Holdings  subiu 4,7% após o conglomerado imobiliário informar fortes resultados do primeiro semestre. Empresas da China continental caíram. Poly Real Estate caiu 0,8% e Gemdale terminando inalterada em Xangai. A queda do dólar dos EUA ajudou a commodities, mas também levou ao iene japonês à um movimento de alta sendo negociado a ¥ 78,54. O movimento pesou sobre exportadores japoneses. Pioneer caiu 4,1%, Mitsubishi Motors caiu 2,6% e Panasonic terminando estável.   Entre as blue-chips no Japão, a Sharp subiu 1,1%, após um relatório  do canal de tv NHK dizendo que a empresa, sem dinheiro, pode em breve receber um adicional de ¥ 200.000.000.000 (2,56 bilhões dólares) em empréstimos.  Balanços impulsionaram algumas empresas, como a companhia aérea australiana Qantas que subiu 2,6%, apesar de postar seu primeiro prejuízo anual em cerca de duas décadas. As ações da China Telecom ampliaram sua alta, desta vez de 6,7%, após divulgação de seu balanço.    

EUROPA:  As esperanças por nova rodada de estímulo monetário adicional por parte do FED dos EUA ajudaram os mercados europeus a abrirem em território positivo, compensando fracos dados de produção da China, mas perde terreno após PMI da Zona do Euro mostrar contração pelo sétimo mês seguido. O índice Stoxx Europe 600 sobe 0,17%. Na quarta-feira, o índice caiu 1,2%, seu pior desempenho diário desde o início de agosto. Bancos e empresas de recursos, estavam entre os maiores beneficiários deste sentimento positivo. O banco francês BNP Paribas  sobe  0,94%  subiu 0,7% e o pesopesado HSBC avança 0,54%.  Na França, Credit Suisse sobe 1,8%, após upgrade de esperar para comprar pelo Deutsche Bank. Société Générale sobe 1,5%, ajudando a elevar o índice CAC 40. Entre ações alemãs, o Deutsche Bank sobe 1,7% e Commerzbank avança 1,7%, ajudando o índice de referência DAX 30. Deutsche Lufthansa sobe 0,8%, após o sindicato alemão que representa  os funcionários das companhias aéreas disse não ter planos imediatos para se manifestar. No início deste mês, os funcionários representados pelo sindicato votou pela greve e exigiu um aumento salarial de 5%. O índice FTSE 100 do Reino Unido avança, em parte levantado pelo setor de mineração do país, com a alta nos preços dos metais. Rio Tinto   ganha 0,5%, BHP Billiton sobe 1,1% e Vedanta Resources sobe 1,6%. Apontando em outra direção, a SABMiller desliza 1,2%, após Nomura cortar a cervejaria de neutro para reduzir. Fora do índice de referência de Londres, a mineradora de ouro Petropavlovsk cai 12% após o lucro no primeiro semestre cair 90%. A rede varejista holandesa Royal Ahold também contraria a tendência positiva e desliza 1,9% depois postar um ganho de 25% no lucro do segundo trimestre, mas mantém uma perspectiva cautelosa.

PMI DA ZONA DO EURO: A atividade do setor privado na zona do euro contraiu pelo sétimo mês consecutivo em agosto, mas em um ritmo mais lento do que em julho. O índice subiu para 46,6 a partir de uma leitura de 46,5 de julho. Economistas previam uma leitura inalterada.  A leitura do PMI de serviços caiu para 47,5 contra de 47,9 em julho, enquanto o PMI de produção subiu para 45,3, contra 44,0.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: +0,17%
Nikkei: +0,51%
Hong Kong:+1,12%
Xangai Composite: +0,25%

EUROPA
London - FTSE: +0,40%
Paris Cac 40: +0,22%
Frankfurt - Dax: +0,19%
Madrid IBEX: -0,49%
Milão MIB 40: +0,18%

COMMODITIES
BRENT: +1,04%
WTI: +0,72%
OURO: +1,33%
COBRE: +1,22%
NÍQUEL: +1,10%
SOJA FUTURO: -0,47%
ALGODÃO FUTURO: -0,79%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,29%
SP500: +0,31%
NASDAQ: +0,28%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

QUARTA-FEIRA 22/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
11h00 -Existing Home Sales de julho (mede as vendas de casas usadas no país);
11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano;
15h00 - Ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:   Purchasing Managers Index Manufacturing de Agosto (mostra o nível de atividade de manufatura na Europa); Purchasing Managers Index Services de Agosto (mostra pesquisa referente ao nível de atividade no setor de serviços na Europa); Consumer Confidence de Agosto (mostra o nível de confiança do consumidor na Zona do Euro).
ALEMANHA:   Gross Domestic Product do 2º trimestre (números do Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha);  Purchasing Managers Index Manufacturing de Agosto (nível de atividade de manufatura na Alemanha); Purchasing Manager Index Services de Agosto (mostra pesquisa referente ao nível de atividade do setor de serviços na Alemanha).
REINO UNIDO:   Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA:  9h30 - Initial Claiims (número de pedidos de auxílio-desemprego); 11h00 - FHFA - House Price Index (dado que mensura o preço cobrado pelas hipotecas às famílias norte-americanas); 11h00 - New Home Sales de junho (número de casas novas com compromisso de venda realizado durante o mês).


RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados de ações asiáticos fecharam em queda nesta quarta-feira, puxadoS por números japoneses fracos e pelo pessimismo dos dados chineses a serem divulgados amanhã.  As exportações caíram 8,1% ante o ano anterior, superando em muito as expectativas de uma queda de 3,6%, enquanto os embarques para a China diminuiu quase 12%. Nikkei do Japão foi negociado com queda de 0,3%, Kospi da Coreia do Sul  perdeu 0,4% e S & P / ASX 200  da Austrália diminuiu 0,1%. Nos mercados chineses, Hang Seng de Hong Kong caiu 1,1%, enquanto o índice Xangai Composite recuou 0,50%.    As quedas vieram depois que as ações dos Estados Unidos encerraram com perdas, com investidores realizando lucros, após a recente sequência de alta.

MOTORES DA ÁSIA:  Destaque de queda para as siderúrgicas, após analistas citarem recentemente o aumento na produção chinesa de aço, face a queda no preço do metal. Nippon Steel caiu 1,7% e Sumitomo Metal Industries recuou 1,6%. Maanshan Iron & Steel caiu 5,5% e Angang Steel   perdeu 2,2% em Hong Kong, enquanto a coreana Posco Steel caiu 1,8%.   Ainda em Seul, as ações da fabricante de chip de computador, Samsung Electronics  caiu 1,8%, diante sua batalha de patentes  com a Apple Inc. Os números abaixo do esperado da fabricante de computadores  Dell não ajudou o sentimento dos fornecedores de componentes para computador na Ásia, depois de diminuir sua meta para ano fiscal. A chinesa Lenovo perdeu 2,7% em Hong Kong. No Japão, a gigante de eletrônicos Sony caiu 1,1%, enquanto a Panasonic  recuou 2,6%.  As ações da empresa de jogos de computador Nintendo perdeu 0,7% e os da Kyocera caiu 1,1%. Kyodo News informou que os dois eram entre as empresas sob investigação nos EUA por violação de patente wifi. Ganhos  para o euro, alimentada por avanços nas esperanças de compra de títulos pelo Banco Central Europeu,ajudou alguns exportadores japoneses com forte exposição na Europa. Mazda Motor negociou em território positivo durante a maior parte do dia, mas acabou em queda 0,5%.  Produtores de petróleo e metal tiveram perdas em Hong Kong. Cnooc caiu 1,7%, estendendo as quedas nas sessôes anteriores, depois de lucros decepcionantes, enquanto a PetroChina caiu 2,3%, com investidores aguardando seu balanço no final do dia.    Da mesma forma, Aluminum Corp of China, que deve divulgar seus resultados na sexta-feira, caiu 2,1% em Hong Kong.  Ainda frente aos balanços, China Telecom reportou queda de mais de 8% em seu lucro no primeiro semestre, mas o resultado superou as estimativas e suas ações subiram 4,5%. A mineradora gigante anglo-australiana BHP Billiton caiu 0,33%, após anunciar queda de 35% no lucro anual, devido a queda nos preços das commodities. A produtora de petroleo Woodside Petroleum recuou 3,1% depois de reportar uma redução de 1,9% no  lucro líquido do primeiro semestre. Suncorp subiu 0,7%, após a seguradora anunciar um salto de 60% no lucro.

EUROPA: As bolsas europeias apresentam perdas na abertura, com os investidores nervosos antes da reunião entre o primeiro-ministro grego Antonis Samaras e o chefe do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker e depois  Samaras viaja à Berlim para encontrar com a chanceler alemã, Angela Merkel na sexta-feira. A questão é se a Grécia fez o suficiente para receber sua próxima parcela do resgate que deverá ser desembolsado no próximo mês. O primeiro-ministro grego pedirá mais tempo para implementar as medidas de austeridade e disse ao diário alemão Bild que seu país precisa de "espaço para respirar", para reanimar a economia. O índice Stoxx Europe 600 cai 0,7%. Empresas de petróleo adicionam pressão sobre o  pan-índice, seguindo a queda nos preços do petróleo cru. A francesa Total cai 0,88%, enquanto a BP do Reino Unido cai 0,7% e italiana ENI recua 0,61%. Os bancos estão entre os destaques de queda. No Reino Unido, o pesopesado HSBC cai 0,74%, o Standard Chartered recua 1,46% e Royal Bank of Scotland perde 1,01%. O índice FTSE 100 cai. A mineradora BHP Billiton cai 1,8% depois de relatar sua primeira queda de 35% no lucro em três anos e com adiamentos de projetos. Na Alemanha, os fabricantes de automóveis estavam em declínio e acrescentam pressão sobre o índice DAX 30. BMW cai 1,9%,  Daimler  perde 1,7% e Volkswagen recua 1,2%. Entre ações franceses, Peugeot cai 2,1%, enquanto a siderúrgica ArcelorMittal desliza 2,23%, derrubando o índice CAC 40.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: -0,17%
Nikkei: -0,27%
Hong Kong: -1,06%
Xangai Composite: -0,50%

EUROPA
London - FTSE: -1,08%
Paris Cac 40: -0,65%
Frankfurt - Dax: -0,78%
Madrid IBEX: -0,77%
Milão MIB 40: -0,99%

COMMODITIES
BRENT: -0,55%
WTI: +0,22%
OURO: +0,14%
COBRE: +0,08%
NÍQUEL: +0,68%
SOJA FUTURO: -0,66%
ALGODÃO FUTURO: -0,98%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,12%
SP500: -0,22%
NASDAQ: -0,15%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 21 de agosto de 2012

TERÇA-FEIRA 21/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:     Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA:   Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO:   Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 11h00 -Existing Home Sales de julho (mede as vendas de casas usadas no país); 11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano; 15h00 - Ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve..


RESUMO DA MADRUGADA:   A maioria dos principais mercados asiáticos fecharam em alta nesta terça-feira, seguindo a fraqueza de Dow Jones. S & P / ASX 200  da Austrália  subiu 0,4%, atingindo seu nível mais alto desde 4 de maio. O  Xangai Composite Index  avançou 0,5% e o Shenzhen Composite Index subiu 1,4%. Kospi da Coreia do Sul   caiu 0,2% e Nikkei do Japão  perdeu 0,2%.   Hang Seng de Hong Kong  terminou em queda de 0,02%, arrastado pela petrolífera Cnooc. Sensex da Índia subiu 0,6% e Straits Times de Cingapura fechou em alta de 0,2%. Ambos os mercados estavam fechados por conta de feriado na segunda-feira. No mês, as bolsas asiáticas ganharam entre 0,4% e 5,3% até agora, mas osinvestidores aguardam  a minuta do  Federal Open Market Committee de amanhã e decisões sobre a crise da dívida soberana da zona do euro decisões, que será divulgada mais tarde. As bolsas asiáticas reagiram positivamente, após um relatório divulgado pela agência estatal de notícias Xinhua, que disse que a China está  considerando introduzir de medidas para impulsionar o consumo doméstico este ano. Tais medidas provavelmente incluem o incentivo à utilização de crédito.

MOTORES DA ÁSIA: Empresas de energia lideraram a alta na Austrália. Woodside Petroleum   avançou 2,5%, após a Chevron e Royal Dutch Shell  concordaram em  trocar participações em ativos  de gas natural na Austrália ativos-gás, incluindo  operações da Woodside, enquanto Cnooc pesou sobre Hong Kong. Alguns ativos ajudaram a limitar as perdas do índice, incluindo um aumento de 2,2% para a operadora de casino Sands China, um avanço de 1,5% para Aluminum Corp of China  e um aumento de 6% para Tingyi Holding  após o Credit Suisse atualizar de neutro para  outperform. A varejista do continente, listada em Hong Kong, GOME Electrical Appliances disparou 14%, após notícias de possíveis iniciativas do governo para impulsionar os gastos dos consumidores.  Em Tóquio, a empresa de jogos Konami subiu 3,6%, enquanto a Nintendo avançou 2,2%, após o lançamento nos EUA, de seu sistema de jogo portátil 3DS XL. Algumas classificações ajudaram algumas empresas japonesas, como a Fujitsu  que terminou em alta em 3,7%, após um upgrade do Citigroup de neutro para comprar, no entanto, o corretor também rebaixou a empresa  japonesa transporte Mitsui OSK Lines de comprar para neutro, que por sua vez, caiu 2,7%.  Empresas de maquinários também pesou sobre o mercado de Tóquio. Hitachi Construction Machinery fechou abaixo de 3% e Komatsu perdeu 2,8% após SMBC Nikko Securities cortar ambas as empresas de outperform  para o neutro, em parte devido às menores vendas na China.   No comércio coreano, a LG Chem caiu 0,9% depois que a empresa disse que está sob investigação pelo Departamento de Justiça dos EUA por possível cartel de preços das baterias de lítio. Ainda em Seul, a fabricante de chip SK Hynix subiu 2,8%.

EUROPA: Boatos sobre estímulo monetário  na China e discursos sobre os planos de resgate de títulos da zona do euro aumentam a confiança dos investidores na Europa e impulsionam a maioria dos índices. O índice Stoxx Europe 600 sobe 0,4%, para 272,66, após  fechar em queda de 0,5% na segunda-feira, o primeiro prejuízo em três dias. Mineradoras estavam entre os destaques de alta, depois do relatório de Informação Econômico da agência de notícias estatal chinesa Xinhua, de que Pequim estava planejando novo estímulo econômico para o segundo semestre do ano. Rio Tinto sobe 1,9%, BHP Billiton ganha 1,6% e Anglo American sobe 1,9% e ajudam a levantar FTSE 100 do Reino Unido. Bancos também impulsionam o índice. Royal Bank of Scotland sobe 1,2%,  Barclays sobe 1,9% e Lloyds Banking sobe 0,7%.  Em outros países, o setor bancário também é destaque, recuperando perdas do dia anterior, quando o Banco Central Europeu classificou uma reportagem de fim de semana sobre um plano para rendimento diferenciado de "enganosa". O Bundesbank alemão reiterou sua oposição ao Banco Central Europeu sobre a compra de dívidas para reduzir os custos dos empréstimos das nações endividadas. o diário do Reino Unido  Daily Telegraph no entanto, também informou  na segunda-feira  que os técnicos do BCE estão examinando  planos de rendimentos de títulos, entre outras opções. Além disso, Joerg Asmussen, membro alemão do conselho executivo do BCE, em entrevista a um jornal de Frankfurt, apoiou as compras de títulos. Bancos italianos sobem, ajudando a levantar o índice FTSE MIB. Banca Monte dei Paschi di Siena salta 6,5%, Intesa Sanpaolo sobe 3,1% e UniCredit adiciona 1,7%. Os rendimentos dos títulos de 10 anos do governo italiano caiu 7 pontos-base, para 5,70%, segundo a plataforma de comércio eletrônico Tradeweb. Na França, o Credit Agricole ganha 2,1%, Société Générale adiciona 2,1% e BNP Paribas sobe 2%. O índice CAC 40 sobe. Entre ações alemãs, ThyssenKrupp posta o maior ganho no índice, com alta de  2%. Deutsche Bank sobe 1,5% e Commerzbank sobe 1%, ajudando o índice DAX 30.  Vestas Wind Systems salta 5%, após a  fabricante de turbinas eólicas, anunciar nesta segunda-feira que o principal acionista BlackRock, aumentou sua participação nas ações da empresa para 5,04%

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: +0,44%
Nikkei: -0,16%
Hong Kong: -0,02%
Xangai Composite: +0,54%

EUROPA
London - FTSE:+0,28%
Paris Cac 40: +0,64%
Frankfurt - Dax: +0,36%
Madrid IBEX: +0,27%
Milão MIB 40: +1,35%

COMMODITIES
BRENT: +0,71%
WTI: +0,85%
OURO: +0,31%
COBRE: +1,06%
NÍQUEL: +0,24%
SOJA FUTURO: +1,58%
ALGODÃO FUTURO: -0,23%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,20%
SP500: +0,19%
NASDAQ: +0,27%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

SEGUNDA-FEIRA 20/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
09h30 - Chicago Fed National Activity Index de Julho (nível de atividade econômica de Chicago).
BRASIL: Vencimento de opções.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:     Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA:   Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO:   Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA:  Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.


RESUMO DA MADRUGADA:  As bolsas asiáticas iniciaram a semana com uma nota pessimista na segunda-feira. Após dados mostrarem que os preços dos imóveis subiram na maioria das grandes cidades, caíram as expectativas para novas medidas apoio à economia e que Pequim irá continuar,  até mesmo estender, medidas de aperto no setor imobiliário.O Xangai Composite Index  encerrou em queda de 0,4% e o Shenzhen Composite Index subiu 0,3%. Hang Seng de Hong Kong caiu 0,1%. O sul-coreano Kospi caiu 0,6%, enquanto S & P / ASX 200 da  Austrália foi negociado abaixo de 0,1%.   Nikkei do Japão terminou a sessão acima de 0,1%, estendendo o movimento de sexta-feira, quando se fechou em seu nível mais alto em mais de três meses.  Mercados na Índia, Indonésia, Cingapura e Filipinas ficaram fechadas por conta de feriados. As bolsas dos EUA terminaram com  ligeiros ganhos na sexta-feira, ajudado por um aumento na confiança do consumidor e otimismo na Europa.

MOTORES DA ÁSIA: Na ausência de notícias importantes do exterior, o foco dos investidores ficou por conta dos balanços das empresas, apesar de não ter sido bom nos últimos dias. Aluminum Corp of China caiu 1,2%,  estendendo  perda de sexta-feira, quando a empresa registrou um prejuízo no primeiro semestre do ano. No Japão, a empresa de energia JX Holdings  caiu 1,9%, após o Morgan Stanley cortar sua classificação  de outperform para o neutro.   Empresas de energia também caiu em Hong Kong. China Petroleum & Chemical recuou 0,5% e China Coal Energy teve queda de 1,1%. Empresas de propriedade e os bancos também pesou sobre o mercado de ações de Hong Kong. Henderson Land Development caiu 1,5% e New World Development teve queda de 1,2%.  Incorporadoras da China Continental tiveram quedas menores. China Vanke terminou1,3% menor e Gemdale Corp caiu 2,4%.   Bank of Communications perdeu 1,7%. China Merchants Bank recuou1,4%, após reportar lucro maior no primeiro semestre. No mercado sul-coreano,  Samsung Electronics caiu 1% e estendeu as perdas da semana passada quando a gigante de eletrônicos caiu 3,8% na sexta-feira, depois que um juiz  teria dito que havia riscos, em referência ao litígio da empresa com a Apple na disputa de patentes, se o caso fosse a julgamento.  Sharp foi negociadas com queda de 5,4%, em meio à incerteza dos investidores sobre os planos de financiamento  da empresa.    A empresa australiana de telecomunicações Telstra  recuou 1,6%. Tanto o euro, quanto o dólar sustentou os ganhos de sexta-feira contra o iene japonês no pregão de segunda-feira.
Seguindo as perdas do iene, alguns exportadores japoneses ganharam terreno. Pioneer subiu 2,7% e Honda Motor  avançaram 0,2%. Protestos anti-japoneses na China se intensificou no domingo, depois que um grupo de ativistas japoneses desembarcaram em uma ilha reivindicada pelos dois países. Manifestantes chineses promoveram atos de vandalismos contra  lojas de varejo do Japão e carros de fabricação japonesa de carros.  

EUROPA: As bolsas europeias alternam entre pequenos ganhos e perdas. O índice Stoxx Europe 600 avança 0,1% superior a 272,97, depois de fechar a semana passada com alta de 1,1%, marcando a 11 ª semana consecutiva de ganhos.  BP  cai 0,35% e  a holandesa Shell recua 0,62% em Londres, apesar do avanço do petróleo. Apontando em outra direção,  Heineken sobe 1,54% após a fabricante de cerveja anunciar no sábado que elevou a oferta para compra da totalidade da participação de seu parceiro de joint-venture Fraser & Neave na  Asia Pacific Breweries. Os investidores aguardam reuniões importantes para discutir os problemas da dívida da zona-euro, cujas atençôes retornam à Grécia. O Primeiro-ministro grego Antonis Samaras encontrará com a chanceler alemã Angela Merkel em Berlim na sexta-feira e  pedirá uma extensão para quatro anos, ao invés de dois, para implementação de novas medidas de austeridade, como parte da segunda parcela do resgate ao país. O primeiro-Ministro grego  também vai visitar o presidente francês, François Hollande, no sábado. Enquanto isso, o Banco Central Europeu está ponderando colocar limites sobre os rendimentos de títulos soberanos de países como Itália e Espanha, prometendo intervenção se os custos dos empréstimos subir acima de um nível pré-determinado, segundo a revista alemã Der Spiegel. O relatório foi bem recebido entre os investidores, nos mercados espanhol e italiano. IBEX 35 da Espanha e o FTSE MIB da Itália sobem.  Os custos de empréstimos declinaram. Os rendimentos de 10 anos do governo espanhol tiveram queda de 27 pontos-base, para 6,16%, segundo a plataforma de comércio eletrônico Tradeweb. Os bancos lideram as quedas. Na Alemanha, o Deutsche Bank cai 0,78%, depois de relatos no fim de semana de que o Ministério Público dos Estados Unidos está investigando o banco sobre lavagem de dinheiro. Ninguém do banco comentou o assunto.  Commerzbank  cai 0,72%. O índice DAX 30, no entanto, avança impulsionado pela empresa de software SAP, que sobe 1,44%. No Reino Unido,  HSBC Holdings cai 0,1%, enquanto  Standard Chartered recua 0,39%. AstraZeneca perde 0,5% após o JP Morgan Cazenove rebaixar a fabricante de medicamentos de neutro para underweight. A fabricante de bebidas Diageo anunciou que está perto de comprar a Jose Cuervo Tequila por cerca de US $ 3 bilhões,  segundo o Sunday Times. A mineradora de platina Lonmin cai 4,1%, após violência e tiroteios em uma de suas minas na África do Sul. Além disso, o Deutsche Bank cortou o stock de esperar para vender após os incidentes. O índice FTSE 100 do Reino Unido opera em ligeira alta. Entre as ações francesas, as fabricantes de automóveis lideram as quedas. Peugeot  cai 0,64% e Renault perde 0,8%. A empresa de medicamentos Sanofi sobe 0,42%.  O índice CAC 40 opera em alta.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h20):

ÁSIA
Austrália: -0,13%
Nikkei: +0,09%
Hong Kong: -0,06%
Xangai Composite: -0,38%

EUROPA
London - FTSE: -0,08%
Paris Cac 40: +0,16%
Frankfurt - Dax: +0,51%
Madrid IBEX: +0,75%
Milão MIB 40: +0,59%

COMMODITIES
BRENT: +0,47%
WTI: -0,03%
OURO: -0,07%
COBRE: -0,94%
NÍQUEL: -1,25%
SOJA FUTURO: +0,33%
ALGODÃO FUTURO:+1,29%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,05%
SP500: +0,13%
NASDAQ: +0,15%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

SEXTA-FEIRA 17/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
10h55 - Preliminar do Michigan Sentiment de junho (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana);
11h00 - Leading Indicators de julho  (compreende vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção);

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:     Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA:   Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO:   Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.


RESUMO DA MADRUGADA:   A maioria dos mercados asiáticos subiram nesta sexta-feira, seguindo os sinais positivos vindas dos EUA e com os comentários de chanceler da Alemanha, que ajudou a diminuir as preocupações com a dívida da zona do euro, enquanto as ações japonesas tiveram um impulso extra com mais uma queda para o iene. Nikkei do Japão subiu 0,8%, na sequência da alta de 1,9% no dia anterior. S & P / ASX 200  da Austrália avançaram 0,4%, Hang Seng de Hong Kong subiu 0,8% e o Xangai Composite Index avançou 0,1%. Kopsi da Coréia do Sul caiu 0,7%.

MOTORES DA ÁSIA: Destaque para o setor financeiro na Ásia. Mitsubishi UFJ Financial subiu 1,7%, Sumitomo Mitsui Financial subiu 2,03% e Nomura Holdings  avançou 1,1% em Tókio.  Os comentários da chanceler Angela Merkel, ajudou a aliviar o iene frente ao euro, que subiu acima do nível de ¥ 98 e a  fraqueza nos rendimentos dos títulos japoneses ajudaram o dólar a manter acima ¥ 79. Assim, os exportadores, como a Honda Motor subiu 2,31%, Nikon avançou 1,97% e Fanuc subiu 2,21%.    Techs japoneses também tiveram um forte avanço, juntamente com seus pares norte-americanos, após Nasdaq  fechar acima de 1%. As ações da Toshiba subiram 3,73%  após um relatório dizendo que ela havia desenvolvido um motor de ímã que não precisa de chave, mas Sharp  caiu 1,7% após outro relatório dizendo que pode vender suas operações de copiadora e ar-condicionado. A empresa negou. Em Seul, Samsung Electronics caiu 2,8%, após um juiz teria dito que haveria riscos para ambos os lados no litígio entre a Samsung com a Apple, na disputa de patentes. LG Electronics caiu 1,5%. Em Hong Kong, as ações da Tencent Holdings saltou 2,8% após divulgar ganhos em seu balanço, ganhos que ajudaram a compensar uma queda de 2,7% da pesopesado China Mobile, na sequência da queda de 5% na quinta-feira, quando divulgou números mais fracos que os esperados.   Aluminum Corp of China ou Chalco, derrapou após ter relatado perdas para o primeiro semestre. As ações do continente ficaram novamente aquém do resto da região, com dados econômicos fracos pesando sobre o sentimento, com os investidores também descartando as recentes declarações do premier Wen Jiabao sugerindo nova ação política monetária. As ações australianas ganharam. Santos saltou 3,5%, apesar de relatar que o lucro caiu quase pela metade no primeiro semestre. Por outro lado, QBE Insurance caiu 4,47%, apesar de postar  ganhos no balanço, mas a seguradora reduziu seu dividendo e relatou uma margem menor do que o esperado. Entre os bancos, Australia  and New Zeland Banking  subiu 2,3% depois de uma atualização melhor do que o esperado.

EUROPA:  Os mercados europeus avançam em território positivo, sustentado pela declaração da chanceler alemã, Angela Merkel, no dia de ontem,  em visita ao Canadá, de que seu país está "empenhada em fazer tudo que puder para manter a moeda comum". O Stoxx Europe 600 sobe 0,2%, para 271,83, na sequência de um ganho de 0,3% na quinta-feira, alimentada por notícias de que a Espanha está se aproximando de um pedido formal de ajuda financeira de emergência. Destaque negativo no pan-índice para as ações da Lonmin do Reino Unido, que chegou a cair 8%, após aumento da violência em sua mina de platina em Marikana, na província da África do Sul. Sobe para 30, o número de mortos em decorrência de confrontos entre polícia e mineiros grevistas. O espanhol IBEX 35 sobe, na sequência da alta de 4% da sessão anterior, lliderando novamente os principais índices de referência na Europa, com um ganho de 1,3% para o Banco Santander, enquanto a telecom Telefonica sobe mais de 2%. Bancos tem desempenho positivo em toda a Europa, fornecendo suporte para a maioria dos índices. O alemão DAX 30 sobe liderada por um aumento de quase 1% do Commerzbank. Credit Agricole sobe 1,5% em Paris e Société Générale avança quase 1%, ajudando a levantar o francês CAC 40. O índice FTSE 100 do Reino Unido sobe com o Barclays subindo 2,5%, Lloyds Banking ganhando 1,8% e Royal Bank of Scotland adicionando 1,5%.  As mineradoras caem, seguindo preço dos metais.  Anglo American cai 1,9%, Eurasian Natural Resources mergulha 1,9%, Rio Tinto cai 1,6%, enquanto BHP Billiton perde 1,2%. A petrolífera BP sobe quase 1%.

CONTA CORRENTE DA EUROPA: O saldo em conta corrente da zona do euro continuou a subir em junho, contra as expectativas de uma queda, segundo dados do Banco Central Europeu. O superávit em conta corrente subiu para 12,7 bilhões de euros (15.630 milhões dólares americanos) em junho, contra EUR10.3 bilhões em maio. Analistas consultados pela Dow Jones Newswires previam uma queda no superávit  EUR6.0 bilhões.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h00):

ÁSIA
Austrália: +0,92%
Nikkei: +0,77%
Hong Kong: +0,77%
Xangai Composite: +0,13%

EUROPA
London - FTSE: +0,17%
Paris Cac 40: +0,15%
Frankfurt - Dax: +0,16%
Madrid IBEX: +1,73%
Milão MIB 40: +1,55%

COMMODITIES
BRENT: -0,47%
WTI: -0,19%
OURO: +0,11%
COBRE: +0,47%
NÍQUEL: -0,21%
SOJA FUTURO: +0,74%
ALGODÃO FUTURO: 0,00%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,01%
SP500: -0,07%
NASDAQ: +0,18%

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

QUINTA-FEIRA 16/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
 9h30 - Housing Starts. (número de casas que começaram a ser construídas) e Building Permits (autorizações para a construção de imóveis foram concedidas), ambos de julho;
9h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), em base semanal;
11h00 - Philadelphia Fed Index de agosto (mede a atividade industrial no estado).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:   Current Account de| Junho  (saldo da conta corrente na Zona do Euro);  Trade Balance de Junho  (números da balança comercial na Zona do Euro).
ALEMANHA:  Producer Price Index de  Julho (mede o índice de preços ao produtor da Alemanha).
REINO UNIDO:   Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 10h55 - Preliminar do Michigan Sentiment de junho (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana); 11h00 - Leading Indicators de julho  (compreende vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção);



RESUMO DA MADRUGADA: As ações japonesas terminaram em alta, liderando os mercados asiáticos nesta quinta-feira, com a fraqueza do iene frente ao dólar, devido à possibilidade de estímulo monetário do Federal Reserve.  Nikkei do Japão saltou de 1,9% para terminar em 9,092.76, seu primeiro fechamento acima do nível de 9.000 pontos desde 6 de julho. S & P / ASX 200 da Austrália  subiu 1,1%, TAIEX de Taiwan adicionou 0,3% e Kospi da Coreia do Sul  subiu 0,1%. Em sentido oposto, Xangai Composite Index perdeu 0,3% depois que os dados mostraram que o investimento direto estrangeiro contraiu em julho. Ações de Hong Kong teve uma reviravolta na negociação e fechou em queda de 0,5%, com números decepcionantes da gigante China Mobile.

MOTORES DA ÁSIA:  Destaque de queda em Hong Kong, China Mobile caiu 5%, depois que a companhia afirmou que seu lucro no primeiro semestre cresceu apenas 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado, aquém das estimativas. Exportadores japoneses tiveram um impulso devido movimentos cambiais, com a  valorização do dólar frente iene, com investidores analisando os recentes dados econômicos acima do esperado.  As fabricantes de automóveis estiveram particularmente fortes. Honda Motor subiu 2,1%, a Toyota Motor saltou 3,2% e Mazda Motor avançou 3,3%.  Ainda entre os exportadores, Sony saltou 3,9% e Canon subiu 2,8%.      Em Hong Kong,  Internet Tencent Holdings saltou 6,4% depois de reportar um aumento de 32% no  lucro líquido do segundo trimestre, após um aumento nas receitas de publicidade. Lenovo Group  saltou de 6,3%. A maior fabricante de computadores da China disse que seu lucro líquido no primeiro trimestre cresceram 30% em relação ao mesmo período um ano atrás devido ao forte crescimento nas exportações. AMP avançou 4,8% em Sydney após o gestor anunciar que seu lucro líquido no primeiro semestre subiu 10%, impulsionado pela sua aquisição nas operações  da AXA Asia Pacific’s. Wesfarmers subiu 3,8% após o conglomerado varejista, informar um avanço de 11% no  lucro líquido de 2,13 bilhões de dólares australianos (US $ 2,2 bilhões) no ano fiscal, após um forte desempenho em suas operações. Setor de energia avançaram em toda a Ásia, depois que os futuros  do petróleo bruto na Nymex atingiu a maior alta em três meses durante a madrugada em Nova York. Cnooc de Hong Kong subiram 0,5%, enquanto Inpex  ganhou 1,7% em Tóquio e  em Sydney, Woodside Petroleum  avançou 1,5% e Beach Energy  subiu 3%.    

EUROPA:  Os mercados  europeus caem, com as ações seguindo a atenuação da China e com a diminuição da expectativa de implementação da flexibilização da política monetária, no curto prazo por parte do Federal Reserve, após dados positivos da economia americana. O Stoxx Europe 600 cai 0,1% para 270,19. Destaque de queda no pan-índice, as fabricantes de medicamentos Sanofi em queda de 0,9%, Novo Nordisk perdendo 1,19% e  Roche caindo 0,6%.  Apontando em outra direção, as empresas de mineração sobem, após o premiê chinês Wen Jiabao  comentar sobre a economia. As mineradoras são sensíveis às notícias que saem da China, pois o país é o maior comprador dos recursos naturais. Vedanta Resources sobe 1,6%, BHP Billiton avança 0,8% e Fresnillo adiciona 1,3%. As empresas de petróleo adicionam pressão. BG Group cai 1,4%, após o Morgan Stanley cortar o estoque de overweight  para equalweight. A holandesa Shell perde 0,5%. Vodafone desliza 1%. FTSE 100 opera em queda. Dados mostraram que o volumes de vendas no varejo subiram 0,3% em julho  e cresceu 2,8% em relação ao mesmo mês do ano passado. A leitura ficou acima das expectativas dos analistas. Na França, o BNP Paribas cai 1,09%   e France Telecom recua 0,7%.   O índice CAC 40 cai, embora seja apoiado por um ganho de 2,8% para Veolia Environnement. O grupo Total cai 0,3%, seguindo os preços do petróleo mais baixo. Em Frankfurt, destaque para o conglomerado industrial Siemens que cai 0,5% e Infineon Technologies que sobe 1,6%. Merck sobe 2,3% após o JP Morgan Cazenove elevar o stock de underweight para o neutro. O índice DAX 30 opera em ligeira alta. Fora dos principais índices, a Telekom Austria mergulha 5,4% depois que cortou sua previsão em 2012, após receita no primeiro semestre diminuir 4,9%.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: +1,14%
Nikkei: +1,88%
Hong Kong: -0,45%
Xangai Composite: -0,32%

EUROPA
London - FTSE: -0,35%
Paris Cac 40: -0,30%
Frankfurt - Dax: -0,48%
Madrid IBEX: -0,28%
Milão MIB 40: +0,85%

COMMODITIES
BRENT: +0,22%
WTI: -0,11%
OURO: -0,01%
COBRE: +0,03%
NÍQUEL: +0,08%
SOJA FUTURO: -0,17%
ALGODÃO FUTURO: +1,55%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,11%
SP500: +0,07%
NASDAQ: +0,04%

BALANÇO CORPORATIVO:
EUA: Wal-Mart, Gap, Ross Stores, Dollar Tree, Perrigo, Sears Holdings, GameStop Corp.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

QUARTA-FEIRA 15/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
9h30 - NY Empire State Index de agosto (mede a atividade manufatureira no estado);
9h30 - CPI - Consumer Price Index (Indicador mensal da inflação ao consumidor dos Estados Unidos) e de seu núcleo Core CPI (mensura os preços ao consumidor, com exceção dos custos relativos à alimentação e energia), ambos de julho;
10h00 - Treasury International Capital de junho (demanda estrangeira por títulos e ativos norte-americanos);
10h15 - Industrial Production (produção industrial) e pelo Capacity Utilization (capacidade utilizada), ambos de julho;
11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano.

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA:  Consumer Price Index (CPI) de Julho  (indicador mensal da inflação ao consumidor europeu).
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO:   Retail Sales de Julho (divulga os números de vendas no varejo britânico).
EUA: 9h30 - Housing Starts. (número de casas que começaram a ser construídas) e Building Permits (autorizações para a construção de imóveis foram concedidas), ambos de julho; 9h30 - Initial Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego), em base semanal; 11h00 - Philadelphia Fed Index de agosto (mede a atividade industrial no estado).



RESUMO DA MADRUGADA:  As bolsas asiáticas caíra nesta quarta-feira,  devido a inação por parte dos bancos centrais, com investidores reduzindo as expectativas por estímulo para apoiar a economia global. Hang Seng de Hong Kong declinou 1,2%, enquanto Xangai China Composite perdeu 1,1% e TAIEX de Taiwan TAIEX recuou 0,2%.   Nikkei do Japão caiu 0,1% e S  & P / ASX 200 da Austrália  caiu 0,3%. Mercado sul-coreano ficou fechado por conta de feriado. As ações dos Estados Unidos ficaram a maior parte do tempo no campo negativo na terça-feira, depois que o Financial Times reportou que a Grécia está tentando ampliar seu programa de austeridade. Dados melhor do que o esperado também provou ser um fator negativo para o mercado dos EUA. As vendas melhor do que o esperado no varejo dos EUA, reduziram as expectativas para a implantação da flexibilização quantitativa 3, em referencia à uma possível terceira rodada de compras de ativos por parte do Federal Reserve.

MOTORES DA ÁSIA:  Setor financeiro foi destaque negativo na Ásia, com grandes bancos japoneses estendendo a fraqueza da sessão anterior. Mitsubishi UFJ Financial perdeu 0,6%, Mizuho Financial caiu 0,8% e Sumitomo Mitsui Financial recuou 2,2%.   Em Hong Kong, o HSBC Holdings  caiu 0,9%, enquanto Banco Industrial e Comercial da China  perdeu 1,1%, mas alguns grandes bancos conseguiram reverter a tendência. Standard Chartered saltou 3,6% em Hong Kong, depois qie o credor concordou em pagar US $ 340 milhões, após acusações por parte de um regulador do estado de Nova York, envolvendo operações com o Irã. Commonwealth Bank of Australia subiu 0,9% em Sydney depois de reportar um lucro  recorde de 7,1 bilhões de dólares australianos (7,45 bilhões dólares) no ano. No setor de mineração, BHP Billiton caiu 1% em Sydney, enquanto Aluminum Corp of China  perdeu 2,1% e Jiangxi Copper caiu 1,4% em Hong Kong. Em Xangai, as ações caíram 1,6% e 1,9%, respectivamente. Sharp despencou 12,4% em Tóquio, estendendo as perdas de 74,9%,  somente neste ano. Great Wall Motor recuou 5,1% em Hong Kong após uma reportagem do jornal Sydney Morning Herald dizendo que cerca de 24.000 carros chineses feitos pela Chery foram recolhidos devido a preocupações de que algumas partes poderiam conter amianto. Toyota Motor terminou com um ganho de 0,3% em Tóquio. Um jornal nikkei informou que o Japão está planejando oferecer subsídios para carros ultra-compactos, segmento na qual a Toyota tem presença.  O euro retornou acima do nível  de  ¥ 97, ajudando alguns exportadores japoneses com exposição na Europa. Komatsu subiu 1,8% e Canon subiu 0,7%.

EUROPA:  O recente rali nas ações europeias está  perdendo força nesta quarta-feira,  seguindo as perdas em Wall Street e na Ásia, reflexo da queda da expectativa de intervenção por parte dos bancos centrais de impulsionar a economia global. O Stoxx Europe 600  cai 0,20%. Na terça-feira, o índice fechou em seu nível mais alto desde 19 de março na esperança contínua de flexibilização da política  e dados de crescimento melhor do que o esperado da Alemanha e França. Empresas de tabaco estavam entre os maiores decliners na quarta-feira, depois que a indústria não conseguiu reverter a decisão judicial na Austrália, forçando as empresas a remover quase toda a marca nos pacotes de cigarros, dando impulso para outros países planejar medidas semelhantes. British American Tobacco  caiu 1,6% e Imperial Tobacco  desliza 1,4%, pesando sobre o índice FTSE 100 do Reino Unido. Mineradoras também adicionam pressão. Rio Tinto despenca 4,58%,BHP Billiton recua 2,07%,  Eurasian Natural Resources cai 4,12% e Anglo American  cai 3,17%. Vodafone recua 0,7%, após o Bank of America Merrill Lynch cortar o stock de comprar para o neutro.  Standard Chartered sobe 4,64%, após anunciar que irá pagar 340 milhões dólares para liquidar a acusação por parte do Departamento de Serviços Financeiros  de Nova York.  Barclays recua 0,75%, HSBC cai 1,60%, Royal Bank of Scotland cai 0,40% e Lloyds Banking sobe 0,36%. Na França, France Télécom cai 1,1% e o grupo petrolífero Total cai 0,5%, pesando sobre o índice CAC 40. Entre as ações alemãs, os fabricantes de automóveis acrescentam pressão sobre o  índice DAX 30. Volkswagen  perde 1,2%, Daimler cai 1,1% e BMW recua 0,7%.

BANCO DA INGLATERRA: Os membros do BOE, votaram por unanimidade no início deste mês para manter a taxa de juros inalterada em 0,5% baixo e manter o tamanho de seu programa de compra de ativos em 375 bilhões de libras (587,7 bilhões dólares).

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: -0,26%
Nikkei:-0,05%
Hong Kong: -1,18%
Xangai Composite: -1,10%

EUROPA
London - FTSE: -0,35%
Paris Cac 40: -0,30%
Frankfurt - Dax: -0,48%
Madrid IBEX: -0,28%
Milão MIB 40: +0,85%

COMMODITIES
BRENT: -1,60%
WTI: -0,20%
OURO: -0,51%
COBRE: -0,34%
NÍQUEL: -1,31%
SOJA FUTURO: +1,28%
ALGODÃO FUTURO: +0,77%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,11%
SP500: -0,16%
NASDAQ: -0,16%

BALANÇO CORPORATIVO:
EUA: Cisco Systems, Target, Deere & Company, Applied Materials, Limited Brands, Agilent Technologies, NetApp, Staples, Abercrombie & Fitch Co.

BRASIL: JBS Friboi, Jsl.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader

terça-feira, 14 de agosto de 2012

TERÇA-FEIRA 14/08/2012


AGENDA  DE HOJE :

EUA:
 9h30 - PPI (Producer Price Index) e de seu núcleo de maio (descrevem os preços praticados por produtores);
9h30 - Retail Sales  (mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços) e Retail Sales ex-auto (ignora as vendas de automóveis), ambos de julho);
11h00 - Business Inventories de junho (nível de vendas e de estoques das indústrias, além dos setores de atacado e varejo).

AGENDA DO PRÓXIMO PREGÃO
EUROPA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
ALEMANHA: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
REINO UNIDO:   Minuta da Reunião de Política Monetária do BoE da sua última reunião de política monetária, quando manteve a taxa básica de juros em 0,50%; ILO Unemployment Rate de Junho (taxa de desemprego); Average Earning Excluding Bonus de Junho (nivel de pagamento no curto prazo na economia britânica, excluindo bônus);  Claimant Count Rate de Julho (situação do desemprego no Reino Unido).
EUA: 9h30 - NY Empire State Index de agosto (mede a atividade manufatureira no estado); 9h30 - CPI - Consumer Price Index (Indicador mensal da inflação ao consumidor dos Estados Unidos) e de seu núcleo Core CPI (mensura os preços ao consumidor, com exceção dos custos relativos à alimentação e energia), ambos de julho; 10h00 - Treasury International Capital de junho (demanda estrangeira por títulos e ativos norte-americanos); 10h15 - Industrial Production (produção industrial) e pelo Capacity Utilization (capacidade utilizada), ambos de julho; 11h30 - Estoques de Petróleo norte-americano.


RESUMO DA MADRUGADA: Os mercados asiáticos subiram nesta terça-feira, com investidores aguardando as promessas de estímulos  por parte dos bancos centrais mundiais para apoiar o crescimento. Destaque para as ações de Hong Kong, que estendem os ganhos, subindo 1,1%, ajudada pelo início positivo dos mercados europeus, onde a Alemanha e a França divulgaram dados econômicos, melhor do que o esperado. Kospi da Coreia do Sul subiu 1,3%, Nikkei do Japão  subiu 0,5%, S & P / ASX 200 da  Austrália ganhou 0,2% e TAIEX de Taiwan avançou 0,6%. Xangai China Composite, que caiu 1,5% na sessão anterior, recuperou 0,3%.

MOTORES DA ÁSIA:   Alguns setores que são geralmente consideradas como apostas defensivas, aquelas que são menos afetados por condições econômicas adversas, tiveram fortes ganhos.  Em Tókio, empresas de serviços públicos Chubu Electric Power subiu 5,4% e Tokyo Gas avançou 1,5%, enquanto  China Resources Power Holdings subiu 3% em Hong Kong.  BlueScope Steel saltou 12,9% em Sydney, depois do aumento de 34,6% da segunda-feira, após assinar um acordo de aliança com a japonesa Nippon Steel. Nippon Steel terminou estável. National Australia Bank caiu 1,4% em Sydney depois de reportar um lucro trimestral estável e uma pequena queda na receita. Empresas de transportes marítimo estavam em queda no Japão. Mitsui OSK Lines caiu 2,7% em Tóquio, depois que o JP Morgan reduziu sua posição sobre a empresa  e do setor marítimo japonês em geral, de overweight para neutro. Kawasaki Kisen Kaisha  caiu 2,7% e Nippon Yusen declinou 1,7%.   Hyundai Heavy Industries caiu 1% em Seul, depois de um downgrade de outperform, para o neutro pelo Credit Suisse.  Toshiba caiu 3,7% depois que descartou planos imediatos para lançar aparelhos com base na nova versão do Windows OS da Microsoft Corp 's.  Uma matéria na terça-feira também disse que a empresa vai vender uma participação de 16% na usina nuclear nos EUA, junto com a empresa Westinghouse Electric. Sua parcela atual é de 67%. Swire Properties derrapou 4,2%, após notícia de que um um grande acionista estava vendendo sua participação na empresa. Ações do setor imobiliário recuperaram, depois de sofrer grandes prejuízos no dia anterior. Poly Real Estate Group subiu 2,9% em Xangai e China Vanke ganhou 1,9% em Shenzhen.  Destaque negativo para ações de seguradoras, que estendiam as quedas acentuadas da sessão anterior. Citic Securities  caiu 1,6% e Haitong Securities  perdeu 1,1%.

EUROPA:   Dados econômicos melhor do que o esperado, ajudam a levantar os mercados europeus nesta terça-feira. O Stoxx Europe 600 sobe 0,50%, prestes a fechar em seu nível mais alto desde março.  Entre destaques de alta, a refinaria de petróleo da Galp Energia sobe 4,2% após a parceira Petrobras anunciar encontrou óleo de boa qualidade no poço de Carcará, no pré-sal da Bacia de Santos. Galp Energia detém 14% do bloco.  Outras empresas de petróleo também estavam em alta, acompanhando os preços do petróleo mais elevado. Francesa Total sobem 1,2%, ajudando a enviar o CAC 40 para o território positivo. Entre as ações alemãs, a alta de 0,9% da Merck, ajuda a elevar o índice DAX 30. A rival Bayer sobem 0,8%,  rastreadas pelo desempenho superior da Merck. Bancos ainda presta apoio em Frankfurt. Commerzbank avançam 1,2% e Deutsche Bank  ganham 0,7%.  No Reino Unido,  a empresa de petróleo BP sobe 1%, BG Group adiciona 0,9% e  a holandesa Shell supera em 0,6%, os números de ontem.   O índice FTSE 100 avançam, apoiada ainda por um ganho de 0,7% do HSBC Holdings e pela alta de 0,6% da  gigante das telecomunicações Vodafone. Também em ascensão,  empresas concessionárias de água, United Utilities sobe 5,8%, enquanto Severn Trent adiciona 3,5%. A empresa de seguro de vida Standard salta 6% após reportar resultados fortes no primeiro semestre do ano, incluindo um aumento de 15% no lucro operacional.  Mineradoras com forte movimento positivo. Vedanta Resources  capta 0,4% enquanto a Anglo American sobe 0,8%. Kazakhmys avança 0,3%, seguindo a alta nos preços dos metais.

PIB NA EUROPA: O PIB alemão cresceu 0,3% em uma base sazonalmente ajustada no segundo trimestre de 2012, superando as previsões de um aumento de 0,2%. Na França, o PIB dos dados mostrou que a economia estagnou no segundo trimestre, mas ultrapassaram  as expectativas de um declínio de 0,1%. O PIB da zona Euro, contraiu 0,2% no segundo trimestre de 2012, em comparação com o trimestre anterior. No primeiro trimestre de 2012 a taxa de crescimento para o bloco moeda ficou estável. Comparado com o mesmo trimestre em 2011, o  PIB da zona euro caiu 0,4%. As leituras específicas de cada país mostrou que o PIB que caiu foi o de Portugal, perdendo1,2%, enquanto a economia da Espanha contraiu 0,4% no segundo trimestre.

ÍNDICES MUNDIAIS (7h20):

ÁSIA
Austrália: +0,21%
Nikkei: +0,50%
Hong Kong: +1,05%
Xangai Composite: +0,30%

EUROPA
London - FTSE: +0,54%
Paris Cac 40: +0,51%
Frankfurt - Dax: +0,78%
Madrid IBEX: +0,71%
Milão MIB 40: +0,58%

COMMODITIES
BRENT: +0,38%
WTI: +0,32%
OURO: -0,30%
COBRE: +0,46%
NÍQUEL: +1,31%
SOJA FUTURO: 1,21%
ALGODÃO FUTURO: +1,12%

INDICES FUTUROS
Dow: +0,14%
SP500: +0,16%
NASDAQ: +0,12%

BALANÇO CORPORATIVO:
EUA: The Home Depot, The TJX Companies, Estee Lauder, JDS Uniphase Corporation.

BRASIL: Abril Educacional, ALL America Latina, B2W Varejo, Banco do Brasil, BHG, Bic Banco, BR Insurance, Braskem, Brazil Pharma, Brookfield, Camargo Corrêa, Cemig, Copel, CSN , GP INVESTIMENTOS, Helbor, IdeiasNet, Le Lis Blanc, Lojas Americanas, MPX, OGX Petróleo, Paraná Banco, Positivo Informática, QGEP Participações, Rossi Residencial, São Martinho, Tempo Participações, Valid, Viver, Biomm.

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório. Você pode acompanhar também no http://haramoto.blogspot.com.
Siga também no twitter: http://www.twitter.com/haramototrader